Luxury & Fashion

Fev 1, 2018

HISTÓRIA DE UM ÍCONE

Foi criado para o emergente grupo social de motociclistas, em 1928, e surgiu suportada pela força das grandes marcas de motos. Harley, Norton, Triumph, Indian, e até as japonesas Honda, Yamaha e Suzuki se "colaram" a este casaco que protegia, ao mesmo tempo, o corpo, a alma e o prestígio de ser um "rebelde do século XX", tivesse ele, causa ou não.

<

Por PIOTR PETROVICH

Completa 90 anos em 2018. Não é mais do que "o mais icónico blusão de sempre, utilizado por motociclistas em todo o mundo", o que não dizer pouco...

Desde o início do século XXI, como resultado de um revivalismo cíclico de modas (alguns chama-lhe "retro" ou "vintage"), o "Perfecto" vou reconvocado para o papel de estrela da moda, do charme, e de estilo entre os mais jovens, e outros menos jovens que se tinham esquecido da sua própria juventude (até agora).

Confortável, prático, seguro, sedutor, resistente e duradouro; meia dúzia de atributos que definem na perfeição o vestuário em couro.

O couro é reconhecido com sendo o primeiro material de sempre a ser utilizado em vestuário, desde a era pré-histórica até à Grécia Antiga. Teve um papel especial nos rituais fúnebres da província oriental de Kamchatka, na Rússia. Em Marrocos, a utilização de cabedais estabelecia a distinção entre o mundo dos vivos e o dos mortos, pelo que, os curtumistas desempenhavam um papel social e espiritual importante na sociedade.

Desde Buffalo Bill até ao Barão Vermelho (Manfred von Richthofen), o couro tem tido um papel essencial durante a conquista das terras do Oeste e à conquista dos céus da Europa – os primeiros pilotos da Primeira Grande Guerra usavam casacos de cabedal, bem como os primeiros capacetes eram usados tanto para segurar o cabelo e proteger os óculos.

O couro adaptou-se à civilização e marcou cada passo da história do mundo. Naturalmente, no início do século XX, esta segunda pele, colou-se rapidamente aos corpos dos motociclistas.

Em 1928, os irmãos Schott, filhos de emigrante russos, decidiram largar a venda porta-à-porta de gabardines e dedicaram-se à produção de algo que protegesse a classe emergente de motociclistas. Assim, nascia o "Perfecto" uma peça de vestuário que viria a tornar-se numa lenda.

A primeira encomenda surgiu quase imediatamente. Um distribuidor de Harley-Davidson de Beck, Long Island, decidiu vender este casaco curto, maleável e prático, juntamente com os compradores das suas motos.

Os irmãos russos desenvolveram várias soluções até ao modelo final. Este incluía a utilização de um zipper, para fechar – em forma de "x" – as enormes golas frontais; uma correia para fechar as luvas dentro das mangas do blusão; reforços em couro ao nível dos ombros e dos cotovelos; outra correia para prevenir a entrada de vento ao nível da cintura; e um pequeno bolso que fechava com uma pequena mola polida e permitia a rápida utilização do – muito popular naquele tempo – isqueiro Zippo.

O casaco era totalmente produzido em couro de cavalo – um couro bastante banal, forte e resistente. E o nome: "Perfecto", foi tomado de uma charuto cubano que os irmãos russos muito apreciavam.

O casaco é utilizado pela primeira vez em cinema em 1953, por Marlon Brando, no filme "The Wild One", que contava a história da 'invasão' da cidade americana Hollister, por um grupo de motociclistas que, perante a chegada de um bando rival, ameaçava tornar a cidade num inferno.

Em 1940, surge o 613, mais conhecido actualmente como o "One Star" dada a inclusão de uma estrela na pestana do ombro que, acredita-se, surge do apoio que os irmãos votavam à revolução Cubana. O modelo 618, de 1950, apenas perde a estrela da pestana.

O grupo de motociclistas "Hells Angels" começaram logo a usar o "Perfecto" com uniforme do bando, ostentado apenas o emblema do grupo nas costas do casaco.

Até a polícia motorizada Americana, rapidamente se rendeu à sua beleza, mais o facto de oferecer uma protecção extra que fornecia maleabilidade e movimento dos seus agentes.

A conotação negative do nome "Black Jackets" foi aplicada pela primeira ao mau comportamento dos jovens franceses, nos anos 1960. Até ao ponto de o casaco ser proibido nas escolas, dada a sua imagem negativa e rebelde, numa sociedade que se via a si própria como intelectual e culta.

Mas, o "Perfecto" ainda não tinha dado a sua última palavra.

Após o fenómeno social de Woodstock, bandas de rock n'roll começaram a surgir às quais esta carga negativa representava a mensagem que as bandas queriam transmitir. Desde os "últimos" Beatles aos Rolling Stones, o "Perfecto" também se tornou um símbolo da juventude e roqueiros por todo o mundo.

No final dos anos 1970, torna-se o representante do movimento Punk que o adopta e começa a encher de várias peças metálicas para o tornar ainda mais brilhante e torna-lo mais coincidente com os polidos zippers e molas. Correntes, alfinetes e outros objectos brilhantes e coloridos são adicionados ao magnífico casaco. Mais, surge o caso da banda "The Ramones", em que todos os seus elementos usavam o casaco negro.

As décadas de 1980 e 1990, são as décadas em que os estilistas de renome mundial o descobrem, mais uma vez, e tomam para si. Desde Jean-Paul Gaultier a Christian Dior, Versace ou Karl Lagerfeld, todos usaram a base desde casaco negro nas suas colecções e criações.

Hoje, o "Perfecto", até rtem direito a uma página própria na Wikipedia... (eu não tenho).

Vai completar 90 anos durante 2018, mas os mais jovens (e os não-tão jovens) em todo o mundo, não estão na disposição nem disponíveis para o esquecer, ou para o enterrar.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Reading-Between-the-Lines-church-by-Gijs-Van-Vaerenbergh-2

    Culture & Art

    Jul 1, 2017

    ESCULPIR NO AR

    Uma igreja pode ser o cerne da vida de cada um, ou simplesmente uma estrutura física que se combina com o ambiente envolvente. É isto que está no fundo de "Reading between the lines", uma instalação artística que emerge da paisagem,...

  • LesMills01

    Helthcare & Wellness

    Jun 1, 2017

    A mexer há 49 Anos

    Nascido em 1934, Leslie Roy "Les" Mills foi um atleta profissional de renome, chegando a representar a Nova Zelândia nos Jogos Olímpicos em quatro ocasiões e nos Jogos da Commonwealth do Império Britânico ao longo de duas décadas,...

  • Vinhas02

    Business & Industry

    Mar 31, 2018

    NÉCTARES DA "ILHA DAS MAÇÃS"

    O Estado australiano da Tasmânia tornou-se conhecido graças às suas maçãs, tanto que acabou por ser alcunhado de "ilha das maçãs" dada a predominância dos seus pomares


  • Sem-Título-1

    Business & Industry

    Abr 1, 2017

    ABAT TM - NOS BASTIDORES DA COZINHA

    Todos gostamos de ir a um restaurante para experimentar pratos difíceis ou impossíveis de cozinhar em casa. Mas haverá muita gente a questionar-se qual o segredo da sua confecção? Ingredientes frescos não são o problema, no...

  • Depositphotos_96954074_xl-2015

    Lifestyle & Travel

    Mar 1, 2017

    SALZBURGO - PARA LÁ DE MOZART

    Salzburgo, cujo nome significa literalmente "fortaleza de sal", foi refundada no século VIII por São Ruperto de Salzburgo, é a actual capital do Estado de Salzburgo e a quarta maior cidade da Áustria.

  • dubrovnik_croatia-1_inpixbay

    Lifestyle & Travel

    Jun 28, 2018

    UM TESOURO BEM ESCONDIDO

    A Croácia é um país secular com uma rica história arquitetónica preservada até aos dias de hoje. Com paisagens de cortar a respiração, encanta pelo verde da natureza e o azul marinho que contrastam com os velhos monumentos. Vamos...


  • 1

    Food & Beverage

    Out 31, 2015

    Compotas de fruta docinhas

    Em 1998, a empresa iniciou a sua própria produção, ao comprar e modernizar a antiga unidade de vegetais e frutos em Aiud, zona de Alba, Roménia. Em 2002 assumiram a responsabilidade de lançar a marca Arovit, com a aquisição da...

  • Untitled-3

    Luxury & Fashion

    Mar 1, 2017

    ÖGON - SEGURANÇA E ESTILO

    As tradicionais carteiras em cabedal ou plástico, podem parecer muito úteis porque cabe tudo nelas. O problema é que cabem coisas a mais. É um pouco como a mala de senhora, onde até cabem coisas inúteis e outras absolutamente indescritíveis. 

    ...

  • The Glass Experience

    Business & Industry

    Jan 31, 2016

    A Experiência de Vidro

    Com mais de um século de experiência em fabrico de vidro na África do Sul, a Consol tem uma herança verdadeiramente sul-africana, e assume com orgulho a sua posição como líder na indústria. Em 1944, uma jovem casa de finanças...