Lifestyle & Travel

Nov 1, 2016

A PÉROLA DA ÁSIA

Levamo-lo ao coração de um país extraordinário, cujo povo, afável e hospitaleiro, e liderado por milhares de monges, leva um estilo de vida simples e milenar. De Yangon a Kalaw, de Mandalay a Ngapali, ou de Bagan a Mrauk U, aqui fica o retrato de Myanmar (antiga Birmânia), numa viagem única ao sudeste asiático.

Um dos destinos de Inverno mais recomendados é a antiga Birmânia, actual Myanmar, especialmente, de Outubro a Fevereiro, escapando assim às monções, que acontecem entre Junho e Setembro. País de segredos e mistérios, descobrir Myanmar é viajar pela ex-capital Yangon, percorrer em silêncio os incríveis templos de Bagan, ir ao encontro das minorias étnicas nas montanhas de Kalow, admirar a arte da pesca no Lago Inle, procurar o luxo possível de uma "estância turística" em Ngapali, conversar com a resistência em Mandalay, atravessar a excêntrica ponte de "U Bein" e admirar a "Pedra Dourada de Kyaiktiyo", junto a Bago.

Este país, situado entre a Tailândia e o Bangladesh, a China, Índia e Laos, berço da Nobel da Paz Aung San Suu Kyi, abriu portas ao turismo muito devagar, primeiro com monopólio estatal, e mais recentemente, com pequenas pensões e restaurantes familiares que ajudam a economia local.

Relativamente à alimentação, para além dos restaurantes das unidades hoteleiras, o melhor é entrar nos restaurantes locais e ver a comida com os seus próprios olhos. Os pratos são compostos, maioritariamente, por arroz e caril de galinha, peixe e camarão, sendo que este último é usado como tempero para quase tudo. O pequeno almoço tradicional é sopa de massa com peixe, mas é fácil encontrar um pequeno almoço ao estilo europeu. O preço de uma refeição normal varia entre 1 e 10 euros, sendo que um euro equivale a 9.000 kyats, a moeda local, e não existem multibancos, pelo que terá de trocar dinheiro.

A cosmopolita Yangon

O cheiro do incenso e o brilho ofuscante do ouro espalham-se pela cidade. O "Shwedagon", provavelmente o templo birmanês mais visitado, tem quase sessenta metros de altura, grande parte em ouro maciço, e milhares de diamantes no topo. Um tesouro no coração da cidade de Yangon. Aqui, convivem pacificamente birmaneses, indianos e chineses, que a transformam numa cidade muito cosmopolita. A população local, profundamente budista, tem por hábito fugir à decadência instalada e à confusão do trânsito, para uns momentos de prece, refugiando-se, por vezes nas sombras dos pátios circulares que rodeiam os inconfundíveis templos em forma de sino e cobertos de folha de ouro. De repente, os ruídos da cidade desaparecem, ouvindo-se apenas o roçar das roupas dos que se prostram em oração e o tilintar das folhas de ouro presas no topo, criando uma atmosfera mágica.

Templos imponentes

Em Bagan, a região mais visitada de Myanmar, encontra mais de dois milhares de templos espraiados ao longo das margens do rio "Ayeyarwady", por uma área de quarenta quilómetros quadrados. "Shwezigon" ou "Ananda" são os mais imponentes, sagrados e bem preservados. Existem, contudo, muitos outros templos sem nome que nem figuram nos mapas e onde não há filas para entrar, só a paz que os envolve.

O exotismo e a vida local

A um dia de viagem de Bagan, ou em poucas horas de avião, chega-se a Ngapali, onde cresce o número de turistas em busca do exotismo primitivo, do luxo sem luxos e a preços em conta. Uma linha de praia de areia fina com três quilómetros de extensão, limitada por filas de palmeiras, resorts e bungalows bem cuidados e agradáveis a espreitarem pelas folhagens. Nas proximidades, existe até um campo de golfe para os amantes da modalidade. Elementos que bastam para transfomarem Ngapali num dos próximos destinos de moda do mar "Andaman".

Igualmente junto à água, o Lago Inle passeia-se entre montanhas formando um labirinto de canais polvilhado de ilhotas flutuantes onde as famílias plantam flores e legumes. A agricultura, pesca e charutos são as actividades principais. Enquanto os homens pescam, as mulheres enrolam os famosos charutos com pouco tabaco e muitas ervas aromáticas. Nos mercados mais próximos, como o de "Nyaungshwe", homens e mulheres com a cara besuntada de tanaka, uma pasta feita com água e madeira de sândalo, vendem os produtos da terra, os charutos, misteriosas folhas verdes, lagartas gordas já cozidas, bolinhos com singular cheiro a peixe seco e outros bens essenciais.

A Fé e as montanhas

Numa paisagem dominada por arrozais, búfalos e uma floresta relativamente densa, localiza-se uma das mais fascinantes regiões de Myanmar - Kalaw, na província do Shan. Por aqui são famosos os trekkings nas montanhas, e o convívio com as minorias étnicas que habitam nas casas rudimentares, gente simultaneamente risonha e tímida, humilde e hospitaleira.

Se a fé movesse montanhas, Myanmar seria um dos países mais planos do mundo, com lugares de adoração sem fim. Um dos mais sagrados é a "Pedra Dourada de Kyaiktiyo", que segundo relatos locais, ergue-se sobre um cabelo de Buda que o impede de cair. Entre os peregrinos, muitos monges, com as suas túnicas cor de açafrão; e monjas vestidas de cor-de-rosa chegam em camiões que por ali ficam todo o dia a rezar. Todavia, só os homens se podem aproximar do rochedo para o ritual da oferta de pequenos quadradinhos de folha de ouro, que materializam as suas orações quando pressionados contra a "Pedra".

História e resistência

Esta era a "cidade do Arracão", onde, segundo relatos dos navegadores portugueses do séc. XVI, se erguem templos magníficos nas colinas. Diz-se que "Shittaung" ("Templo das Oitenta Mil Imagens"), por exemplo, foi construído para celebrar a vitória contra um ataque português, em 1535.

Embora monumentos como a ponte "U Bein", em Amarapura, ou o "Pagode de Mingun", sejam referências em Mandalay, a beleza não é o seu forte. A segunda maior cidade birmanesa é considerada um berço da resistência, pois alberga a mais famosa e subversiva trupe de comediantes do país que alivia a dor de um povo que não perdeu a esperança de ser livre.


Contacts – Contactos:

http://www.almadeviajante.com/myanmar-rumo-a-liberdade/

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Winery Khareba

    Business & Industry

    Fev 1, 2015

    Caucasian and Smooth

    "Winery Khareba" is established upon the ancient traditions. The company works over maintenance of the unique vine culture and wine making both using ancient methods and modern technologies.

  • 1

    Business & Industry

    Mai 1, 2015

    Dry babies are happy babies

    The awareness of the necessities of a child led to the consistent innovation and improvement in Dodot diapers, always looking towards the well-being of both children and parents. Today, Dodot products continue to be improved, as they...

  • press-829074

    Business & Industry

    Ago 1, 2016

    PODEROSA IMPRESSÃO

    Os desafios das artes gráficas são cada vez mais e maiores com a expansão contínua do mundo digital e da internet. O tempo e a perfeição tornaram-se centrais na produção gráfica, que requer precisão e rapidez, aspectos determinantes...


  • Business & Industry

    Set 1, 2015

    Learning to fly

    Flight. Humankind's first dream, to soar up in the air like the birds, in a unique sensation of freedom. Unfortunately, humans don't have wings, but we can still fly. To do it, we must first learn with the best.

  • Lido

    Culture & Art

    Fev 1, 2015

    Lights, Sound, Glamour

    The Lido is a cabaret and burlesque show located on the Champs-Élysées in Paris, France. It opened in 1946, famous for its exotic shows including dance, singing and other perofromers.

  • 60

    Luxury & Fashion

    Ago 1, 2015

    Seeing is believing

    It is March 17, 1934, and Guglielmo Tabacchi, the founder of Safilo eyewear, just acquired the Fratelli Cargnel factory, an eyewear factory founded in 1878 in Pieve di Cadore, Belluno, Italy. He renamed it Safilo - Società Azionaria...


  • 2

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    O FUTURO INTELIGENTE

    A era das coisas "smart" ameaça transformar muitas coisas em "smart"-qualquer-coisa. E, um dos aspectos importantes destas transformações, é que o tamanho das "smart"-coisas já não é uma limitação. 

  • 1. Quantino-48-Volt-Low-Voltage-High-Resistence

    Mecanica e Locomoção

    Nov 1, 2017

    BAIXA VOLTAGEM, ALTA RESISTÊNCIA

    Mil quilómetros a uma velocidade média de 120 km/h, em pouco mais de oito horas, num veículo eléctrico. Se a proposta parece interessante, aqui apenas esperamos uma resposta na linha: "pára de sonhar, rapaz, e deixa os impossíveis...

  • Depositphotos_4581358_original

    Lifestyle & Travel

    Fev 1, 2017

    O AMOR EM TEMPOS DE TINDER

    No mês em se celebra o "Dia de S. Valentim" ou "Dia dos Namorados", como também é conhecido o dia 14 de Fevereiro, reflectimos sobre a forma como hoje as pessoas se relacionam e conhecem. Longe vai o tempo do namoro à janela,...