Technology

Out 1, 2016

NÃO HÁ RAZÃO PARA TAPAR O SOL

Embora já existam invenções que nos permitem criar electricidade sustentável para uso próprio, como bicicletas, turbinas de água portáteis que geram energia através de correntes de água, nenhuma delas providencia electricidade suficiente para, por exemplo, sustentar uma casa.

Hoje em dia, a electricidade é gerada de diversas maneiras em centrais elétricas, com recurso a diferentes tecnologias e fontes primárias de energia, como o carvão, o gás natural e o petróleo. No entanto, estes recursos não só são extremamente poluentes, como também são finitos: cada vez mais escassos, mais caros, e um dia irão inevitavelmente acabar. É aqui que entram as energias renováveis - água, vento, sol, entre outros.

No solarengo Israel, está em marcha um projecto que visa precisamente aumentar o nível de energia renovável produzida nesse país. A Central Térmica Solar Ashalim de 121 MW já está em curso desde 2014, com conclusão prevista para finais de 2017, e situa-se no Deserto de Negev, em Israel. Trata-se de uma das maiores centrais deste tipo, para a idealização da qual foi criada uma empresa de propósito. A Megalim Solar Power Ltd está encarregue da construção e operação deste projecto. É uma empresa BOT (Build-Operate-Transfer), composta pelas americanas GE e BrightSource e pelo NOY – Fundo de Investimento para Energia e Infraestruturas, de Israel.

A estação irá funcionar por meio de milhares de espelhos controlados por computador, chamados helióstatos, dispostos numa área de 3,25km2, que seguem o Sol segundo dois eixos. A luz é reflectida numa espécie de caldeira especial, chamada Solar Receiver Steam Generator (SRSG), localizada no topo de uma torre de 240 m de altura.

Por se moverem em linha com o Sol, tal como um girassol, os helióstatos contam com algumas vantagens em relação aos painéis fotovoltaicos. Enquanto os segundos têm uma capacidade de produção que varia muito devido à sua imobilidade, que ainda por cima é menor em dias de pouco Sol, os helióstatos produzem de forma mais constante, aproveitam bem as horas de sol, e mesmo em dias mais enublados conseguem ter estabilidade. Para além disso, podem ser instalados em terrenos acidentados, algo que não é possível com os painéis fotovoltaicos.

Segundo informação da BrightSource, em Março último o projecto contava já com 1000 trabalhadores de construção no local, sendo que nessa altura já haviam sido montados e instalados 6.000 helióstatos e a construção da torre havia começado. As instalações vão incluir dois projectos térmicos solares, e um projecto fotovoltaico. Estima-se que, produzir-se-ão no total perto de 300 MW de energia.

Por acordo a longo prazo, parte da energia gerada pela Ashalim irá ser vendida ao governo israelita, suficiente para fornecer 120.000 casas com energia ecológica, ajudando assim o país a atingir o compromisso de ter 10% da produção de energias a partir de fontes renováveis até 2020. Espera-se com esta central eléctrica evitar cerca de 110.000 toneladas por ano de emissões de CO2.

Estamos a entrar numa nova Era. Sendo a energia eléctrica uma necessidade crescente, há que visar a sua produção e facilitar o acesso a ela. Com alguma dedicação, sorte e investimento, é possível produzir energia renovável suficiente para alimentar o Mundo. Fontes de energias renováveis há várias: as correntes dos rios e oceanos, o vento, o sol. Há muitos pontos por onde começar a expansão da energia renovável. Actualmente, as principais centrais eléctricas funcionam através de modos e meios extremamente poluentes, que reduzem diariamente a qualidade de vida no Planeta, mas é possível transitar para um modo de vida mais sustentável. Se há Sol para nos dar energia, não há razão para o tapar com poluição.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • 16788830_1399804646759626_4686884977315414016_n

    Food & Beverage

    Jun 1, 2017

    É QUEIJO, MAS TAMBÉM IOGURTE

    Ok, é queijo e chamam-lhe iogurte. Por nós, está tudo bem, até porque parece iogurte, de facto. Regularmente, surgem nos mercados dos alimentos destinados a desportistas, novos produtos e suplementos alimentares que prometem maravilhas. 

    ...

  • #Formato_Certo_para_Site_YVP_Imagens

    Lifestyle & Travel

    Out 15, 2018

    ANDORRA

    O Principado de Andorra é um dos países mais pequenos da Europa. É um território com apenas 468m2 revestidos por vales, montanhas, bosques, lagos e muita vida quer nos meses de verão quer nos de inverno, adaptando as ofertas...

  • as-lentes-de-um-genio.html

    Culture & Art

    Abr 1, 2017

    O FOTÓGRAFO SEM MEDO

    Ousado, chocante, vibrante, sem medo, sem a preocupação de ser aceite ou rejeitado, mas sempre com o desejo de nos deixar sem palavras perante a sua arte. Assim é este americano, nascido em 11 de Março de 1963, em Hartford, Connecticut,...


  • Cogumelos01

    Food & Beverage

    Mai 1, 2017

    Do Mosto ao Gourmet

    Alex Villeneuve, com apenas 21 anos e prestes a tornar-se mestre cervejeiro pela Olds College, ao aperceber-se da quantidade de mosto (o que sobra dos cereais após a fermentação da cerveja) cujo único destino era o lixo, achou...

  • Cb_z-_QUYAAQW51

    Luxury & Fashion

    Mar 1, 2017

    ROTHY'S - ESTILO: RECICLÁVEL

    Está farta daqueles ténis de marca que são iguais aos ténis de todas as suas amigas?! Sim, aqueles que calça quando chega ao fim do dia de trabalho e precisa de dar algum descanso ao pé. Então este artigo é para si, descubra...

  • Yara Birkeland 2

    Technology

    Jul 1, 2017

    AUTOMATIZAR, AUTONOMIZAR

    Está planeado que inicie actividade no final de 2018. A ideia é cumprir pequenos trajectos, ligando três portos, por entre os fiordes a Sul de Oslo, na Noruega.


  • stratasys1

    Technology

    Nov 1, 2016

    UMA IMPRESSÃO, NENHUMA MONTAGEM

    Imagine imprimir um objecto completo em 3D numa só impressão, com diferentes materiais para partes diferentes. Embora pareça apenas um sonho, é uma realidade, graças à nova impressora da Stratasys, a J750.

  • Razor Clams in Brine

    Food & Beverage

    Set 1, 2015

    With Quality and Environment in Mind

    Frinsa is one of the largest European manufacturers of canned tuna fish and seafood. The company was founded in Ribeira, Galicia, Spain, in 1961.

  • 1.-Competir-Formacao-Form-to-Grow

    Business & Industry

    Nov 1, 2017

    FORMAR PARA CRESCER

    A empresa líder de mercado, mostra a qualidade que a distingue há 24 anos. Os recursos humanos qualificados e a excelência nos serviços prestados colocam a Competir mais uma vez em Nº1 no mercado da formação.