Culture & Art

Jan 31, 2016

A Maior Indústria Cinematográfica

Existe aqui uma aura de mistério para o mundo ocidental. Um misto de emoção e estranheza para o espectador menos treinado que assiste a um filme de Bollywood pela primeira vez. A maior indústria cinematográfica do mundo tem origem no país com maior assistência. E parece que não vai parar. Aqui fica um pouco da sua história e tradição.

<

Era Uma Vez…

Os primeiros filmes visionados na Índia não foram realizados em Bollywood, mas o cinema chegou cedo às costas do sub-continente. O ano era 1896, e graças ao domínio dos colonos britânicos, foram os Irmãos Lumiére que ali introduziram a arte do cinema. Bombaim, Mumbai como se chamava na altura, foi a primeira cidade a exibir Cinematografia, sob a forma de seis curtas-metragens dos pioneiros franceses.

Mas foi um fotógrafo retratista, chamado Harischandra Sakharam Bhatavdekar que fez história nas "imagens em movimento" indianas. A sua curta-metragem documental exibida em 1899 chamou-se "The Wrestlers" e mostrava um combate de luta livre local.

Silêncio e Som

O entretenimento indiano passou por grandes mudanças após o virar do Século XX, quando o Pai do Cinema Indiano, Dadasaheb Phalke, lançou o filme "Raja Harishchandra", um marco inovador na era do filme mudo. A película, baseada num personagem mitológico, estreou em 1913 e tornou-se a primeira longa-metragem indiana. Bollywood tinha chegado!

O desenvolvimento tecnológico e a excitação que a introdução de som nos filmes provocou no mundo, deu origem ao primeiro filme indiano "falado e cantado" – Alam Ara, realizado por Ardeshir Irani e exibido em Bombaim em 1931.

Os actores indianos tinham, finalmente, uma voz. Podiam falar, podiam gritar, podiam até chorar, e podiam fazer mais uma coisa: cantar para os seus espectadores. É esta a imagem de marca dos filmes indianos até aos dias de hoje.

A evolução no mundo do cinema indiano foi rápida e, nas décadas de 1930 e 1940, assistiu-se à ascenção de personalidades como Debaki Bose, Chetan Anand, S. S. Vasan e Nitin Bose, entre outros.

Entretanto, a indústria do cinema deu passos rápidos no Sul do país, onde filmes Tamil, Telugu e Kannada invadiram a região. No final da década de 1940 já se produziam filmes em várias línguas indianas, sendo a religião o tema central. 

A Idade de Ouro

A luta pela independência indiana nos anos 1950 abriu a cortina sobre a Idade de Ouro do cinema indiano. Este período histórico deu um forte empurrão à indústria, com os temas a incidir sobre os problemas sociais de então. Claro que eram entretenimento, mas os filmes eram agora um poderoso meio de educação de massas.

Seria a Idade de Ouro – décadas de 1950 e 1960 – que produziria alguns dos filmes mais aclamados pela crítica e pelos melhores intérpretes da altura. Nomes como Guru Dutt, Mehboob Khan, Raj Kapoor, Balraj Sahani, Nargis, Bimal Roy, Meena Kumari, Madhubala ou Dilip Kumar entraram para o Corredor da Fama de Bollywood.

Enquanto actores como Guru Dutt e Bimal Roy mantinham as audiências em transe, o cinema indiano dava mais um passo em frente com o lançamento, em 1960, do filme "Mughal-e-Azam" de K. Asif. A película deu início a uma série de filmes românticos por toda a Índia.

Enquanto o cinema comercial gozava da popularidade entre a assistência, o cinema artístico indiano dava nas vistas. Adoor Gopalakrishnan, Ritwik Ghatak, Aravindan, Satyajit Ray, Shaji Karun e outros realizadores do género, criaram filmes que levaram o país à fama e glória internacionais.

O Estilo Masala

O filme de estilo Masala – quintessência do entretenimento de Bollywood – só saltou para a ribalta durante os anos 1970. O público ficou encantado com a arte dramática de actores como Rajesh Khanna, Sanjeev Kumar, Waheeda Rehman, Asha Parekh, Tanuja, e outros.

É este o auge de Bollywood, uma época em que o realizador Ramesh Sippy nos deu o seu iconoclasta Sholay (1975). A película, que foi aclamada internacionalmente, também garantiu o estatuto de super-estrela a Amitabh Bachchan, que na altura já tinha mais de 30 filmes no currículo.

A década seguinte assistiu à ascensão de várias mulheres realizadoras, como Aparna Sen, Prema Karnath ou Meera Nair. Foi também a década onde a sensual Rekha deslumbrou os espectadores com a sua impressionante actuação em Umrao Jaan (1981).

Domínio da Tecnologia

A década de 1990 marcou o início de uma mistura de géneros combinando-se filmes românticos, de acção, comédia e suspense. Gradualmente, a cara do cinema indiano mudava mais uma vez. A tecnologia dava-nos agora efeitos de som Dolby Digital, efeitos especiais avançados, coreografias e interesse internacional, o que gerou investimentos do sector privado, bem como melhores guiões e prestações artísticas.

Era altura de mudar o foco para o impacto estético. Estrelas como Shah Rukh Khan, Rajnikanth, Madhuri Dixit, Aamir Khan, Chiranjeevi, Juhi Chawla e Hrithik Roshan começaram a explorar formas de usar novas técnicas para enriquecer o cinema indiano com as suas interpretações.

Interesse Global

Foi neste século que o cinema indiano despertou interesse no mundo. À medida que o mundo se torna uma aldeia global, a indústria alcançou mais públicos fora do seu país.

Além das exibições regulares nos maiores festivais de cinema, o mercado além-fronteiras contribui com uma generosa fatia para a bilheteira de Bollywood. Investimentos feitos por estúdios como 20thy Century Fox, Sony Pictures ou Warner Brothers, foram a confirmação de que Bollywood já faz parte do imaginário colectivo global.

Produtoras indianas em ascensão, como a Zee, UTV e Adlabs também saltaram para o comboio de Bollywood, a produzirem e distribuírem filmes. Este facto, juntamente com o crescimento explosivo de cinemas multi-sala em todo o país, fizeram com que fama e a fortuna atingissem novos patamares.

A excitação financeira à volta da indústria foi tal que, em 2003, estavam cotadas em bolsa cerca de 30 produtoras de cinema.

O cinema continua a ser o maior "entertainer" na Índia. Mesmo com tecnologia como Video-On-Demand a levar os filmes a casa, é a plateia que continua a dominar.

Em termos de produção, Bollywood é a maior indústria cinematográfica a nível global, com mais de 1000 películas em estreia anualmente que, só na Índia, chegam diariamente a cerca de 14 milhões de espectadores. Anualmente realizam-se seis cerimónias para atribuição de um vasto número de prémios.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Cb_z-_QUYAAQW51

    Luxury & Fashion

    Mar 1, 2017

    ROTHY'S - ESTILO: RECICLÁVEL

    Está farta daqueles ténis de marca que são iguais aos ténis de todas as suas amigas?! Sim, aqueles que calça quando chega ao fim do dia de trabalho e precisa de dar algum descanso ao pé. Então este artigo é para si, descubra...

  • germans-ermics-salone-del-mobile-2017-milan-design-week-furniture-glass-chairs-_dezeen_hero-a

    Home & Design

    Ago 1, 2017

    CORES TRIDIMENSIONAIS

    Para o designer letão Germans Ermičs, a importância da cor vai muito além do seu sentido decorativo. Um grande exemplo disso, são as suas peças de mobiliário translúcidas, formas perfeitas que se fundem no espaço.

    ...

  • slide-1

    Food & Beverage

    Mai 28, 2018

    A ARTE DOS DOCES

    Girassol, amendoim ou sésamo de halva, com aditivos ou sem eles, amêndoa, nozes e outros frutos secos, o aromatizante de creme mais delicado, a mais deliciosa pasta turca – em qualquer um dos doces da marca irá encontrar uma...


  • iReviews-gravity-blanket_4

    Home & Design

    Jun 1, 2017

    MAIS PESO, MENOS STRESS

    E se o peso pudesse reduzir os seus níveis de stress e ansiedade? Não, não é nenhuma espécie de cultura japonesa antiga. Antes pelo contrário. Já é uma técnica terapêutica utilizada em hospitais para o tratamento de distúrbio...

  • LesMills01

    Helthcare & Wellness

    Jun 1, 2017

    A mexer há 49 Anos

    Nascido em 1934, Leslie Roy "Les" Mills foi um atleta profissional de renome, chegando a representar a Nova Zelândia nos Jogos Olímpicos em quatro ocasiões e nos Jogos da Commonwealth do Império Britânico ao longo de duas décadas,...

  • Depositphotos_8485784_xl-2015

    Food & Beverage

    Ago 1, 2017

    SEMENTES SEM COPYRIGHT

    A impressionante senda legislativa mundial chegou ao mais trivial dos produtos: os alimentos. É a mais recente tentativa do Homem, de se apoderar e controlar elementos da natureza.


  • 1. Ecomation-OY-Tires-Never-Tired

    Technology

    Nov 1, 2017

    PNEUS NUNCA ACABADOS

    A cada ano, a Finlândia produz mais de 50.000 toneladas de pneus carecas. Parece muito? E se você tentar fazer o exercício para calcular o total, só na Europa? Agora, tenho certeza que isso soa como um filme de terror.

  • Wasabi Roots after picking

    Food & Beverage

    Out 1, 2015

    Raízes NIpónicas

    A Real Wasabi, LLC é um pioneiro produtor de Wasabi, bem como importador e fabricante de derivados, todos a partir da autêntica Wasabia Japonica. A empresa foi fundada por Doug Lambrecht e Brooks Quinn. O Wasabi é um condimento nutritivo,...

  • Bulthaup Showroom

    Home & Design

    Fev 1, 2015

    Fascinating Solutions

    Bulthaup is renowend worldwide for its architecture of living spaces. Architecture, innovation and precision are characteristic of the brand. It offers the customers a comprehensive promise of quality, the security os seamless design...