Technology

Mai 1, 2017

Chegaram as baterias do futuro

Com 94 anos de idade seria de esperar que John Goodenough abrandasse o ritmo, contudo o inventor das baterias de lítio que têm permitido aumentar a longevidade da utilização dos telemóveis e o desenvolvimento de veículos eléctricos não descansa e inventou uma nova bateria com o triplo da capacidade de armazenamento de energia da sua invenção interior e que, ao contrário desta, pode ser carregada numa questão de minutos!

<

Goodenough é professor e investigador académico actualmente radicado na cidade de Austin, mais precisamente na Escola de Engenharia Cockrell da Universidade do Texas, onde lidera uma equipa de engenheiros que tornou público, em Fevereiro, ter criado a primeira bateria de células em estado sólido que, para além do triplo da capacidade das versões de lítio, são também mais seguras, têm uma maior durabilidade, a sua produção é mais barata e, perdoem a insistência, podem ser recarregadas em meros minutos tanto para a função de baterias de telemóvel, de automóveis, computadores portáteis e motas eléctricas ou como meras fontes de armazenamento de energia.

A invenção das baterias de lítio data já dos anos 1980, quando John Goodenough era então o responsável pelo Laboratório de Química Inorgânica da Universidade de Oxford, local onde desenvolveu as pilhas e as baterias recarregáveis de iões de lítio que viriam a ser comercializadas pela Sony. Estas novas baterias, tornadas públicas há poucos meses, ainda estão por ser licenciadas comercialmente uma vez que a Universidade do Texas se encontra ainda aberta a propostas por parte das empresas interessadas.

O inventor encontra-se extremamente animado com esta nova invenção, sendo da opinião que inevitavelmente acabará por beneficiar as indústrias do ramo automóvel, informático e das telecomunicações com benefícios para o meio ambiente, uma vez que "o custo, a segurança, a densidade energética, os tempos de carga e descarga e o ciclo de vida são essenciais para que os carros abastecidos a bateria possam ser generalizadamente adoptados. Acreditamos que a nossa descoberta resolveu a maior parte dos problemas inerentes às baterias utilizadas hoje em dia", defende Goodenough.

Uma vez que a quantidade de quilómetros que um carro eléctrico pode percorrer deriva da densidade energética das suas baterias, uma bateria com o triplo da capacidade irá permitir viagens muito mais longas entre as necessidades de recarga da bateria. E, ao contrário do que sucede actualmente, em que os carros eléctricos precisam de recarregar as suas baterias durante horas (normalmente durante toda a noite enquanto os seus condutores dormem) e são quase exclusivamente utilizados no meio urbano, estas novas baterias permitem viagens de longo curso uma vez que carregam em minutos em vez de horas.

As baterias de lítio, embora relativamente seguras, têm ainda o senão de incluírem electrólitos em estado líquido que, embora em casos raros, mas bastante mediatizados, podem causar curtos circuitos que podem resultar em explosões e incêndios.

As novas baterias em vez disso utilizam eletrólitos de vidro sólido que as tornam imunes a esse problema e tornam também possível a sua utilização em temperaturas muito baixas, funcionando inclusivamente em temperaturas negativas, mais precisamente até aos -60 graus Celsius.

Este avanço foi possível graças à inclusão de Maria Helena Braga (Universidade do Porto) e de Andrew T. Murchison (Universidade do Texas) na equipa de Goodenough em 2015. Os três cientistas conseguiram criar uma nova versão de eletrólitos que foi, entretanto, patenteada pela Universidade do Texas e utilizada na criação das novas baterias.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • product-alt-benefits-3pp

    Food & Beverage

    Ago 1, 2017

    REFEIÇÃO FÁCIL PARA DIAS APRESSADOS

    Todos temos aqueles dias em que o tempo parece curto demais. Saímos a correr de uma reunião de negócios, já atrasados para a próxima. E não há tempo para tomar uma refeição decente entre reuniões.

  • ApisCor_febr_03

    Technology

    Mai 1, 2017

    Como se fosse magia

    Pare uma expressão figurativa: "casas crescem como cogumelos", mas em breve será literal. EM Fevereiro de 2017, na Rússia, surgiu a primeira casa com 38 m2 de área. A casa cresceu em 24 horas na cidade de Stupino, na região de...

  • 1st-Sydney-TonerPave-Street-Sept14-3(1)

    Business & Industry

    Abr 28, 2018

    RECICLAR, REUTILIZAR, REPAVIMENTAR

    O e-lixo é um problema crónico e global de poluição. Relatórios da United Nations University demonstram que apenas 20 por cento do e-lixo gerado, é depois colocado em programas oficiais de reciclagem


  • food_salad_pexels

    Food & Beverage

    Abr 27, 2018

    PARADIGMA ALIMENTAR INOVADOR

    A nova tendência de alimentação chegou para ficar. As taças coloridas, as flores comestíveis e plantas saudáveis são a escolha para este ano! 

  • Bradley001

    Business & Industry

    Jul 1, 2017

    FUME-O VOCÊ MESMO

    É um facto incontornável que em pleno século XXI os chefs de gastronomia se tornaram nas novas estrelas rock, não há canal que não tenha os seus próprios programas de culinária e/ou promova concursos de culinário aos quais...

  • 16788830_1399804646759626_4686884977315414016_n

    Food & Beverage

    Jun 1, 2017

    É QUEIJO, MAS TAMBÉM IOGURTE

    Ok, é queijo e chamam-lhe iogurte. Por nós, está tudo bem, até porque parece iogurte, de facto. Regularmente, surgem nos mercados dos alimentos destinados a desportistas, novos produtos e suplementos alimentares que prometem maravilhas. 

    ...


  • Water from the Desert

    Technology

    Dez 31, 2015

    Água do Deserto

    Desde os anos 1950, Israel tem sido pioneiro no mundo dos sistemas de irrigação, desde o sistema gota-a-gota até pesticidas naturais. Afinal, aqui os desertos reinam, e estes criaram a necessidade de os hidratar. A necessidade faz...

  • 01

    Home & Design

    Fev 1, 2017

    RELAXE, APENAS RELAXE

    Existe um debate antigo sobre a melhor forma de relaxar após um dia de trabalho: será mergulhar numa banheira ou preguiçar numa cama de rede? Bem, não é preciso debater mais, pode fazer ambos ao mesmo tempo.

  • Yakisugi-Technique-Burn-To-Protect-3

    Culture & Art

    Jan 1, 2018

    QUEIMAR PARA PROTEGER

    A infinita paciência e sabedoria, bem como o profundo respeito pelos elementos, são características que o mundo reconhece ao povo japonês. Isso aplica-se também ao culto da sua história e à preservação de métodos e costumes...