Ago 13, 2019

Os riscos do excesso de proteína seja pela alimentação, pela ingestão de proteína ou suplementação desportiva

Uma alimentação equilibrada e de qualidade, sem recorrer a suplementação, será suficiente para atingir as necessidades nutricionais dos desportistas? 

<

Nos dias de hoje, é cada vez mais demarcada a procura por um corpo "esteticamente perfeito", onde diversas pessoas testam dietas e regimes alimentares de múltiplas características, na esperança de atingir um novo nível de bem-estar ou desempenho físico, como é o caso dos atletas.

Os atletas que se regem por esta procura acabam, em determinadas circunstâncias, por colocar em risco a sua saúde no percurso que o leva à ascensão do seu esperado objetivo, ultrapassando os limites não só nas suas necessidades alimentares, mas também nos exercícios físicos.

A alimentação de um atleta é diferenciada dos outros indivíduos, na medida em que estes dispõem de um gasto energético relativamente superior e de necessidades de macro e micronutrientes modeladas ao tipo, intensidade e duração da prática desportiva.

A alimentação desempenha, desta forma, um papel fulcral na performance desportiva e no aumento de massa muscular, porém, ainda permanece a dúvida sobre se uma alimentação equilibrada e de qualidade, sem recorrer a suplementação, será suficiente para atingir as necessidades nutricionais dos desportistas, especialmente em atletas de competição.  

Para este grupo de pessoas interessadas em aumentar a massa muscular, quer sejam atletas profissionais ou não, existe muitas vezes a perceção de uma necessidade proteica intensamente aumentada, podendo chegar a situações em que o consumo atinge valores compreendidos entre 2,5 a 3,5 g de proteína por quilograma de peso corporal por dia e em que grande parte é ingerida na forma de suplementos.

A ingestão excessiva de proteína pode levar a: Um aumento de produção de ureia, resultando numa maior necessidade de ingestão de água para a sua excreção pela urina; Problemas renais e hepáticos; Osteoporose; Cálculos renais

É de realçar que uma dieta equilibrada e variada com as quantidades adequadas de macronutrientes e micronutrientes é, em muitos casos, suficiente para suprir as necessidades nutricionais, garantir um organismo saudável e um bom desempenho físico.