Culture & Art

Jun 1, 2017

OS CONTOS DE FADAS E O PAPEL ESTRATÉGICO

Para além da construção e beleza intemporais, os castelos são cenários de histórias românticas e encerram em si inúmeros mistérios e períodos da História. Modernos ou medievais, são monumentos de visita obrigatória e locais de culto e celebração.

<

Contrariamente ao que se pensa, nem todos os castelos remontam a reinados longínquos. Na Bulgária, encontrámos o que se pode designar como "um castelo dos tempos modernos". Mandado erguer pelo milionário Georgi Tumpalov, Ravadinovo, ou "Love with the wind" ("Apaixonado pelo vento", em português), como Georgi o designa, abriu ao público em 2003. As obras duraram mais de uma década, um período curto se comparado com o tempo de construção de outros castelos, porém, ainda não se encontra finalizado. Na construção, foram usadas 20.000 toneladas de pedra e a decoração é uma combinação de vários estilos. Apesar de não existir qualquer ponto de atracção ao redor, é palco de festas de aniversário e de casamento e até de eventos desportivos, devido ao seu carácter simultaneamente místico e romântico. Para Georgi, trata-se provavelmente da concretização de um sonho que o próprio define ao afirmar: "O que fizeste pecador? Eu fiz um castelo com um lago e duas crianças bonitas".

Ainda no âmbito dos sonhos, na Baviera alemã, perto da fronteira com a Áustria, encontramos Neuschwanstein. Diz-se que serviu de inspiração à Walt Disney para desenhar os castelos da Cinderela e da Bela Adormecida. O Castelo dos sonhos de Ludwig II ou "Mad Ludwig" – "o rei louco da Baviera" – que, numa missiva ao famoso compositor alemão, Richard Wagner, o descrevia como "sagrado e inacessível". Foi aliás, o conto medieval "Cavaleiro do Cisne", no qual Wagner se baseou para compor a ópera "Lohengrin", que inspirou a decoração do castelo. O quarto do rei demorou quatro anos a fazer e foram precisos 14 carpinteiros, tal eram a exuberância e o luxo. Os gastos descontrolados, a excentricidade e a decisão de nunca casar, originaram um controverso diagnóstico de insanidade e "Mad Ludwig" acabou deposto.

Para concluir a visita, pode ir até à ponte Marienbrücke e usufruir da melhor vista sobre o castelo e paisagem envolvente dos Alpes Bávaros e da Floresta Negra.

Mais antigo, o Castelo de Chillon, conhecido por "Castelo das Águas", por se localizar nas margens do maior lago da Europa, o Lago de Genebra, Suíça, teve origem entre os anos 1005 e 1160. Assente numa ilha rochosa junto à margem do lago, consiste num conjunto de edifícios independentes que foram gradualmente ligados, formando hoje, um monumento único e o mais visitado do país. Localizado entre Montreux e Villeneuve, um ponto estrategicamente escolhido para controlar a passagem entre o norte e o sul da Europa, já foi usado como fortaleza, arsenal, residência e prisão. Habitado desde do século XII pelos Condes de Saboia, Chillon foi residência e rentável estação aduaneira durante quatro séculos, e pertenceu aos habitantes de Berna até ser adquirido pelo Estado de Vaud em 1803. O cenário mágico que o envolve, composto pelo lago e pelas montanhas brancas, inspirou Lord Byron, poeta britânico considerado uma das figuras mais relevantes do período Romântico, a escrever o poema: "O prisioneiro de Chillon". Um poema sobre François de Bonivard, um monge e político genovês que foi prisioneiro no castelo entre 1530 e 1536. Este castelo, delicado por fora, arrasador no interior, não é, contudo, o local ideal para pessoas de locomoção reduzida, pois os acessos são típicos do século XII.

Igualmente medieval, mas restaurado recentemente, o castelo e fortaleza de Gravensteen, é um dos poucos que restaram na Flandres, oferecendo uma perspectiva fascinante sobre as armas, a cultura e o passado dramático da cidade de Ghent, Bélgica. Chamado de "Castelo do Conde", por ter sido mandado construir pelo Conde Filipe de Alsácia, serviu de fortaleza e de residência aos Condes da Flandres. Já no século XIX, foi uma prisão e um complexo industrial. Depois de restaurado, no século XX, abriu ao público em 1907, abrigando várias colecções de arte. A visita pode ser guiada, virtualmente, por duas figuras da História, o romancista Chrétien de Troyes e o aristocrata Simon Saphi. Durante a viagem, aventure-se pela antiga câmara de tortura do castelo, onde se instalou um museu com artefactos usados nas sevícias. Exposições alusivas ao armamento usado na guerra medieval, colecções de armas belgas, pistolas decoradas com pérolas e marfim, armaduras e bestas, são alguns dos objectos que pode ver. Nos meses mais quentes, é possível subir aos baluartes da torre central de Gravensteen e apreciar a vista sobre a gótica e ímpar Ghent.

De estilo gótico, a abadia do Mont Saint-Michel, em França, mereceu elogios do novelista francês Victor Hugo. Património Mundial da UNESCO, (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), desde 1979, é exemplo de uma comunidade urbana medieval assente na integração e no equilíbrio das componentes religiosa e profana, mantendo a espiritualidade até hoje. A sua arquitectura, descrita como uma maravilha feita pelo Homem e a baía, teatro de uma das maiores marés da Europa, referida como uma maravilha da Natureza, fazem do "Mont", um dos locais mais visitados da Normandia, a seguir a Paris. As brochuras turísticas referem-no, contudo, como pertencente a duas regiões francesas, a Bretanha e a Normandia. Relata a História que o santuário foi fundado pelo bispo Saint-Aubert, natural de Avranches, em 708 no Mont-Tombe (o nome inicial), após a aparição do arcanjo Saint Michel (São Miguel, em português). Desde então, atrai visitantes e peregrinos de todo o mundo. Para além da arquitectura pré-romana, dos séculos XI e XV, conventos góticos e romanos, e da abadia transformada em prisão durante a Revolução do Segundo Império, encontram-se vestígios da Guerra dos Cem Anos. Desde 2005 que decorrem obras de restauração, como a construção de uma ponte; a Barragem sobre o rio Couesnon, Mont Saint-Michael, para controlar as marés; e de um parque de estacionamento, pelo que o cenário natural se tem modificado. De frisar que a visita pela baía deve ser acompanhada de guias experientes e de pés descalços, devido ao percurso de areia movediça. Uma aventura a não perder e que lhe proporciona um espectáculo grandioso. 

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • 9de2447c-43cf-11e6-b22f-79eb4891c97d

    Business & Industry

    Ago 1, 2017

    A NOVA CORRIDA AO OURO

    O século XXI estabeleceu uma nova revolução na indústria de energia, com a crescente utilização de lítio para alimentar quase tudo no mundo. O que costumava ser um "pato feio" na mineração do metal é agora a estrela da última...

  • Biclas09

    Mecanica e Locomoção

    Ago 1, 2017

    Kross expande para a Holanda

    Em Novembro de 2016 o mundo dos entusiastas do ciclismo ficou abalado com a falência da Multicycle, a maior empresa de fabrico de bicicletas da Holanda e internacionalmente reconhecida pelos avanços tecnológicos que a levaram a...

  • architectureimg.com-medieval-neuschwanstein-castle-germany-photography-architecture-scenery-bavaria-landscape-wide-screen-image-gallery

    Culture & Art

    Jun 1, 2017

    OS CONTOS DE FADAS E O PAPEL ESTRATÉGICO

    Para além da construção e beleza intemporais, os castelos são cenários de histórias românticas e encerram em si inúmeros mistérios e períodos da História. Modernos ou medievais, são monumentos de visita obrigatória e...


  • nokia-3310-comparaison

    Technology

    Jun 1, 2017

    PARA OS NOSTÁLGICOS

    Se existe um telefone que desperta nostalgia, esse telefone é o Nokia 3301. É um dos telefones mais populares de sempre, relembrado por sua quase indestrutibilidade, bateria de longa duração e o lendário jogo Snake (bom, Snake...

  • 348262_1_800

    Lifestyle & Travel

    Jul 1, 2017

    ACAMPAR (REALMENTE) JUNTOS

    Acontece a todos os amantes de campismo. Quando finalmente acabam de montar a mesma tenda que têm há mais de dez anos, acham-na demasiado pequena para arrumar todas as inutilidades que se lembraram de levar.

  • Furoshiki

    Home & Design

    Jun 1, 2017

    EMBRULHE OS SEUS PÉS

    Furoshiki é o nome da arte tradicional japonesa de embrulhar objectos em pano. Agora, pela mão da marca italiana Vibram, esta arte é também aplicável aos pés.  


  • The Fibers of Life

    Business & Industry

    Jan 31, 2016

    As Fibras da Vida

    Megatendências globais, como a mobilidade, digitalização, eficiência energética e a urbanização apontam o caminho, o carbono está a tornar-se cada vez mais importante em  muitas utilizações. O Grupo SGL, líder global...

  • Blue Refreshment drinks ad

    Food & Beverage

    Mar 1, 2015

    Fresh and Soft

    Refriango is an Angolan company founded with Portuguese and Angolan capital. It specializes in soft drinks and its production plant was set up in 2002.

  • Water from the Desert

    Technology

    Dez 31, 2015

    Água do Deserto

    Desde os anos 1950, Israel tem sido pioneiro no mundo dos sistemas de irrigação, desde o sistema gota-a-gota até pesticidas naturais. Afinal, aqui os desertos reinam, e estes criaram a necessidade de os hidratar. A necessidade faz...