Out 15, 2018

Burger King Alimenta Os Seus Pesadelos

Um hambúrguer novo e num horário limitado no Burger King, e que tem um peculiar ponto de venda: é suposto dar-lhe pesadelos. Sim, o hambúrguer "Nightmare King", com temática de Halloween, da cadeia de hambúrgueres Burger King, é supostamente "clinicamente comprovado" para induzir pesadelos, de acordo com um comunicado de imprensa da empresa.

Mas, na realidade, o estudo que a cadeia de hambúrgueres encomendou para descobrir se a combinação de hambúrguer de frango com carne de vaca e bacon causou pesadelos não foi projectada para provar qualquer coisa, clinicamente ou não. E, os poucos dados que existem sobre comida e pesadelos sugerem que, no mínimo, 'fast food' deve reduzir os sonhos ruins.

Para mostrar que sua mistura de Halloween realmente causa pesadelos, a Burger King contratou a Florida Sleep e a Neuro Diagnostic Services Inc. para rastrear o sono e os sonhos de 100 pessoas que comeram o hambúrguer antes de dormirem 10 noites.

"De acordo com estudos anteriores, 4 por cento da população experimenta pesadelos em qualquer noite", disse o Dr. José Gabriel Medina, especialista em sono que conduziu o estudo, no comunicado da empresa. "Mas (para as pessoas que dormiram) depois de comerem o Rei do Pesadelo, os dados obtidos no estudo indicaram que a incidência de pesadelos aumentou 3,5 vezes."

A Burger King atribuiu este efeito assustador à "combinação única de proteínas e queijo" do hambúrguer, que a empresa afirma perturbar o sono do movimento rápido dos olhos (REM) de uma pessoa. Esta é a parte do sono quando a maioria dos sonhos ocorre.

Um publicitário da Burger King confirmou que todos os participantes do estudo comeram os novos hambúrgueres. Isto significa que não havia nenhum grupo de controlo de pessoas que comeu a sua dieta regular antes de dormir ou até mesmo num grupo de pessoas que comeu um hambúrguer regular ao contrário da monstruosidade de três carnes do Dia das Bruxas. Sem grupo de controlo, o estudo não pode provar nada sobre o efeito do hambúrguer em pesadelos.

O que diz a ciência real sobre fast food e sonhos? Não muito. Existem muito poucos estudos sobre dieta e sonhos. Mas a pesquisa sugere que, no máximo, comida fast food suprime pesadelos.

Um estudo de 2007 na revista Psychological Reports pediu a aproximadamente 50 estudantes para relatar os seus sonhos e as suas preferências alimentares. As pessoas que relataram preferir fast food, batatas fritas e outros carboidratos eram menos propensas a relatar os seus sonhos em comparação com pessoas que gostavam de comida orgânica. Um estudo maior de 2015 na revista Frontiers in Psychology perguntou a quase 400 alunos sobre o sono e a comida, descobrindo que as pessoas que relataram dietas pouco saudáveis também relataram relativamente poucos sonhos vívidos.

Para pesadelos, especificamente, o estudo de 2015 não encontrou nenhuma ligação entre dieta e sonhos maus. O estudo de 2007 descobriu que as pessoas que relataram gostar mais de junk food tinham menos pesadelos.

Por outro lado, há algumas evidências de que o jejum leva a sonhos mais vívidos, de acordo com um estudo de 2015. Os participantes desse estudo que relataram passar mais tempo entre as refeições ou lanches durante o dia, também relataram sonhos mais vívidos. Esse resultado pode ser devido aos efeitos do jejum no cérebro, escreveram os investigadores. Ou pode ser que as pessoas que "saltaram" refeições o fizessem porque estavam a dormir no final da manhã, o que lhes permitia espremer um sono REM extra.

Ainda assim, muitas pessoas acreditam que certos alimentos, particularmente alimentos condimentados ou queijos, causam pesadelos, escreveram os autores do estudo em 2015. De facto, 11,5 por cento dos participantes desse estudo disseram acreditar que os seus sonhos foram afectados pela ingestão de alimentos específicos. Alguns alimentos contêm nutrientes que teoricamente podem afectar o sono, escreveram os investigadores, o que poderá dar a entender que talvez esses participantes estivessem correctos.

Mas, os investigadores acrescentaram, os alimentos também podem estar a causar desconforto gastrointestinal que resultou num sono perturbado e sonhos perturbados. Ou, segundo os cientistas, é possível que as pessoas simplesmente atribuíssem os seus sonhos maus à comida porque já acreditavam no folclore que liga os dois.  

De qualquer forma, a Burger King não se baseia apenas no interesse comercial que tenta atrair consumidores com a promessa de que um produto irá infiltrar-se nos seus sonhos. Em 2005, o British Cheese Board produziu um estudo a afirmar que o queijo não causa pesadelos às pessoas. Diferentes tipos de queijo provocaram diferentes tipos de sonhos, de acordo com o estudo. Os apreciadores de cheddar, por exemplo, gostavam de celebridades.

Este estudo nunca foi publicado num periódico e revisto por pares, e provavelmente não é mais confiável do que o da Burger King. Infelizmente, para a ciência, também falhou em investigar o ingrediente culminante do Nightmare King, o queijo americano.