Technology

Mai 1, 2016

TECIDOS QUE FAZEM

Imagine um tecido que lhe diz se está doente, regula a temperatura corporal ou que ajuda a sua pele. Uma verdadeira revolução que já começou e que abre caminho a que design, imaginação e tecnologia trabalhem de mãos dadas para produzir roupa, objectos de decoração e de equipamentos desportivos únicos e multiusos.

Os tecidos inteligentes permitem optimizar características como a leveza e a respiração e reagir a elementos externos como a luz e o calor. Por exemplo, os tecidos fotossensíveis, feitos com corantes fotocromáticos, têm pigmentos que mudam de côr quando expostos à luz solar, sendo principalmente usados em t-shirts e fardas militares.

<

A nova colecção de ganga da marca italiana Calzedonia (especialista em meias, moda de praia e roupa íntima), criada em colaboração com o grupo Solvay, (grupo internacional de produtos químicos e materiais avançados, sedeado em Bruxelas, Bélgica), usando a invenção deste, o fio "Emana". Trata-se de um fio feito de poliamida com minerais bioactivos incorporados que, quando em contacto com o corpo, melhoram a microcirculação da pele, ao facilitar a troca de calor. Graças ao "Emana", estas calças ajudam a melhorar a pele de quem as usa. Outros exemplos são: o cabo têxtil USB 2.0 da Ohmatex, um cabo USB com dois conectores que consiste em fios condutores tecidos numa fita têxtil muito fina, e o Chromosonic, da designer húngara, Judit Eszter Karpati, uma malha electrónica experimental feita de fios de níquel-crómio entrelaçados e tintura termo-sensível. Uma plataforma de open-source (de código aberto), "Arduino", ligada a esta malha, processa ficheiros de áudio e aquece o níquel-crómio que afecta a tinta termo-sensível, gerando padrões derivados do som que pulsam em sincronia com o ritmo.

Um dos mais impressionantes avanços é, talvez, o têxtil que se "autolimpa", inventado no Royal Melbourne Institute of Technology University (RMIT), Austrália. Investigadores do RMIT desenvolveram uma maneira barata e eficiente de cultivar nanoestruturas nos tecidos. Estas nanoestruturas são de base de cobre e prata, metais conhecidos pela capacidade de absorverem a luz. Quando expostas à luz, as nanoestruturas recebem um impulso de energia que gera electrões quentes, os quais por sua vez emitem uma explosão de energia que degrada matéria orgânica. O desafio é produzir nanoestruturas à escala industrial e fixá-las permanentemente aos tecidos.

Outra inovação é o Wearable Advanced Sensor Platform - WASP™ da Globe, apresentado na primeira Cimeira dos Tecidos Inteligentes ("Smart Fabrics Summit") que decorreu em Washington DC, Estados Unidos da América (EUA), a 11 de Abril último. O WASP™ é um sistema usado no corpo, que integra monitorização fisiológica e de localização num só sistema. Criado para bombeiros e equipas de intervenção imediata, recolhe, transmite e mostra dados integrados em tempo real para uma estação de comando. Dirigido a profissões onde é experienciado stress fisiológico extremo, monitoriza a ferquência e as alterações no ritmo cardíaco, avalia a temperatura corporal, os níveis de actividade, o rácio de respiração, a postura e outros factores fisiológicos, bem como a localização 3D num edifício, tudo em tempo real.

De destacar ainda, a linha de equipamento de exercício como sistema de corrida incorporado da Sensoria, líder em roupa tecnológica de fitness, sedeada em Redmond, Washington, EUA. A Sensoria reinventou o soutien e a t-shirt desportivos, usando um tecido que absorve a humidade para baixar as variações na temperatura corporal, e novos eléctrodos de ritmo cardíaco integrados, desenhados para oferecer mais conforto, precisão, consistência e experiência ao utilizador. Esta empresa tinha já desenvolvido uma aplicação móvel para ser usada com peúgas inteligentes, através de uma pulseira Bluetooth no tornozelo. As peúgas são infundidas com sensores têxteis que detectam o tipo de actividade e as forças de impacto. As peúgas inteligentes e as peças de roupa conectam à aplicação móvel de fitness e enviam continuamente dados que providenciam informação holística e em tempo real.

O mundo da tecnologia não pára, e os tecidos inteligentes são cada vez mais objecto de estudo, a "autolimpeza" é só o princípio. Mesmo áreas muito específicas e distintas como a medicina, psicologia, automotriz, podem beneficiar desta revolução de tecidos inteligentes. Quem sabe podem vir a ser usados na engenharia aeroespacial.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • 6120ee_380c3a7c8b5b4d3db31ca50125ff7f7b~mv2_d_4657_3264_s_4_2.jpg_srz_1081_758_85_22_0.50_1.20_0.00_jpg_srz

    Sport

    Mar 1, 2017

    RUGBY EM CADEIRA-DE-RODAS - NUNCA DESISTIR

    Poderíamos imaginar que o rugby é um jogo demasiado físico, para ser praticado por pessoas com deficiência. Bem, com crianças seria o mesmo, mas elas adoram. As pessoas com deficiência não são flores e, com a postura correcta...

  • the-cicret-bracelet-a-bracelet-t

    Technology

    Mai 1, 2017

    UM SMARTPHONE À FLOR DA PELE

    Ver emails ou assistir a um filme são gestos cada vez mais fáceis de executar. Que dependam de um simples toque na pele é que custa a acreditar. Tal é possível com a "Cicret", uma pulseira inteligente que transmite o visor do...

  • 4

    Research & Education

    Nov 2, 2018

    SISTEMA EDUCATIVO FINLANDÊS

    "Aqui vão as más notícias: caso não tenha reparado, não existe um emprego com a designação "matemático". Portanto, não incomode os seus filhos com uma formação superior como matemático – ele, provavelmente não vai gostar...


  • ApisCor_febr_03

    Technology

    Mai 1, 2017

    Como se fosse magia

    Pare uma expressão figurativa: "casas crescem como cogumelos", mas em breve será literal. EM Fevereiro de 2017, na Rússia, surgiu a primeira casa com 38 m2 de área. A casa cresceu em 24 horas na cidade de Stupino, na região de...

  • Brikawood-interlocking-wooden-bricks-help-build-house-without-nails-or-screws_9

    Business & Industry

    Ago 31, 2018

    Brikawood

    Existe um fascínio crescente em relação à construção 3D de casas. De facto, é um negócio florescente e, encarando os desafios habitacionais por todo o mundo, actualmente, pode bem vir a provar-se como uma solução de baixo...

  • Chipre1

    Lifestyle & Travel

    Abr 30, 2018

    SONHAR COM O VERÃO

    E se, em 2018, viajasse pelos cinco cantos do mundo? É difícil eleger os locais mais bonitos, mas preparámos uma lista com cinco destinos ricos em história, cultura e paisagens únicas que não vai querer perder!


  • Luxury & Fashion

    Set 1, 2015

    The Shoe Must Go On

    Tradition at Ludwig Reiter is by no means an end in itself, but it seeks to transform and develop. The Viennese shoemaking tradition combines an uncompromising preservation towards high quality standards, finishing techniques and progressive...

  • panoramica

    Lifestyle & Travel

    Dez 1, 2017

    UM PARAÍSO PRIVADO

    O castelo de Monsaraz - aldeia medieval por onde passaram diferentes povos e culturas ao longo da história – lança o seu olhar atávico sobre esta extraordinária propriedade, aninhada no seu sopé.

  • black-opal-Daniel-Mekis

    Business & Industry

    Jun 1, 2015

    All the colours at once

    Opals are amongst the most beautiful stones in the world, and are one of the few types of precious gemstones. While diamonds, rubies, sapphires, emeralds and pearls have their own color, nonetheless wonderful, with opals you have all...