Set 23, 2019

O Pastel de Nata chegou aos gelados para celebrar a portugalidade.

Para comemorar um quarto de século em Portugal, a Häagen-Dazs acaba de lançar, nas suas geladarias, um gelado com sabor bem nacional, o pastel de nata.

<

Os Pastéis de nata foram criados antes do século XVIII por monges católicos no Mosteiro dos Jerónimos, na freguesia de Santa Maria de Belém, em Lisboa. Na época, os conventos e mosteiros utilizavam grandes quantidades de claras de ovos para a confecção de féculas, como os hábitos religiosos dos frades e freiras.  Era bastante comum os mosteiros e conventos utilizarem as sobras de gemas de ovo para fazer bolos e pastelaria, o que resultou na proliferação de receitas de pastelaria doce em todo o país.

Após a extinção das ordens religiosas e face ao encerramento iminente de muitos dos conventos e mosteiros na sequência da Revolução Liberal de 1820, os monges começaram a vender pastéis de nata numa refinaria de açúcar próxima para obterem algumas receitas. Em 1834, o mosteiro é encerrado e a receita é vendida à refinaria de açúcar, cujos proprietários abrem em 1837 a Fábrica de Pastéis de Belém. Os descendentes são donos do negócio até hoje.

Em 2009 o The Guardian classificou os pastéis de Belém como uma das 50 "melhores coisas para comer" do mundo.

Este setembro, a Häagen-Dazs sopra as velas dos 25 anos de operação em Portugal e fá-lo com uma novidade, a "primeira receita exclusiva" criada pela marca de gelados norte-americana para o nosso mercado.

Desta forma, as 13 lojas da marca (a primeira instalou-se em 1994 no Chiado, Lisboa) apresentam, agora, o gelado com sabor a pastel de nata. Uma gulodice que casa a "canela, o gelado com sabor a Doce de Leite, a massa folhada, o caramelo e as natas", lemos em comunicado.

Uma "receita a pensar na portugalidade", frisa a marca, presente em 1400 pontos de venda em todo o país.

O novo gelado encontra-se à venda nas lojas da marca com o preço de 5,00 euros.