Culture & Art

Mar 1, 2017

SERGEI MIKHAILOVICH PROKUDIN-GORSKY - UM HOMEM ESPECIAL

A entrada de um novo século traz sempre motivações adicionais para experimentar e explorar novos mundos e novas técnicas. Algumas acabam por se mostrar vãs e até fúteis. Outras, contudo, provocam verdadeiras revoluções na vida das pessoas e perduram por muitas décadas.

Sergei era um homem notável. Nasceu em 1863, em Funicova Gora, no Oblast de Vladimir (a leste de Moscovo), Rússia, e faleceu a 27 de Setembro de 1944, em Paris, França, depois do exílio a que se votou após a morte do Czar Nicolau II.

Formou-se como químico e estudou com os maiores nomes da época em São Petersburgo (Rússia), Berlim (Alemanha) e Paris (França). Não é tanto como químico que o seu nome ficou gravado na história do mundo, embora a disciplina tenha sido um forte auxiliar.

Produkin-Gosrky fica na história do mundo como um dos percutores e uma das mais importantes figuras no desenvolvimento da técnica de fotografia a cores. Como resultado dos seus trabalhos e estudos, surgiram imensas patentes de filmes positivos a cores e projecção de imagem com movimento.

O seu grande projecto de documentar, a cores, a imensa diversidade histórica, cultural e tecnológica do Império Russo surge em 1905. Era sua intenção que estes registos pudessem ser utilizados nas escolas por todo o império.

O processo que desenvolveu consistia em utilizar uma câmara que captava uma série de fotografias monocromáticas, numa sequência muito rápida. Cada imagem monocromática era captada em placas de vidro de 3x9 polegadas, com um filtro colorido diferente e, para isso, utilizou as cores vermelho, verde e azul. Posteriormente, as imagens eram reproduzidas individualmente com luz da cor adequada a cada uma delas. Era, assim, possível reproduzir a cena fotografada com as cores originais.

O engenhoso químico-fotógrafo não dispunha, contudo, de um mecanismo que lhe permitisse imprimir em tela as imagens obtidas através deste processo. Para esse efeito, Sergei obteve um poderoso aliado e mecenas: o próprio Czar Nicolau II que, tendo ouvido sobre as maravilhas desta notável figura, logo tomou a decisão de lhe atribuir a imensa responsabilidade de documentar a vastidão do império, os seus hábitos, culturas, pessoas e indústrias.

Colocou à disposição de Sergei um comboio vagão equipado com câmara escura e todos os acessórios e produtos que ele pudesse necessitar para a monumental tarefa. No mesmo gesto concedeu a Prokudin todas as autorizações necessárias para visitar todas as áreas do império, mesmo as mais restritas para que pudesse levar a cabo a tarefa.

Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorsky percorreu todo o império entre os anos 1909 e 1915, criando um espólio de imagens documentais como nunca se tinha visto até então. Desta forma, dava a conhecer ao mundo, toda a magnitude do vasto território, a sua riqueza industrial, cultural, social e humana.

Após a morte do Czar, durante a revolução Socialista de 1918, Prokudin exilou-se em Paris, onde viria a falecer em 1944, um ano antes do final da Segunda Grande Guerra.

Em 1948, a Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos da América comprou as imagens aos herdeiros do homem especial e, em 2001, a par da exposição "O Império que foi a Rússia", realizou a cópia digital de todas as imagens a partir dos três originais monocromáticos de Sergei.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • lilium-jet-flying

    Mecanica e Locomoção

    Jun 1, 2017

    O LANÇAMENTO DO FUTURO

    Conheça os Jetsons. Eles voltaram dos anos 1960 para o futuro recente. De repente, o mundo imaginário de William Hannah e Joseph Barbera tornou-se bastante realista. Parece demasiado fantástico? Provavelmente, é porque é mesmo!

    ...

  • AdobeStock_89316902_Preview

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    SOBRE OS OMBROS DE GIGANTES

    O mundo vive hoje tempos conturbados e a história da humanidade tem mostrado que as crises económicas reflectem crises civilizacionais mais profundas, de valores. Processos e conhecimentos que já tínhamos dado por adquiridos são...

  • Camarao02

    Business & Industry

    Ago 1, 2017

    IGUALAR A CARNE

    O mundo já está familiarizado com a carne argentina. É um dos principais produtos de exportação dessa nação sul-americana que sobressai pela sua excelência servida nos populares rodízios e churrasqueiras argentinas e brasileiras...


  • DSC00353

    Food & Beverage

    Jun 1, 2017

    DELICADA DOÇURA

    Apesar das suas vastas potencialidades terapêuticas, a fruta pinha ou fruta-do-conde, do Lobito, Angola, continua a ser subestimada e "tratada" como um produto de terceira qualidade. 

  • 4

    Technology

    Out 31, 2018

    ECRÃS FLEXÍVEIS ROYOLE

    "Muitas vezes é o caso de avanços tecnológicos, que são de alguma forma interessantes, mas depois passam muito tempo na fase de protótipo. Os detalhes costumam ser complicados, mas a Royole mostrou algumas telas flexíveis...

  • 1st-Sydney-TonerPave-Street-Sept14-3(1)

    Business & Industry

    Abr 28, 2018

    RECICLAR, REUTILIZAR, REPAVIMENTAR

    O e-lixo é um problema crónico e global de poluição. Relatórios da United Nations University demonstram que apenas 20 por cento do e-lixo gerado, é depois colocado em programas oficiais de reciclagem


  • woll

    Business & Industry

    Jun 1, 2015

    Naturally soft and warm

    Merino, probably the best type of wool one can find. New Zealand produces and exports the wool of more than 50 million sheep, transformed in yarn and clothing. Twenty years ago, New Zealand Merino Company decided to change the traditional...

  • rugby1

    Sport

    Nov 1, 2016

    CORRER PARA O ENSAIO - "GET INTO RUGBY"

    Muitos pais ficam preocupados quando os filhos querem praticar rugby. Normalmente, pensam que o rugby é um desporto muito duro e ficam incomodados com a possibilidade de lesões como partir algum osso ou mesmo situações mais graves....

  • 01

    Technology

    Jan 1, 2017

    AS MUDANÇAS NO MUNDO E NA SUA VIDA

    Ainda se lembra de como era a sua vida há dez anos? Consegue identificar tudo o que mudou, entretanto? Consegue apontar as tarefas e deveres quotidianos com que se deixou de preocupar? Ainda sabe em que ano adquiriu "aquele robot...