Science & Nature

Jul 1, 2017

SOBRE OS OMBROS DE GIGANTES

O mundo vive hoje tempos conturbados e a história da humanidade tem mostrado que as crises económicas reflectem crises civilizacionais mais profundas, de valores. Processos e conhecimentos que já tínhamos dado por adquiridos são novamente postos em causa. 

<

Apesar de vivermos num mundo imerso em ciência, esta têm sido mal compreendida e tem-se gerado um progressivo crescimento de correntes de contestação que vão desde as teorias da conspiração mais absurdas até aos movimentos criacionistas, passando pelos de Anti Vacinação e da Terra Plana. Estas não são meras posições teóricas. Têm implicações praticas na vida das pessoas e informam decisões com impacto para muita gente e durante muito tempo.

A concepção comum da ciência é errada e bastante desfasada daquilo que pode ser apreendido tendo em conta a ciência da ciência ­- ou filosofia da ciência se preferirem - e a sua história ou seja a epistemologia.
A ciência é um dos três grandes sistemas ou processos de conhecer e nos relacionarmos com o mundo à nossa volta. Estes são a crença, o que acreditamos dogmaticamente, isto é, sem critica ou raciocínio lógico, e que não carece de constatação. É o caso das religiões. Depois há o conhecimento empírico e sensorial que advêm das nossas experiências e do que se impõe aos nossos sentidos. E por fim, há a ciência.

Para a percepção errada da ciência contribuem sobretudo confusões sobre a capacidade de esta produzir conhecimento verdadeiro e eterno. Uma grande parte das pessoas parte do principio de que a ciência produz verdades absolutas enquanto outra parte crê que o conhecimento que ela produz é tão valido como qualquer crença ou que é apenas mais "uma teoria".

Outra das confusões prende-se com a neutralidade ou imparcialidade da ciência. E, neste aspecto, confunde-se muitas vezes cientistas com ciência, ou ciência e a sua aplicação.

Como conhecer o mundo pensando

Como é conhecido o nascimento da ciência é normalmente atribuído aos gregos há mais de 2500 anos. Em boa verdade, é o desenvolvimento do pensamento filosófico grego que propõe um novo processo de conhecer, que está para além dos outros dois já mencionados. Da maiêutica socrática como geradora de dúvidas criticas, à lógica aristotélica, os gregos foram responsáveis pelo início de uma revolução na forma de pensar. Deles nasceu a geometria e a álgebra. Eles ensinaram-nos e explicaram que acreditar ou observar não basta para conhecer. Foram os primeiros a provar que os sentidos e as crenças nos enganam muitas vezes. Nomes como Arquimedes, Euclides ou Pitágoras são incontornáveis para o mundo que temos hoje e para a forma como pensamos sobre as coisas. Quer acreditemos ou não na ciência.

Interregno no pensamento

Apesar da conquista romana do império grego, o conhecimento produzido foi preservado e mantido, e os romanos herdaram muito dos gregos sobretudo no que diz respeito a filosofia politica e a tecnologia.

Com a queda do império romano, a institucionalização do catolicismo na forma da igreja e a sua ascensão ao poder na Europa feudal, criou-se um interregno na evolução do conhecimento, uma vez que a crença na interpretação que a igreja fazia dos textos bíblicos foi sobreposta a qualquer outro tipo de conhecimento.

No século XV, o renascimento e a invenção da imprensa por Gutenberg, e no século XVI, a reforma protestante acabam por criar o ambiente propicio ao que se seguiria.


Revolução cientifica

A publicação de "De revolutionibus orbium coelestium" de Nicolau Copérnico foi o marco do inicio de um processo que ainda hoje dura e contou com as contribuições de Galileu, Descartes, Isaac Newton, Lavoisier, Faraday ou Darwin.

Mais recentemente Max Plank, Heisenberg, Einstein, Schrödinger ou Gödel vieram dar um novo impulso a ciência revelando que a realidade se estende muito para além do que era imaginado e que as suas leis não se conformam inteiramente com os cálculos, observações ou experiências até então realizados.

Não, não é "só uma teoria"

Serve esta história para explicar que, em primeiro lugar, a ciência foi e é um processo de contestação ao poder que estava instituído e que ditava a forma como se pensava o mundo. O processo cientifico contesta antes de mais a legitimidade do poder pela determinação do que é verdade e, desta forma, é revolucionaria e democrática. É um processo que retira a produção de verdade e conhecimento pela posição e status social e a transfere para qualquer pessoa que seja capaz de construir, defender e demonstrar racional e logicamente um raciocínio.

Em segundo lugar serve para demonstrar que a ciência não oferece verdades absolutas, esse é o papel da crença, neste caso religião. Caso o fizesse estaria a ser dogmática e a contrariar um principio da sua criação: o da possibilidade e dever de ser questionada e corrigida. É um processo que se baseia na dúvida, questionamento, refutação ou corroboração.

Em terceiro lugar demonstra que a ciência é um longo sistema cumulativo de coerências, isto é, o que é conhecido, ou descoberto, deve ser coerente tanto com o percurso anterior (premissas) como com as áreas adjacentes. Assim formando uma dupla verificação: a do próprio questionamento, por outros; e a da coerência com o percurso e outras "solidificações". Pode assim acontecer que novas questões refutem ou corroborem o conhecimento ou descoberta anterior, ou que o corpo anterior acabe por refutar ou corroborar as novas descobertas.

Em quarto lugar a ciência descobre em vez de criar - as propriedades ou "lógicas" já lá estão - ao invés de "inventar" ou criar. Isto tem como consequência a possibilidade de confirmação por outros.

A ciência é um processo que se verifica e prova, que permitiu e resultou em desenvolvimentos tecnológicos que por sua vez alimentam novas descobertas num ciclo onde podemos encontrar o parafuso de Arquimedes, máquinas a vapor, ou o grande tributo de Marie Curie: o radio, o raio RX e a radiação que levou Einstein e outros até a bomba atómica; o avião, a luz eléctrica ou o computador, o microscópio as bactérias, o antibiótico ou as vacinas. 

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Depositphotos_28058841_xl-2015

    Business & Industry

    Mai 1, 2017

    O CAMINHO DO SUCESSO

    Em pleno século XXI e com todos os avanços científicos e tecnológicos a ocorrer quase a ritmo diário, torna-se imperiosa uma actualização regular de conhecimentos, procedimentos e técnicas envolvidas na função essencial...

  • scribit1

    Home & Design

    Set 28, 2018

    SCRIBIT

    O seu espaço ao seu gosto

    Há um par de anos atrás, o estúdio de arquitetura e design Carlo Ratti Associati (CRA) apresentou um sistema no qual um robô pulverizador de pintura era usado para desenhar imagens em superfícies...

  • Vector001

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    INTELIGÊNCIA (POUCO) ARTIFICIAL

    Oficialmente inaugurado em Toronto, Canadá, no passado dia 30 de Março, o Instituto Vector conta já com um investimento de 150 milhões de dólares por parte de empresas como o Facebook e o Google, multinacionais de tecnologia...


  • 9de2447c-43cf-11e6-b22f-79eb4891c97d

    Business & Industry

    Ago 1, 2017

    A NOVA CORRIDA AO OURO

    O século XXI estabeleceu uma nova revolução na indústria de energia, com a crescente utilização de lítio para alimentar quase tudo no mundo. O que costumava ser um "pato feio" na mineração do metal é agora a estrela da última...

  • Depositphotos_7554000_xl-2015

    Research & Education

    Abr 25, 2018

    CIENTISTAS PORTUGUESES NA VANGUARDA

    São portugueses, estudam o cancro e tentam encontrar a cura para este 'bicho'. Trazem novas teorias e formas de olhar a ciência, contribuindo de forma significativa para o mundo

  • Sony005

    Technology

    Abr 1, 2017

    LENTES DE CONTACTO SONY - GRAVAR NUM PISCAR DE OLHOS

    Ainda se recorda de quando os óculos que gravam e transmitem imagens ao vivo eram uma novidade? Já pode esquecer essa tecnologia obsoleta. A Sony patenteou uma lente de contacto capaz de gravar vídeos que pode ser controlada por...


  • HOL21416_Gesamtsortiment_RZ_530px_300_198

    Food & Beverage

    Abr 1, 2016

    Mais de 80 Anos a Alimentar Bebés

    A Holle é um dos fabricantes líderes de alimentos biológicos para bebés e uma das empresas mais antigas de alimentos infantis da Europa. "Amor, protecção e Holle", é com esta mensagem que tem conquistado os pais e os bebés ao...

  • Depositphotos_4581358_original

    Lifestyle & Travel

    Fev 1, 2017

    O AMOR EM TEMPOS DE TINDER

    No mês em se celebra o "Dia de S. Valentim" ou "Dia dos Namorados", como também é conhecido o dia 14 de Fevereiro, reflectimos sobre a forma como hoje as pessoas se relacionam e conhecem. Longe vai o tempo do namoro à janela,...

  • 1. Research-Graphene-New Functions, New Horizons

    Research & Education

    Fev 1, 2018

    NOVAS FUNÇÕES, NOVOS HORIZONTES

    Já escrevemos, sobre esse material milagroso emergente chamado grafeno nas páginas desta revista. Este já provou ser o mais incrível de todas as novas descobertas e materiais da ciência. E parece que ainda nem começámos a entender...