Business & Industry

Jul 1, 2017

O «EL DORADO» DOS INVESTIDORES

Terra de Pablo Neruda, Gabriela Mistral (a primeira mulher americana a receber um Prémio Nobel de Literatura, em 1945) e de Isabel Allende, a República do Chile está apostada em captar investimentos internacionais, como forma de superar a sua dependência em relação ao preço do cobre e diversificar a sua economia.

Considerado como um modelo de transparência política e financeira na América Latina e com uma economia «madura», o Chile tem desenvolvido vários «mecanismos legais» com o objectivo de proporcionar um mercado atraente aos investidores estrangeiros que se queiram instalar no seu território. Por esse motivo, foram introduzidas alterações ao sistema tributário para evitar que as empresas estrangeiras, além dos impostos incidentes sobre o capital na origem e destino do investimento, tenham de pagar novos impostos no Chile.

Neste momento, o principal desafio que se coloca à economia desse país sul-americano passa pela superação da dependência tradicional em relação ao preço do cobre que representa 50 por cento das exportações do país. Para o governo chileno, existe uma grande necessidade de diversificação da economia e de desenvolvimento de áreas-chave, encontrando-se nos sectores mineiro, energético, das infraestruturas, turismo e sector alimentar «um conjunto de oportunidades de investimento a explorar».

Um relatório da Agencia de Promoción de la Inversión Extranjera corrobora esta necessidade de diversificação da economia e defende a necessidade de se criarem empresas a «montante e a jusante» da indústria mineira.

Esta agência governamental recorda que o «Chile é o principal produtor mundial de cobre – detendo quase 30 por cento das reservas mundiais – nitrato, iodo e lítio, e o sexto maior produtor de prata em todo o mundo e que a necessidade de desenvolvimento deste sector pode significar oportunidades para quem quer nele investir».

Esse investimento – salienta a agência – deve estender-se a um conjunto de áreas conexas de apoio, nomeadamente equipamentos e peças, construção, serviços de engenharia e consultoria entre outro tipo de serviços de apoio à produção.

A energia é um outro sector aberto a quem quer investir no Chile. De facto, segundo as projecções económicas, o crescimento previsto para o país envolve um aumento da procura de electricidade cujo consumo deverá crescer 5% ao ano até 2020. Neste caso, isto poderá significar oportunidades de investimento tanto na produção como na transmissão de energia eléctrica.

O sector da construção é outra área de investimento. O Chile tem actualmente uma vasta carteira de investimentos em concursos públicos, incluindo estradas, aeroportos, hospitais, infra-estruturas urbanas, entre outros.

Aposta na agricultura e pesca

A indústria alimentar é mais uma das áreas a desenvolver e, para isso, o Governo chileno considera crucial atrair investimento estrangeiro. Fruta e salmão têm sido os grandes trunfos do Chile neste sector. O clima (variado) e o solo permitem um maior desenvolvimento de cereais, como o trigo, aveia, milho, colheitas derivadas de centeio e cevada, batata e lentilhas. Os sectores vinícola e horto-frutícola estão em clara expansão e apresentam também oportunidades de negócio. A produção de bovinos e ovinos deve igualmente ser considerada, principalmente hoje em que a qualidade de produção melhorou bastante fruto de investimentos em novas tecnologias na área.

Com uma faixa costeira de 6.435 Km e dada a diversidade de recursos marinhos e piscatórios as oportunidades multiplicam-se neste sector: moluscos, principalmente ostras; conservas, farinha de peixe, etc.

Recentemente, e numa tentativa de responder à baixa capacidade de inovação, o Chile começou a desenvolver um programa de startups que pretende atrair empreendedores de alto potencial no início dos seus projectos, fazendo do Chile uma plataforma de acesso ao mercado global. O objectivo final deste programa do governo é posicionar o Chile como um país de «primeira linha» na inovação e empreendedorismo da América Latina.

Por todos estes motivos e por se encontrar num contexto de clara afirmação económica na região da América do Sul e de abertura ao mercado externo, as empresas e investidores não devem descurar as oportunidades de negócio no mercado chileno.

CRESCIMENTO MODERADO

A economia chilena cresceu 1,7 por cento em Janeiro de 2017 em relação ao mesmo mês de 2016, ficando acima das expectativas do mercado, devido a um melhor desempenho do comércio e dos serviços, informou o Banco Central.

O Chile, ao contrário de outras grandes economias da América Latina, conseguiu manter-se economicamente estável. No entanto, após anos de crescimento constante, o Chile sofreu uma acentuada desaceleração da sua economia em 2015, devido à queda dos preços internacionais do cobre, uma vez que é o primeiro exportador mundial de cobre. Devido à queda da procura nos principais mercados emergentes, o crescimento em 2016 foi moderado, cifrando-se na casa dos dois por cento. Contudo, as perspectivas para 2017-2020 são mais promissoras, com um crescimento esperado de cerca de 4%. Ainda assim, esta taxa continua a ser relativamente fraca em comparação com os anos de "boom" das matérias primas.

Tendo em conta o potencial de crescimento da economia chilena, o bom ambiente de negócios no país e as suas necessidades de desenvolvimento, são muitas as razões para os investidores apostarem neste mercado sul-americano.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • dubrovnik_croatia-1_inpixbay

    Lifestyle & Travel

    Jun 28, 2018

    UM TESOURO BEM ESCONDIDO

    A Croácia é um país secular com uma rica história arquitetónica preservada até aos dias de hoje. Com paisagens de cortar a respiração, encanta pelo verde da natureza e o azul marinho que contrastam com os velhos monumentos. Vamos...

  • 6120ee_380c3a7c8b5b4d3db31ca50125ff7f7b~mv2_d_4657_3264_s_4_2.jpg_srz_1081_758_85_22_0.50_1.20_0.00_jpg_srz

    Sport

    Mar 1, 2017

    RUGBY EM CADEIRA-DE-RODAS - NUNCA DESISTIR

    Poderíamos imaginar que o rugby é um jogo demasiado físico, para ser praticado por pessoas com deficiência. Bem, com crianças seria o mesmo, mas elas adoram. As pessoas com deficiência não são flores e, com a postura correcta...

  • 3041392_lunarhabitationfosterpartners1

    Research & Education

    Abr 1, 2017

    MOONTOPIA - CABEÇA NA LUA

    Quase cinquenta anos após o sucesso da Apollo 11, a primeira vez que o homem andou na Lua, a Corrida Espacial ainda apenas começou. O século XXI, tem trazido novos horizontes para a conquista do espaço, como o Homem sempre sonhou.

    ...


  • BauhausType

    Culture & Art

    Mar 1, 2017

    A HISTÓRIA DA BAUHAUS - UTOPIA, TEORIA, DESIGN

    Nascida das cinzas da Primeira Guerra Mundial, ainda hoje não se pode contornar a importância que os seus 14 anos de existência trouxeram ao mundo, sob um conceito radical para a época: re-imaginar todos os materiais do mundo...

  • sonos-playbar11

    Home & Design

    Jun 1, 2017

    UMA NOVA DIMENSÃO

    Quando pensamos que ter uma sound base na sala pode ser a resposta para os nossos sonhos, normalmente apercebemo-nos que isso pode ser antes um problema – a maioria das televisões de hoje, simplesmente não o permitem.

  • Depositphotos_19090019_xl-2015

    Food & Beverage

    Ago 30, 2018

    STEVIA

    This is already the century to take care of the body balance and healthcare. From the trip to gym three times a week, jogging in a park or by a river side or even on the beach, vegan food or even the external visual care, it will...


  • Dubai Chamber of Commerce

    Business & Industry

    Out 1, 2015

    Câmaras de Comércio: Negócios Unidos

    As Câmaras de Comércio existem desde o final do século XVI, quando a primeira começou a operar em Marselha, França. Após esta, o estabelecimento de novas Câmaras de Comércio à volta do globo ajudaram mercadores a chegar a novos...

  • 1

    Food & Beverage

    Jul 1, 2015

    The Black Diamonds of France

    Truffles. One of the most wanted, expensive and exquisite ingredients in the world, truffles have been a thing in the kitchens since the 16th century, but recently is more expensive than ever. The fact that it takes years for a tree...

  • 01

    Mecanica e Locomoção

    Jan 1, 2017

    PNEU (QUASE) ETERNO

    Ainda nem um ano passou desde que publicámos nas páginas desta mesma revista, um tema sobre um programa da Michelin (Tweel, edição de Abril de 2015) para a construção de um novo conceito de pneu sem câmara de ar, aplicável...