Science & Nature

Mai 1, 2017

Outra face da aquicultura

Em 2016 o comércio de algas marinhas obteve um rendimento que ultrapassa, a título de exemplo, toda a produção mundial de limas e limões. A captura de algas duplicou na última década e actualmente já existem autênticas quintas subaquáticas que tentam dinamizar e capitalizar um produto cuja existência a maior parte das vezes tem sido ignorada ou relegada para os restaurantes de sushi, mas que para além dos produtos alimentares tem sido utilizado em produtos farmacêuticos e cosméticos, com uma procura cada vez maior.

<

A verdade é que, à medida que se esgota e estagna a pesca, com um número cada vez maior de espécies piscatórias em risco de extinção, a aquacultura tem vindo a crescer para compensar simultaneamente o desemprego – com a escassez de peixe há cada vez mais pescadores a dedicar-se à criação e apanha de algas – e uma hipotética escassez alimentar, sendo que é muito mais fácil gerir e substituir os produtos retirados das quintas de algas do que tentar aumentar a população das espécies de peixe ameaçadas ou criar essas espécies em cativeiro.

A industria produtora de algas já constitui 49 por cento da produção marítima como um todo, tendo atingido um valor global de 6,4 mil milhões de dólares em 2014, tendo subido para 8 mil milhões em 2016 e estimando-se que atinja a fasquia de 22 mil milhões em 2024. É uma opção rentável, cada vez mais predominante nas economias dos países em vias de desenvolvimento e nas economias emergentes, havendo já estudos da Universidade das Nações Unidas sobre como é possível expandir e transformar esta indústria em algo plenamente sustentável que poderá até beneficiar o meio-ambiente nos já depauperados oceanos do mundo.

Um exemplo de sucesso é a empresa Maine Fresh Sea Farms, em Walpole, nos Estados Unidos, fundada por Seth Barker, Betta Stothart e Peter Fisher. As suas quintas produzem algas marinhas em cordas com um comprimento de 60 a 180 metros, cultivando-as no mar e nos rios como em terra se cultivariam várias fileiras de produtos agrícolas. A empresa tem centrado a sua operação na produção de três tipos distintos de algas, remetendo-as para restaurantes espalhados por todo o território dos Estados Unidos da América.

Além do típico arroz enrolado em algas a que estamos habituados a ver nos restaurantes que servem sushi, as algas são também apropriadas para serem ingeridas em sopas, guisados e até em saladas, com enormes benefícios tanto em termos de sabor como de saúde.

A empresa produz tanto algas frescas como secas, com produção biológica, ou seja, sem quaisquer químicos que lhes alterem as características naturais, uma vez que as algas são consideradas uma "super-comida" graças ao elevado número de micronutrientes que possuem, bem como vitaminas A e C, alto teor de cálcio, proteína e iodo.

A empresa, fundada em 2014, optou for estabelecer as suas quintas em Clark Cove, graças às suas águas pristinas e protegidas. Esta baía beneficia de várias correntes de maré e tem um histórico notável como local de eleição para várias experiências no campo do cultivo da aquicultura, que data já de 1975, altura em que foi criada a primeira quinta de mexilhões. Os seus três proprietários contam com a experiência de carreiras anteriores nos ramos da biologia marinha, da venda de produtos do mar e desenvolvimento de sustentabilidade para garantir que, em conjunto, tenham conseguido levar a bom porto esta aventura, com o objectivo de providenciar a todos os interessados uma fonte de "vegetais marinhos" de alta qualidade.

Desde 2007 que a aquacultura se tornou popular, mas até à data o principal foco produtor tem sido a domesticação de espécies de peixe que se encontram ameaçadas ou em perigo de extinção no meio ambiente. À medida que a população mundial se torna cada vez mais exigente com a qualidade dos alimentos que consome, as algas têm vindo a ocupar uma posição cada vez mais relevante, estando prestes a ultrapassar metade da produção de aquacultura em todo o mundo com benefícios, tanto para os novos "agricultores marinhos" como para os consumidores.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • _slc114_33093997

    Food & Beverage

    Abr 1, 2017

    PREPPER - REFEIÇÕES PARA O FIM DO MUNDO

    Graças ao popular programa do National Geographic Channel, "Preparados Para o Fim do Mundo", o fenómeno dos sobrevivencialistas passou de um mercado de nicho norte-americano centrado quase exclusivamente nos Estados Unidos da América...

  • IMG_6941

    Lifestyle & Travel

    Jul 1, 2017

    A CIDADE DAS CAVERNAS

    Quase se pode dizer que é uma cidade "bipolar". É "apenas" um dos locais habitados pelo Homem mais antigos do mundo, tendo a sua origem ainda na pré-história. E é também um dos locais mais preservados.

  • C86tlqkWAAEasub

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    E O HOMEM CRIOU A APP

    Quem se lembra do filme Minority Report, de 2002, em que Tom Cruise ia passando a mão e os dedos num écran com informação para a organizar, ampliar ou descartar, percebe que entre aquele futuro e a realidade, o tempo foi muito...


  • julesrimet_gi_2720

    Sport

    Mai 25, 2018

    O "SANTO GRAAL" DO FUTEBOL

    Dia 14 de Junho, na Rússia, trinta e duas equipas nacionais estarão envolvidas na maior competição futebolística do planeta, o FIFA Mundial de Futebol 2018, com o objetivo de levantar o mais cobiçado troféu, a Taça Jules Rimet

    ...

  • 2014-10-20 14.14.49

    Home & Design

    Mai 1, 2017

    JARDINS DO FUTURO

    Se gosta de verde, prepare o coração, pois os jardins do futuro são de tirar o fôlego e vão estar por toda a parte. Do cantinho na varanda, à cozinha, sala de estar, área de serviço, quintal e, sobretudo, nas cidades e nos...

  • AdobeStock_54112868

    Home & Design

    Mar 1, 2017

    BIOMIMÉTICA - CIÊNCIA DA IMITAÇÃO

    Muitos exemplos podem servir para ilustrar a aplicação da Biomimética, não só em tecnologia de vanguarda, mas também em objectos quotidianos. Hoje em dia a Biomimética é parte do design, da física, química, engenharias várias...


  • 13

    Food & Beverage

    Ago 1, 2015

    Sweet Switzerland

    Lindt & Sprüngli is a Swiss chocolate manufacturer and recognized as leader in the market for premium chocolate, offering a large selection of products in more than 120 countries around the world. During the 170 years...

  • R6.4-apt-cam-A-12.07-HR1-1024x576

    Culture & Art

    Nov 1, 2017

    TORRE ROTHSCHILD ABRE EM TEL AVIV

    A Richard Meier & Partners completou o seu primeiro projecto arquitectónico em Israel no passado mês de Setembro. Trata-se de uma torre residencial construída na zona da Cidade Branca, em Tel Aviv, e já foi baptizada de Torre...

  • 01 Ashlim

    Technology

    Out 1, 2016

    NÃO HÁ RAZÃO PARA TAPAR O SOL

    Embora já existam invenções que nos permitem criar electricidade sustentável para uso próprio, como bicicletas, turbinas de água portáteis que geram energia através de correntes de água, nenhuma delas providencia electricidade...