Ago 21, 2019

"Feliz navegação". Os desejos de um marinheiro russo chegaram a terra — 50 anos depois

Um homem que recolhia lenha no Alasca, Estados Unidos da América, encontrou uma garrafa com uma mensagem escrita à mão desejando "feliz navegação". A garrafa foi deitada ao mar por um marinheiro russo há mais de meio século.

<

"Sinceras saudações do navio-hospital VRXF Sulak da Frota do Oriente Próximo russo", afirma a mensagem que Tyler Ivanoff, um professor adjunto em Shishmaref, Alasca, nos Estados Unidos, encontrou.

"Desejamos-lhe boa saúde e muitos anos de vida e feliz navegação. 20 de junho de 1969", completa a nota que Ivanoff encontrou no litoral de seu povoado. A tampa de plástico estava preservada. Ivanoff publicou o achado no dia 5 de agosto na rede social Facebook.

Por dentro "ainda estava seco e cheirava a vinho, mas álcool velho. O bilhete estava seco", contou ao jornal local "Nome Nugget".

Rossiya 1, uma cadeia de televisão russa, pesquisou a mensagem pelo endereço do remetente em Vladivostok e localizou um capitão de navio reformado soviético que agora vive na Crimeia.

Entrevistado pelo canal usando o seu uniforme militar, Anatoly Botsanenko disse que serviu no Sulak em 1969, quando tinha 35 anos.

Olhando a mensagem através de uma foto no telemóvel, Botsanenko disse: "essa letra não é minha". Mas reconheceu o endereço do remetente como sendo o da sua antiga casa em Vladivostok.

"É incrível como uma pequena foto se transformou em uma história", escreveu mais tarde Ivanoff no Facebook.