Home & Design

Fev 1, 2017

AS CASAS VIVAS

Já pensou no seguinte paradoxo: uma casa, mesmo uma que seja recente, quando não é habitada, degrada-se muito rapidamente, enquanto uma casa humilde e antiga, mas explorada pelas pessoas, mantém-se boa ao longo de décadas? Não é porque as casas estão "vivas", - elas vivem quando são vividas, e morrem quando não são usadas por ninguém. Ao que parece, o conceito de casas "vivas" vai tornar-se literal, em breve, e não figurativo.

<

A Agência de Projetos de Pesquisas Avançadas de Defesa (DARPA), nos Estados Unidos (EUA), lançou o programa "Engenharia de Materiais Vivos" (cujo acrónimo em inglês é ELM), com o objetivo de criar materiais de construção que crescem no local. Os materiais seriam utilizados para construir edifícios que se reparem a si mesmos e se adaptem ao ambiente.

Os materiais de construção contemporâneos utilizados para a construção de casas têm uma produção e transporte dispendiosos, não têm um ciclo de vida longa, ficam facilmente danificados e não se adaptam às mudanças ambientais. Ao contrário, os materiais biológicos vivos - osso, pele, casca e coral - oferecem vantagens sobre os materiais não vivos, sendo capazes de crescer, se autorreparar e de reagir às mudanças no ambiente. O objetivo da DARPA é criar uma nova classe de materiais que combine as propriedades estruturais dos materiais de construção tradicionais com os atributos dos sistemas vivos. Os materiais vivos representam uma nova oportunidade para alavancar a biologia projetada para resolver problemas existentes associados à construção e manutenção de ambientes já fabricados, e para criar novas capacidades para construir infraestrutura inteligente que responda dinamicamente ao meio ambiente.

´A visão do programa ELM é fazer crescer materiais onde eles são necessáriosª, disse o gerente do programa ELM, Justin Gallivan. "Imagine que em vez de enviar materiais acabados, podemos enviar precursores e fazê-los crescer rapidamente no local, usando recursos locais. E, uma vez que os materiais estarão vivos, eles serão capazes de responder a mudanças no seu ambiente e curar-se de eventuais danos", explica Justin. Os exemplos sugeridos pela DARPA são telhados que controlam o fluxo de ar numa estrutura de respiração; chaminés que se curam após danos causados pelo fumo; e calçadas, estradas ou pistas que comem literalmente derramamentos de óleo.

Em poucas palavras, a tecnologia da criação de materiais híbridos é a seguinte: usar os andaimes não-vivos para dar estrutura e apoiar a viabilidade, a longo prazo, de células vivas de engenharia. Estas células derivam de tecidos naturais existentes, e não são projetadas para executar funções sintéticas. O objetivo do programa ELM é desenvolver uma habilidade para projetar propriedades estruturais diretamente nos genomas de sistemas biológicos, de modo que nem os andaimes nem as sugestões externas do desenvolvimento sejam necessários para que um organismo realize a forma e as propriedades desejadas.

Com um bom desenvolvimento do ELM, seria possível enviar materiais para o destino e crescerem rapidamente nas formas e tamanhos desejados usando os recursos disponíveis localmente para sustentar o crescimento e manter a vida.


Contactos * www.darpa.mil

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Chipre1

    Lifestyle & Travel

    Abr 30, 2018

    SONHAR COM O VERÃO

    E se, em 2018, viajasse pelos cinco cantos do mundo? É difícil eleger os locais mais bonitos, mas preparámos uma lista com cinco destinos ricos em história, cultura e paisagens únicas que não vai querer perder!

  • 14279036_127247534397015_777594915_n

    Helthcare & Wellness

    Abr 1, 2017

    UMA LUVA QUE DEVOLVE A FORÇA À MÃO

    Depois de ter chegado à final do "Microsoft Imagine Cup", com o protótipo de uma luva que devolve a força à mão e que permite levantar objectos até 40 quilos, a NUADA, é uma das startups do momento.

  • IMG_4878_1950x

    Helthcare & Wellness

    Abr 21, 2018

    MÁS VIBES, BOAS VIBES

    Claro! Andar de bicicleta em vez do carro e até mesmo um transporte público, é uma boa atitude para a sua saúde pessoal e comum. Certifique-se apenas que o faz da forma certa


  • 16788830_1399804646759626_4686884977315414016_n

    Food & Beverage

    Jun 1, 2017

    É QUEIJO, MAS TAMBÉM IOGURTE

    Ok, é queijo e chamam-lhe iogurte. Por nós, está tudo bem, até porque parece iogurte, de facto. Regularmente, surgem nos mercados dos alimentos destinados a desportistas, novos produtos e suplementos alimentares que prometem maravilhas. 

    ...

  • 1st-Sydney-TonerPave-Street-Sept14-3(1)

    Business & Industry

    Abr 28, 2018

    RECICLAR, REUTILIZAR, REPAVIMENTAR

    O e-lixo é um problema crónico e global de poluição. Relatórios da United Nations University demonstram que apenas 20 por cento do e-lixo gerado, é depois colocado em programas oficiais de reciclagem

  • CN-INSTITUCIONAL-05

    Helthcare & Wellness

    Set 12, 2018

    Cirurgia Estética

    Várias áreas da medicina indicam claramente a grande importância de nos sentirmos bem dentro da nossa pele. E, ao contrário do que acontecia até meados do século XX, não é invulgar, hoje, encontrar pessoas do sexo masculino...


  • Third-Man-Pressing-Vinyl-Returns-To-Detroit-1

    Business & Industry

    Jan 1, 2018

    O VINYL REGRESSA A DETROIT

    Após ter demorado todo um ano (2016) com os preparativos, sendo o mais relevante a encomenda de oito máquinas de prensagem de vinyl Newbilt feitas por medida na Alemanha e instaladas em Detroit, a Third Man Pressing comemora o seu...

  • _DSC7717_dictionary

    Luxury & Fashion

    Abr 1, 2016

    Caminhe com Estilo e Elegância

    Usadas ancestralmente pelos caçadores, as bengalas são indispensáveis para quem precisa de um apoio diário ou numa caminhada, mas são igualmente úteis para autores, poetas, escritores ou simplesmente para completar o guarda roupa...

  • The Rituals That Never Change

    Lifestyle & Travel

    Dez 31, 2015

    Rituais Imutáveis

    Quer seja a esposa de um sultão ou um comum mortal, o seu corpo adora ser tratado com cudiado e carinho. Tal como há 500 anos atrás, as pessoas sentem a mesma necessidade. Existem boas notícias: no século XXI pode viver as mesmas...