Technology

Jun 1, 2017

O SUPERMATERIAL

Pode parecer incrível e surreal, mas os primeiros estudos deste novo material datam de 1947. O termo para definir o material é descrito pela primeira vez em 1962. A teoria de que esta substância poderia ser um condutor eléctrico é sugerida em 1984 e o nome surge pela primeira vez em 1987, mas a primeira vez que a literatura química descreve este material, data de 1994. 

Não se trata de um material qualquer, definitivamente. Há mesmo quem o considere "o mais recente milagre" da ciência e da tecnologia, ou "o supremo material", o material que vai revolucionar o mundo. E não é para menos!

Recente porque, apesar das descrições académicas, o material só foi isolado pela primeira vez em 2004 e quase por mero acaso. Ao polir uma superfície de grafite com uma simples fita-cola, os cientistas Andre Geim e Konstantin Novoselov, da Universidade de Manchester, Inglaterra, notaram que, na fita, ficava agarrada uma fina película de flocos de grafite. À medida que foram descascando estas camadas perceberam que estas nunca se esgotavam, até que chegaram à mais fina camada que conseguiram obter.

Apesar de ter sido considerada bizarra e do cepticismo do mundo científico, esta descoberta valeu-lhes o Prémio Nobel da Física em 2010. E todos os que têm estado a desenvolver as propriedades deste novo material, não cessam de ficar espantados com as qualidades e possibilidades que ele trouxe ao mundo tecnológico.

De uma forma muito simples, podemos descrever o grafeno como um única e muito fina camada de grafite – sim, aquele mesmo de que é composto o bico de um banal lápis. Significa isto que deriva do elemento carbono e, portanto, possui o mesmo número de átomos, embora dispostos de forma diferente, o que lhe confere também propriedades diferentes.

A título de exemplo, tanto a grafite como o diamante são derivados do carbono, contudo possuem propriedades totalmente diferentes. Enquanto o diamante é extremamente forte, a grafite é estaladiça. E, quando se separa o grafeno da grafite, este assume propriedades miraculosas.

O material torna-se numa folha plana de átomos de carbono ligados entre si, densamente compactados e com apenas um átomo de espessura numa estrutura cristalina hexagonal. Isto faz do grafeno, o primeiro material de duas dimensões alguma vez descoberto e um dos materiais mais fortes e resistentes do universo – é 200 vezes mais forte que o aço.

Também lhe confere propriedades únicas: é flexível, quase transparente, altamente condutor e impermeável a quase todos os compostos, líquidos e gasosos (nem mesmo o hélio consegue transpor a película de grafeno).

Tecnologia do futuro

Porque não aplicar a tudo, então? Como quase tudo neste mundo, resume-se a um simples factor: custo.

A produção de grafeno ainda é demasiadamente dispendiosa e, por isso, a sua utilização só poderá ser aplicada a objectos que possam ser produzidos em larga escala. Além disso, a produção em escala industrial aumenta o risco da criação de fissuras microscópicas na superfície, comprometendo o seu desempenho e as suas propriedades.

Isto, apesar de, em 2012, um grupo de cientistas das universidades do Cairo, no Egipto, e da Califórnia, nos Estados Unidos, ter desenvolvido uma técnica de produção eficiente e rentável. Através da aplicação da radiação laser de um gravador de DVD sobre um filme de óxido de grafite, conseguiram produzir uma camada fina de grafeno da alta qualidade.

Desde a descoberta deste material, em 2004, o fascínio dos cientistas, da comunidade académica e das empresas tecnológicas não para de aumentar.

Em 2016, um grupo de cientistas chineses desenvolveu uma placa fotovoltaica, em grafeno, que provou ser capaz de produzir energia a partir de raios solares, mas também, através das gotas de chuva (páginas 74 a 77, da revista Your VIP Partner, de Dezembro de 2016).

Já em 2017, um grupo de cientistas do Instituto de Pesquisa Electrónica e de Telecomunicações da Coreia do Sul, em parceria com a Hanwha Techwin, apresentaram um ecrã OLED flexível que pretendem que venha a ser aplicável a tecidos, tornando as roupas do futuro "inteligentes".

Existe já uma certa unanimidade em considerar que este material será aplicado em breve, em áreas como o armazenamento de energia, materiais compósitos e revestimentos, bio-medicina, sensores e até na produção de filtros para purificação de água.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • hq720

    Technology

    Abr 1, 2017

    A CURIOSIDADE CRIOU O ROBOT

    Até à data só exploramos cinco por cento dos oceanos da Terra. Tal significa, só para termos uma ideia, que actualmente sabemos muito mais acerca da geografia da Lua do que acerca dos oceanos do nosso próprio planeta. 

    ...

  • Asus1

    Technology

    Out 1, 2018

    ASUS ZENBOOK PRO SCREENPAD

    "Lançado na Computex 2018, o Asus ZenBook Pro é o novo topo da gama de computadores portáteis 'premium' da Asus e vem com uma nova e apelativa funcionalidade: um ecrã táctil do tamanho de um 'smartphone' no lugar do 'touchpad'...

  • ApisCor_febr_03

    Technology

    Mai 1, 2017

    Como se fosse magia

    Pare uma expressão figurativa: "casas crescem como cogumelos", mas em breve será literal. EM Fevereiro de 2017, na Rússia, surgiu a primeira casa com 38 m2 de área. A casa cresceu em 24 horas na cidade de Stupino, na região de...


  • Bradley001

    Business & Industry

    Jul 1, 2017

    FUME-O VOCÊ MESMO

    É um facto incontornável que em pleno século XXI os chefs de gastronomia se tornaram nas novas estrelas rock, não há canal que não tenha os seus próprios programas de culinária e/ou promova concursos de culinário aos quais...

  • AR-170519548

    Business & Industry

    Jul 1, 2017

    CRESCER DE NOVO

    E outra vez, e de novo para dentro to mar. O Dubai não para de espantar o mundo com os seus hotéis e estilo de vida luxuosos. Mas também com os investimentos milionários para fazer o país crescer.

  • 00202943

    Business & Industry

    Jul 1, 2017

    O «EL DORADO» DOS INVESTIDORES

    Terra de Pablo Neruda, Gabriela Mistral (a primeira mulher americana a receber um Prémio Nobel de Literatura, em 1945) e de Isabel Allende, a República do Chile está apostada em captar investimentos internacionais, como forma de...


  • 06

    Home & Design

    Jan 1, 2017

    NO ESCRITÓIRO COM CONFORTO DE CASA

    Considerados estrelas em ascensão do design europeu, os franceses Bouroullec desenvolveram para a Vitra uma gama de mobiliário que permite sentir o ambiente acolhedor do lar no escritório.

  • 1

    Luxury & Fashion

    Mai 1, 2015

    These shoes were made for comfort.

    In  1774, Germany, Johann Adam Birkenstock began the long line of shoemakers that would introduce comfortable walking to the world. 2To this day, the brand continues to base it's innovation in his ideal, offering many diferent styles...

  • Luxury & Fashion

    Out 1, 2015

    Moda 360º

    Desde a pequena agência de modelos até à empresa de gestão de moda e eventos passaram 14 anos. Hoje, a Fashion Studio tem uma gama de serviços única e a capacidade para lidar com todo o tipo de eventos.