Food & Beverage

Ago 1, 2017

SEMENTES SEM COPYRIGHT

A impressionante senda legislativa mundial chegou ao mais trivial dos produtos: os alimentos. É a mais recente tentativa do Homem, de se apoderar e controlar elementos da natureza.

Os organismos geneticamente modificados (OGM) estão a tornar-se cada vez mais uma presença constante na nossa alimentação. O Instituto Europeu de Patentes, apenas para exemplificar, já aceitou em 2015 que a multinacional suíça Syngenta passasse a deter os direitos de propriedade dos pimentos, "como um produto fresco, produto fresco cortado, ou para processamento, como por exemplo, a conservação em lata". Desde então os produtores de pimento começaram a pagar uma taxa à multinacional, fazendo com que os preços do pimento subissem.

Pois bem, investigadores da Universidade de Göttingen e da Escola de Agricultura de Dottenfelderhof, ambas na Alemanha, que têm acompanhado a tendência para a alteração de alimentos e respectivo patenteamento de sementes, decidiram aplicar aos OGM o mesmo princípio do software livre e dos medicamentos genéricos: acabaram de lançar uma variedade de trigo e uma variedade de tomate 'open source', ou seja, livres de direitos de autor.

A ideia não é nova, já foi tentada nos Estados Unidos e na Índia, mas estas duas instituições criaram pela primeira vez uma protecção legal para a sua invenção. Isto significa que estes produtos podem ser utilizados livremente e inclusivamente alterados, mas só desde que não se criem quaisquer patentes sobre as novas variedades de plantas que possam vir a descender destas sementes.

Johannes Kotschi é quem está a gerir o licenciamento comercial desta invenção para a Agrecol e é também um dos cientistas agrícolas que auxiliou na redacção da licença de utilização destes OGM 'open source' e, em afirmações à revista estadunidense "Science", deixou claro que esta licença "defende que podem utilizar as sementes de múltiplos modos mas que não lhes é permitido patentear ou proteger quaisquer variedades de plantas obtidas a partir destas sementes ou quaisquer sementes alteradas a partir destas".

Mas a Agrecol, que trabalha em parceria com a Universidade de Göttingen e com a Escola de Agricultura de Dottenfelderhof desde o final de Abril, tornou público o interesse das três organizações em não se ficarem pelo trigo e pelo tomate e expandirem a sua pesquisa às batatas e ao lúpulo. Note-se que a Alemanha é uma das principais produtoras e consumidoras de cerveja do mundo, daí ser perfeitamente natural relevar a livre alteração e inovação das sementes de lúpulo, cruciais para a fermentação da cerveja.

O jornalista Lucas Larsen relata na "Science" que "há milénios que as pessoas tentam germinar plantas à procura de obter características mais favoráveis, como a resistência às secas e às infestações. Mas até 1930, quando os Estados Unidos começaram a aplicar a lei das patentes às plantas, os produtores pouco podiam fazer para consolidar a sua propriedade sobre uma nova variedade".

Desde então, contestam os criadores das variedades 'open source', essas patentes e protecções de propriedade intelectual sobre sementes e plantas na prática têm evitado que os investigadores possam tentar criar e melhorar as variedades das plantas já patenteadas. Uma vez que as grandes companhias praticam uma política de aquisição internacional, as patentes encontram-se cada vez menos dispersas, concentrando-se em alguns conglomerados e afectando as empresas de menor dimensão.

O modelo 'open source' servirá para complementar o mercado global de organismos geneticamente modificados já patenteados. Não se prevê que alguma vez os possam substituir ou tornar-se dominantes, uma vez que tal iria afectar não só as grandes empresas, mas também os vários laboratórios e universidades que investigam, aprimoram e criam novos OGM mais eficazes que os já existentes, pois esses laboratórios e universidades dependem em grande parte dos dividendos que obtêm dos direitos de autor para manter as suas investigações. O futuro passará certamente por um equilíbrio entre as duas opções, tendo em mente que alguns países ainda não legislam os direitos de autor para organismos vivos.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Sem-Título-1

    Business & Industry

    Abr 1, 2017

    ABAT TM - NOS BASTIDORES DA COZINHA

    Todos gostamos de ir a um restaurante para experimentar pratos difíceis ou impossíveis de cozinhar em casa. Mas haverá muita gente a questionar-se qual o segredo da sua confecção? Ingredientes frescos não são o problema, no...

  • null-stern-hotel-switzerland-alps_dezeen_1568_4

    Lifestyle & Travel

    Jun 1, 2017

    DORMIR COM AS ESTRELAS

    Sem paredes nem telhados, os quartos de hotel, que lhe mostramos na presente edição da Your VIP Partner, têm uma vista privilegiada para o céu, mais propriamente o céu dos Alpes suíços – chama-se Null Stern e é mais do que...

  • 15026-americaandrsquos-cup-2017-the-journey-to-bermuda-begins-in-portsmouth

    Sport

    Jun 1, 2017

    OS IATES MAIS RÁPIDOS DE SEMPRE

    Passados 35 anos da primeira competição em 1851, em solo inglês, as Bermudas são palco da edição de 2017 da Taça América. Desde então, esta prova não mais deixou de conquistar prestígio e interesse mundiais. Destino obrigatório...


  • campeõeseuropa

    Sport

    Mai 11, 2018

    O PAÍS DO FUTEBOL

    Todos sabemos que o futebol é um fenómeno social, de paixão, quase tão irracional como ela, já que a paixão não se contabiliza, não se mede, não se avalia, nem se controla

  • 42-160319-AFRIC-ESIA-070-credit-Deakin-University

    Science & Nature

    Ago 1, 2017

    OUÇA COM ATENÇÃO

    Técnicas revolucionárias estão a moldar o mundo em todas as áreas e todas as temáticas. Quando olhamos em volta, vemos todo o tipo de propostas e aparelhos para preencher necessidades que nem sabíamos que eram necessárias.

    ...

  • TransCanadaTrail002

    Lifestyle & Travel

    Mar 1, 2017

    TRANS-CANADIANO - O GRANDE TRILHO QUE UNE O CANADÁ

    Iniciado em 1992, o Trilha Trans-Canadiano tem como propósito unir os extremos do Canadá desde o oceano Atlântico ao Pacífico e ao Ártico, e estás prestes a ser concluído este Outono, precisamente no ano do 150º aniversário...


  • Pure Dried Freshness

    Food & Beverage

    Dez 31, 2015

    Pura Frescura Seca

    A Liotop é uma empresa brasileira que comercializa os equipamentos fabricados pela Liobras, a única empresa brasileira dedicada exclusivamente à fabricação de liofilizadores, e cujos equipamentos se tornaram referência de confiança...

  • PreparingTheAsadobyLuisArgerichCCBY20viaCommons

    Food & Beverage

    Out 1, 2015

    Das Pampas para a mesa

    Argentina, América do Sul, onde a Natureza gerou maravilhosas paisagens, tangos perfeitos, vinho saboroso. Onde a comida tem um papel na história do país, especialmente a carne.

  • 01

    Science & Nature

    Jan 1, 2017

    LÃ DOS ALPES "É MUITO VALIOSA"

    A lã suíça é bastante conhecida pela sua potencialidade de isolamento térmico. A Orvotox aposta nesta fibra natural para desenvolver produtos de montanhismo.