Business & Industry

Ago 1, 2017

A NOVA CORRIDA AO OURO

O século XXI estabeleceu uma nova revolução na indústria de energia, com a crescente utilização de lítio para alimentar quase tudo no mundo. O que costumava ser um "pato feio" na mineração do metal é agora a estrela da última corrida do ouro.

<

Até o final do século XX foi usado principalmente na produção de cerâmica e vidro e em graxas para lubrificação de peças de máquinas. No final do século XX, o professor e físico John Bannister Goodenough identificou e desenvolveu a bateria recarregável de iões de Lítio, que mudou para sempre o mundo da energia.

Hoje, o carbonato de lítio é a principal fonte de energia para smartphones, tablets e todos os tipos de gadgets. Mas a verdadeira atracção para os investidores, hoje em dia, é o emergente sector de veículos elétricos e híbridos.

O aparecimento de empresas como a Tesla, e o crescente interesse de outras marcas de automóveis no desenvolvimento de soluções alternativas, não poluentes, conduziu a uma verdadeira "corrida do ouro" e ao aumento do preço do Lítio nos mercados internacionais. A própria Tesla já começou a construir sua própria fábrica de baterias de Lítio que espera chegar à máxima capacidade de produção em 2018.

Um dos melhores lugares do mundo para a extracção de Lítio são as vastas salinas do deserto de Atacama, no Chile. É uma faixa de 600 milhas de extensão, entre o Oceano Pacífico e a Cordilheira dos Andes. É deserto mais árido não-polar do mundo, hostil à vida humana.

Nesta região, vinte e quatro horas por dia, todos os dias do ano, uma solução salgada, rica em Lítio, é bombeada do fundo do deserto para piscinas de evaporação.

O resultado é uma salmoura concentrada que é, então, conduzida em pequenos camiões para processamento em fábricas na costa do Chile. Nestas fábricas, essa salmoura é refinada em pó e embalada em grandes sacos brancos antes de serem enviados para todo o mundo.

O Lítio tem sido descrito por muitos como "petróleo branco" e considerada a melhor alternativa para afastar o mundo da sua dependência dos combustíveis fósseis para uma nova era energética de baterias.

Acordos internacionais sobre o clima, constrangimentos económicos nas normas de utilização de combustível e a tentativa da China para parar a sua crise de poluição todos apontam para um futuro em que as baterias irão desempenhar um papel importante.

Porquê Lítio?

Baterias de iões de Lítio são mais leves, carregam mais rápido e são capazes de armazenar mais energia do que as tradicionais, tornando-as um forte candidato para substituir a gasolina como fonte primária de combustível nos transportes. Além disso, o tamanho do mercado global de lítio pode triplicar até 2025, de acordo com os analistas da Goldman Sachs, em Dezembro de 2015.

Extrair e refinar a matéria-prima é um processo demorado, e outras tecnologias para baterias que poderiam destronar o Lítio no espaço de uma década ou duas estão em desenvolvimento. Mas até mesmo os cépticos admitem que o material provavelmente se tornará cada vez mais importante com o avanço da adopção de veículos elétricos para produção em massa. A China sozinha, onde o governo estabeleceu uma meta de 5 milhões de veículos elétricos e híbridos na estrada até 2020, poderia reformular a curva da procura.

Para Peter Bruce, professor na Universidade de Oxford, a China desempenhará um papel crucial na redução do custo das baterias de iões de Lítio dada a sua produção em larga escala de baterias para armazenagem de electricidade, da mesma forma que fornecimento chinês ajudou a reduzir os preços dos painéis solares fotovoltaicos.

Sob o salar, o Chile tem Lítio suficiente para abastecer o mundo por décadas, mas as quotas do governo têm falhado no aumento da produção mesmo quando a procura aumentou.

Para o Chile, esta deve ser uma boa notícia. O país tem metade das reservas "economicamente exploráveis" deste metal, e é o produtor de mais baixo custo do mundo. Para a produção de Lítio, o Chile é como o "ElDorado" do século XXI.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • portable-fundus-camera-1

    Helthcare & Wellness

    Mai 1, 2017

    PARA ALÉM DO OLHO

    Há alguns anos, uma ida regular ao dentista, era ainda um pesadelo. Os processos "quase" medievais, costumavam levar-nos o sono durante dias. E, o mesmo costumava acontecer quando precisávamos de fazer exames oftálmicos rigorosos....

  • 7ca7cf5fff31dbb91763cd309e05c8a6

    Business & Industry

    Mai 1, 2017

    ROLHAS QUE FAZEM BONS VINHOS

    Um bom vinho cai bem em qualquer ocasião. Porém, os cuidados necessários para que o gosto seja perfeito, como a escolha de uma boa rolha de cortiça, são detalhes tidos em conta apenas pelos consumidores mais exigentes. Em Itália...

  • 2

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    O FUTURO INTELIGENTE

    A era das coisas "smart" ameaça transformar muitas coisas em "smart"-qualquer-coisa. E, um dos aspectos importantes destas transformações, é que o tamanho das "smart"-coisas já não é uma limitação. 


  • 0-1352400373-expo_spon_01

    Business & Industry

    Ago 1, 2017

    DEBATER O FUTURO DA ENERGIA

    É um dos maiores eventos do mundo e não acontece todos os anos. Essa é uma das razões porque são tão importantes. Mas há outra: os vastos debates que cada uma destas feiras mundiais (conhecidas como "Expos") trazem à luz e...

  • the7virtues1

    Science & Nature

    Set 24, 2018

    The 7 Virtues

    Fragrâncias exóticas e humanitárias

    As palavras "sustentabilidade" e "comércio justo" são frequentemente discutidas nos últimos tempos, principalmente na área de alimentos e agricultura. Mas...

  • Viagem marco

    Lifestyle & Travel

    Mar 3, 2018

    AVENTURA SEM TURISMO

    O turismo de aventura tornou-se extramente popular na última década, mas perdeu também boa parte do seu realismo, afinal com visitas guiadas e resorts à porta fechada em hotéis de luxo pouco tem sobrado do espírito de aventura...


  • Elodie

    Technology

    Ago 1, 2016

    O fim das barreiras linguisticas

    O poeta português Fernando Pessoa, referia na sua obra "Mensagem" que, "Deus quer, o Homem sonha e a obra nasce". Desde os anos 1990, face às barreiras linguísticas naturais, os turistas japoneses perseguem o sonho de compreender...

  • 1. Research-Graphene-New Functions, New Horizons

    Research & Education

    Fev 1, 2018

    NOVAS FUNÇÕES, NOVOS HORIZONTES

    Já escrevemos, sobre esse material milagroso emergente chamado grafeno nas páginas desta revista. Este já provou ser o mais incrível de todas as novas descobertas e materiais da ciência. E parece que ainda nem começámos a entender...

  • 1

    Business & Industry

    Jun 1, 2015

    Algeria's rebirth

    Algeria is the sixth largest gas exporter in the world thanks to its gas and oil reserves. With a gross domestic product (GDP) of about US$200 billion, the country's gas exports are rising among the fall of oil prices, specially to its...