Ago 6, 2018

Impressão 3D em Metal

Embora a impressão 3D tenha existido por décadas, ela permaneceu em grande parte no domínio de entusiastas e designers que produzem protótipos únicos. E, imprimir objetos com qualquer coisa que não seja plástico, em particular metal, tem sido caro e dolorosamente lento.

Agora, no entanto, está-se a tornar barato e fácil o suficiente para ser uma maneira potencialmente prática de fabricar peças. Se for amplamente adotado, poderá mudar a forma como produzimos muitos produtos em massa.

A curto prazo, os fabricantes não precisariam de manter grandes 'stocks', poderiam simplesmente imprimir um objeto, como uma peça de reposição para um carro velho, sempre que for necessário.

A longo prazo, grandes fábricas que produzem em massa uma gama limitada de peças, poderão ser substituídas por outras menores, que fazem uma variedade mais ampla, adaptando-se às necessidades de mudança dos clientes.

A tecnologia pode criar peças mais leves, mais fortes e formas complexas que não são possíveis com métodos convencionais de fabrico de metal. Também pode fornecer um controlo mais preciso da micro-estrutura dos metais. Em 2017, pesquisadores do Laboratório Nacional Lawrence Livermore anunciaram o desenvolvimento de um método de impressão 3D para criar peças de aço inoxidável, duas vezes mais resistentes do que as tradicionalmente feitas. 

Também em 2017, a Markforged, uma empresa de impressão 3D, uma pequena startup com sede fora de Boston, lançou a primeira impressora de metal 3D por menos de US $ 100.000.

Outra startup da área de Boston, a Desktop Metal, começou a lançar as suas primeiras máquinas de protótipos de metal em Dezembro de 2017. Ela planeia começar a vender máquinas maiores, projectadas para fabrico, 100 vezes mais rápidas do que os métodos de impressão de metal mais antigos.

A impressão de peças de metal também está a ficar mais fácil. A Desktop Metal agora oferece um software que gera projectos prontos para impressão 3D. Os utilizadores informam ao programa as especificações do objecto que desejam imprimir e o software produz um modelo de computador adequado para impressão.   

A General Electric, que há muito tempo defende o uso de impressão 3D nos seus produtos de aviação, tem uma versão de teste de sua nova impressora de metal que é rápida o suficiente para produzir peças grandes. A empresa planeia começar a vender a impressora ainda em 2018.