Culture & Art

Dez 1, 2017

O HOMEM DOS MIL PROJECTOS

Hoje em dia, temos uma certa tendência para ver algumas coisas como se sempre tivessem existido, sem pensar que alguém teve de as desenvolver para que se tornassem realidade.

<

Por MARCEL COMÈS

Nascido em Paris, França, a 5 de Novembro de 1893, Raymond Loewy passou a maior parte da sua vida nos Estados Unidos. A sua vida e a sua carreira foram profundamente marcadas pelos aspectos do estilo de vida americano.

Pouco se sabe sobre este francês, mais tarde naturalizado americano (em 1938), até ter chegado a Nova Iorque, em 1919. Apenas existem referências de que teria desenhado uma aeronave (o 'Ayrel' que teria depois vendido à Força Aérea Francesa) e que serviu o Exército Francês durante a Primeira Guerra Mundial.

Durante os seus primeiros tempos em Nova Iorque, Loewy trabalhou como designer de vitrines para lojas como a Macy's, para além de trabalhar como ilustrador de moda para as revistas Vogue e Harper's Bazaar.

Casou com Jean Thomyson em 1931 e tornou-se cidadão americano em 1938. Divorciou-se da primeira mulher em 1945 e voltou a casar em 1948, com Viola Erickson, com quem viveu até ao final da sua vida.

A primeira encomenda de desenho industrial surge em 1929 – modernizar e aperfeiçoar a aparência da "duplicating machine", da Gestetner. O seu desenho teve tal sucesso que pouco depois surgiam trabalhos para a Westinghouse (electrodomésticos), a Hupp Motor Company e especificamente o Hupmobile, e o frigorífico Coldspot para a Sears-Roebuck.

Em 1937, Loewy celebrava contrato com os Caminhos de Ferro da Pensilvania, com o propósito de desenhar as locomotivas dos comboios de passageiros. Mais tarde surgia o convite da Baldwin's para reestilizar as locomotivas a diesel, "oferecendo-lhes" um inconfundível "nariz de tubarão".

É também de sua autoria o esquema de cores e identidade que conferia às novas locomotivas eléctricas um aspecto mais moderno e realçava-lhes as formas arredondadas. A sua visão arrojada levou a que também tenha desenhado o interior de alguns modelos de automóveis de passageiros e a imagem da marca para as estações de serviço e outras finalidades.

Durante a década de 1930, a Raymond Loewy Associates iniciou uma colaboração com a Studebaker que haveria de durar até ao encerramento da marca em 1967. Para além de um logótipo limpinho, com um 'S' estilizado, que veio substituir o que a marca usava desde a sua fundação, em 1852, Loewy introduziu várias inovações como para-brisas inclinados, linhas traseiras limpas, coberturas para os pneus, grelhas frontais exuberantes e arrojadas, e um vidro traseiro de 180o, no modelo Starlight de 1952.

Mas Loewy não se destacou apenas na indústria automóvel da primeira metade do século XX. Em 1940, resultado de uma aposta com George Washington Hill, o presidente da American Tobacco Company, redesenhou o pacote de cigarros da Lucky Strike, retirando-lhe a cor verde do fundo e substituindo-a pelo actual branco, e colocando a marca em ambos os lados do pacote, tornando a marca bastante mais visível e, assim, aumentando as vendas significativamente.

Entre as marcas que Loewy veio a modernizar depois deste episódio, contam-se as marcas Shell, Exxon, Greyhound e Nabisco.

Também a NASA recorreu aos serviços de consultadoria de Loewy. Entre 1967 e 1973, trabalhou como consultor de habitabilidade para os projectos Saturno, Apollo e Skylab. George Mueller, director da NASA na época, escreveu numa carta de agradecimento: "não acredito que teria sido possível para as tripulações de Skylab ter vivido com relativo conforto, espíritos excelentes e excelente eficiência se não fosse pelo seu design criativo, com base numa compreensão profunda das necessidades humanas" e acrescentou "os seus esforços proporcionaram a fundação para o próximo grande passo do homem – uma expedição aos planetas".

Em 1975, o Instituto Smithsonian inaugurou uma exposição dedicada "ao homem que mudou a face do design industrial".

Raymond Loewy faleceu em 1986, com 92 anos, em Monte Carlo, Mónaco. No seu obituário no New York Times, Susan Heller escreveu: "dificilmente conseguimos abrir uma cerveja ou um refrigerante, preparar um pequeno almoço, viajar de avião, comprar gasolina, enviar uma carta ou adquirir um electrodoméstico sem nos depararmos com uma criação de Loewy".

Ainda hoje, ele é, muito justamente, considerado o 'Pai do Design Industrial'.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • dot-watch-8-1

    Technology

    Abr 1, 2017

    DOT WATCH - SENTIR AS HORAS

    Para quem está a ler, neste momento, esta revista, este é um exercício normal que, aparentemente, não exige nenhum esforço especial, para além de manter os olhos abertos e descodificar graficamente letras agregando-as em palavras.

    ...

  • parrilla

    Food & Beverage

    Mar 1, 2017

    GASTRONOMIA DO URUGUAI - UMA DELICIOSA SURPRESA

    Tido muitas vezes como um continente de desequilíbrios, a América do Sul guarda ainda muitas pequenas maravilhas quase inexploradas. É o caso do segundo menor país deste continente, o Uruguai. É um dos países mais desenvolvidos...

  • 4897642457_ef0740e0eb_b

    Home & Design

    Mai 1, 2017

    NATURALMENTE INDUSTRIAL

    A vida não é fácil para os arquitectos e designers de interiores que gostam de usar materiais naturais na cobertura de grandes superfícies. Muitas vezes, a escolha certa, é o pior pesadelo quando procuram um fornecedor fiável...


  • _MSS8814

    Business & Industry

    Jun 20, 2018

    NOVO CICLO DE INVESTIMENTO EM ANGOLA

    A economia de Angola está a iniciar um novo ciclo de recuperação, para cujo aproveitamento se conta com a recuperação – que já se verifica – do preço do petróleo e com a assistência técnica do Fundo Monetário Internacional

    ...

  • 2013_Tokyo_Motor_Show_Toyota_iRoad_002

    Mecanica e Locomoção

    Ago 1, 2017

    ADN DIVERTIDO

    O que acontece quando um Prius se apaixona por uma Yamaha? Resulta num Toyota i-Road. Pode parecer uma piada, mas a sensação que este veículo provoca não é piada nenhuma.

  • product_playfulbase_sl

    Technology

    Mai 1, 2017

    FAZER... O QUE QUISER!

    Portanto, já vimos de tudo! Tudo o que os olhos podem ver e o cérebro consegue arquivar, enquanto conhecimento... Mas vimos mesmo? É mesmo possível pensar que alguma coisa no mundo não possa evoluir?


  • Brussels Airlines

    Lifestyle & Travel

    Fev 1, 2015

    Europe's Finest

    Brussels Airlines is the Belgian airline group that offers the widest choice of flights to and from its base at Brussels Airport. A fleet of 43 aircraft and about 3500 employees from the Brussels Airlines...

  • cayo-blanco-2-1377906

    Lifestyle & Travel

    Ago 1, 2015

    The pearl of the Antilles

    The sun and the sea, the wild and natural, the old and the new. All of these things converge in such a pretty dance of swirling warmth, while the history brings us the nostalgic views of past times. Cuba, is a treasure, always waiting...

  • 01

    Luxury & Fashion

    Jan 1, 2017

    CALÇAS À PROVA DE ÁGUA

    A VEAR desenvolveu calças impermeáveis inspiradas no clima escandinavo e em todos aqueles que praticam desportos outdoor.