Luxury & Fashion

Out 1, 2016

A LENDA "VERMELHA" DA ELEGÂNCIA

No mundo do calçado, o padrão mais elevado da elegância é a lendária sola vermelha dos "Louboutins". A provocação, muito bem medida e sem falhas, é a ideia principal da marca Christian Louboutin.

A elegância e a clareza das linhas enfatizam a beleza das curvas do pé, expondo o início dos dedos, - aspectos que representam a assinatura da marca Louboutin. Apesar da altura inacreditável dos saltos, os seus modelos apresentam um "sapato em árvore", extremamente confortável.

O lendário fabricante de calçado, Christian Louboutin, admirador convicto das pernas femininas, tenta dar a cada par de sapatos o máximo de sofisticação e conforto, enfatizando, assim, a sensualidade natural da mulher. Christian Louboutin faz calçado semelhante ao de bailarinos, com o qual se pode facilmente dançar toda a noite. Seja qual for o par de "Louboutins" que uma mulher esteja a usar, as suas pernas vão parecer mais longas e delgadas, e os seus quadris irão mover-se sedutoramente. As bailarinas têm sido até hoje a principal inspiração de Christian Louboutin.

Quando Christian fez oito anos de idade, visitou o Museu Nacional da África e da Oceânia, no qual encontrou uma porta com uma placa que continha um sinal que proibia a entrada a sapatos de salto alto. Esta situação relacionada com o sapato ficou-lhe na memória durante muito tempo. Mais tarde, Louboutin confessaria que foi exatamente naquele dia que, pela primeira vez na vida, começou a interessar-se por calçado feminino.

Nos cadernos de escola de Christian começaram a aparecer os primeiros esboços de sapatos. Este passatempo rapidamente passou a ocupar a cabeça do rapaz. Os estudos não lhe interessavam muito, tendo sido expulso de quatro escolas devido ao seu fraco aproveitamento. Louboutin gastava então todo o tempo livre num teatro a observar bailarinas, ou mais concretamente, as pernas delas em sapatos de salto alto. Seriam os sapatos de salto alto das bailarinas que, mais tarde, o designer designaria como os seus primeiros ícones de estilo.

Na escola de Arte, Louboutin estudou teatro e escultura. No final dos anos 1970, Christian conseguiu o primeiro emprego no "Folies Bergere", onde foi responsável pelos trajes dos bailarinos. Ao mesmo tempo, desenhava sapatos para actores.

Em 1981, os esboços do jovem de 18 anos chamaram a atenção de Charles Jourdan, famoso designer e estilista, que o aceitou como aprendiz. Durante dois anos, o aprendiz Christian estudou arduamente para determinar correctamente o tamanho e a construção do "sapato em árvore". Até ao final da década de 1980, o jovem talento foi aceite como designer freelancer para as casas de moda Chanel e Yves Saint Laurent.

Como apareceram as solas vermelhas

O pormenor que distingue os sapatos Louboutin é, naturalmente, a sola vermelha brilhante, que chama imediatamente a atenção. Nasceram em 1993, no estúdio em Paris, quando o jovem aspirante a designer trabalhava num novo modelo, o "Penseé", um modelo inspirado pela obra "Flores", de Andy Warhol. Louboutin não conseguia deixar de sentir que faltava algum "sabor", algum detalhe ousado e brilhante. De repente, Christian viu a sua assistente a pintar as unhas naquele momento. O verniz vermelho brilhante tornou-se o "toque final" que deu a fama mundial ao designer. Ele pegou no frasco e pintou a sola do sapato naquele vermelho vivo e conspicuoso. Esta engraçada história do verniz brilhante é a evidência da máxima "simplicidade é a marca do génio".

As cores

As três cores das colecções permanecem inalteradas: preto, vermelho e bege. Para além dos modelos vermelhos audaciosos e pretos clássicos, dramática e sensualmente contrastantes com a sola vermelha, a colecção "The Nudes Collection" apresenta modelos em vários tons de pele, tornando-se num cartão de visita da marca. Esta colecção é indicada sobretudo para usar no Verão, pelo que a escolha deve ter em conta o bronze, caso contrário, poderá não obter o efeito pretendido, uma vez que o modelo é apenas para ser usado com os pés nus.

Preços e falsificações

Os sapatos Christian Louboutin, apesar do preço justificadamente alto, nunca ficam muito tempo nas vitrines das boutiques. O preço médio do par ronda os USD1000. Os "Louboutins" mais caros do mundo custam USD7000, e são feitos exclusivamente por encomenda.

Por cada par original surgem nove falsificados. Este é o preço da popularidade desta icónica marca mundial. A sola vermelha é a assinatura da marca, no entanto, não garante a autenticidade. Para evitar a falsificação, é altamente recomendada a compra apenas em boutiques da marca Christian Louboutin – actualmente, são 800 em todo o mundo.

Porém, esta não é a única marca a usar solas vermelhas. A Yves Saint Laurent, por exemplo, fez modelos semelhantes. Houve mesmo julgamentos por causa da famosa sola vermelha.

Seja o que for que Christian Louboutin faça, é sempre popular. Sendo um verdadeiro artista e designer, trata tudo sobre o seu negócio com grande responsabilidade, é por isso que o seu calçado será sempre associado às peças de arte mais caras.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • adult-19033

    Technology

    Ago 1, 2016

    TECNOLOGIA SENSÍVEL AO ODOR

    Ao sentirmos um cheiro, geralmente este remete-nos para algo, seja uma pessoa, uma situação, um local ou um objecto. De facto, pesquisas demonstram que o olfacto é um dos mais activos estimuladores de memórias, em comparação...

  • income-996554

    Luxury & Fashion

    Jun 1, 2016

    A INDÚSTRIA DA ALTA COSTURA HI-TECH

    Seis pessoas, 600 horas, 30 baterias em miniatura e outras tantas luzes LED, foi a logística necessária para criar o vestido de alta costura que a actriz Claire Danes usou na "Met Gala", no passado dia 3 de Maio, em Nova Iorque,...

  • seasteading1

    Science & Nature

    Nov 1, 2016

    CIDADES FLUTUANTES: UM MUNDO NOVO

    O Instituto de Seasteading (The Seasteading Institute – TSI, em inglês), criado em 2008 pelo engenheiro de software da Google, Patri Friedman (neto do economista Milton Friedman), e Wayne Gramlich, presidente da Homebrew Robotics Club...


  • sbg

    Business & Industry

    Jun 1, 2016

    ELES CONSTROEM O MUNDO COMO GENTE GRANDE

    Aos quatro, oito ou 16 anos, não importa a idade, nunca é cedo ou tarde demais para abraçar o mundo dos negócios. É cada vez mais o número de crianças empreendedoras que constroem o Mundo e facturam como gente grande. No âmbito...

  • 01-Muskin

    Science & Nature

    Set 1, 2016

    CABEDAL FEITO A PARTIR DE COGUMELO

    O cabedal é um material que não desaponta. As suas qualidades tornam-no adequado para ser usado numa grande variedade de itens pessoais, de malas de mão, até sapatos e carteiras. Se houvesse um novo material que não fosse animal...

  • 8055002851152_02

    Technology

    Jun 1, 2016

    UMA NOVA FORMA DE TRABALHAR, CRIAR E ESTUDAR

    Juntar o conforto do papel e os benefícios do digital é o objectivo da marca lendária de cadernos Moleskine, ao lançar o Smart Writing Set. Trata-se de uma caneta e caderno inteligentes e uma aplicação que permitem digitalizar...


  • 3

    Lifestyle & Travel

    Jun 1, 2015

    Delightful San Marino

    Of the world's 193 independent countries, San Marino is the fifth smallest and – arguably – the most curious. How it exists at all is something of an enigma. A sole survivor of Italy's once powerful city-state network, this...

  • You are the star

    Luxury & Fashion

    Nov 30, 2015

    Vocé é a estrela

    A Star Diamond foi fundada por quarto grande amigos e cunhados, quando a Europa se recompunha da devastação da II Guerra Mundial. Após fugir da sua terra, Antuérpia, devido ao despoletar dos conflitos, David Klagsbrun assentou em...

  • 4wr3BQJ

    Home & Design

    Abr 1, 2017

    A ARTE YOSEGI

    Descobrimos a arte Yosegi, linda e curiosa, esta técnica japonesa de "parquet" consiste em dispor a madeira no chão, formando padrões. Para o conseguir, colam-se pedaços de madeira de diferentes cores num bloco compacto, que é depois...