Research & Education

Fev 1, 2018

NOVAS FUNÇÕES, NOVOS HORIZONTES

Já escrevemos, sobre esse material milagroso emergente chamado grafeno nas páginas desta revista. Este já provou ser o mais incrível de todas as novas descobertas e materiais da ciência. E parece que ainda nem começámos a entender o seu potencial...

<

Por MARCEL COMÈS

Uma nova pesquisa de físicos na Universidade de Arkansas, Estados Unidos, levou os investigadores ao desenvolvimento de um gerador de energia de nano-escala, que poderia, potencialmente, usar o movimento de moléculas de grafeno para gerar energia pura, limpa e ilimitada.

Os investigadores chamaram-lhe Colhedora de Energia de Vibração, e sustentam que é a prova final que materiais bidimensionais podem ser uma fonte de energia.

A ideia surgiu de uma observação apurada de alguns movimentos microscópicos em folhas de grafeno, que é feito de uma única camada de átomos de carbono. Depois de colocar as folhas sobre uma estrutura de cobre, a equipa recolheu imagens com um microscópio.

Além disso, os investigadores estreitaram seu foco e separaram cada imagem em sub-imagens. O que encontraram é uma descoberta surpreendente para a actual física.

Esta análise mostrou que o grafeno ia ondulando, lançado para cima e para baixo através de uma combinação de movimentos pequenos e grandes movimentos aleatórios conhecidos como Lévy Flights.

Porque é que isto é uma descoberta tão surpreendente? Porque é a primeira vez que tal movimento é observado n um sistema inorgânico, de escala atómica. Os investigadores concluíram que estes movimentos se devem ao calor ambiente da temperatura da sala.

Já era sabido que os átomos de grafeno vibram em paralelo, o que os torna diferentes das vibrações aleatórias das moléculas de um líquido.

Paul Thibado, um professor de física da Universidade de Arkansas e líder da equipa de investigação, disse que "esta é a chave para usar o movimento de materiais 2D como fonte de energia colectável. As vibrações em paralelo causam ondulações na folha de grafeno, do qual podemos aproveitar energia utilizando as mais recentes tecnologias".

Isso foi antes dos investigadores projectarem um pequeno gerador para fazer isso. O dispositivo confirmou as teorias dos investigadores e poderia levar a um impacto drástico sobre o acesso à energia limpa e ilimitada, alimentado exclusivamente pelo calor disponível de um quarto simples. Mas, as hipotéticas aplicações de tal descoberta, poderiam significar uma das maiores revoluções no mundo tecnológico.

Actualmente, a equipa trabalha em vários testes para provar, sem sobra de dúvida, a sua eficiência e provar a larga gama de possibilidades tecnológicas.

Uma aplicação potencial é em dispositivos médicos. Os implantes médicos actuais exigem muitas vezes baterias. E, enquanto estas baterias são de longa duração, um dispositivo de auto carregamento que se baseia em movimentos microscópicos de grafeno poderia permitir aos dispositivos serem menores e mais eficazes a longo prazo.

Isto poderia estender-se a várias aplicações biomédicas. Aplicações microscópicas e de auto-alimentação poderiam ser extremamente úteis para dispositivos de audição, que muitas vezes exigem alterações frequentes, caras e volumosas de baterias. Pacemakers e sensores diários também poderiam melhorar com esta tecnologia.

O grafeno poderia também alimentar tecnologias não-médicas diárias. Desde a moda do grafeno "inteligente" até tradutores de orelha e cripto-moeda utilizável, dispositivos que se misturam com o nosso movimento e formas orgânicas estão a tornar-se cada vez mais populares e mais capazes.

Enquanto esta aplicação original de grafeno é nova e ainda tem que ser provada, Thibado e sua equipa continuará a explorar o potencial do material original como uma fonte de energia limpa e ilimitada. Tal fonte de energia significaria uma mudança de regras, e poderia significar um avanço incomensuravelmente nas tecnologias que se estão a tornar mais compatíveis com nossa própria biologia humana.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • C86tlqkWAAEasub

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    E O HOMEM CRIOU A APP

    Quem se lembra do filme Minority Report, de 2002, em que Tom Cruise ia passando a mão e os dedos num écran com informação para a organizar, ampliar ou descartar, percebe que entre aquele futuro e a realidade, o tempo foi muito...

  • #Formato_Certo_para_Site_YVP_Imagens

    Lifestyle & Travel

    Out 15, 2018

    ANDORRA

    O Principado de Andorra é um dos países mais pequenos da Europa. É um território com apenas 468m2 revestidos por vales, montanhas, bosques, lagos e muita vida quer nos meses de verão quer nos de inverno, adaptando as ofertas...

  • 1

    Lifestyle & Travel

    Dez 4, 2018

    Sardenha

    "Situada no meio do Mar Mediterrâneo, a Sardenha é uma região predominantemente montanhosa, marcada pela ausência de altos picos, inserida num ambiente natural vasto e charmoso, porém agridoce. De facto, a presença do homem...


  • plantwear1

    Luxury & Fashion

    Set 26, 2018

    PLANTWEAR

    Exclusividade em cada peça

    Inspirada na madeira e nas suas formas singulares, cada peça é como cada pedaço da matéria-prima: único. Não existe uma peça igual tornando-a para além de lindíssima, muito especial....

  • Hotel-deserto-Marrocos

    Lifestyle & Travel

    Jun 26, 2018

    UM CHÁ NO DESERTO, QUERIDA?

    Os tempos modernos tornaram populares o turismo de aventura em locais exóticos, mas no Sudeste de Marrocos há um pequeno oásis entre as dunas que fará as delícias até mesmo do turista mais ocioso e alheio a aventuras

    ...

  • dot-watch-8-1

    Technology

    Abr 1, 2017

    DOT WATCH - SENTIR AS HORAS

    Para quem está a ler, neste momento, esta revista, este é um exercício normal que, aparentemente, não exige nenhum esforço especial, para além de manter os olhos abertos e descodificar graficamente letras agregando-as em palavras.

    ...


  • 1. Culture-National Gallery-Accessible Art

    Culture & Art

    Fev 1, 2018

    ARTE ACESSÍVEL

    Não há nada mais elegante e atractivo que quadros originais de pintura a óleo sobre tela, quer seja nos corredores ou na sala lá de casa, ou para tornar mais aprazíveis os escritórios de qualquer empresa, tanto para os empregados...

  • Chromosonic1

    Technology

    Mai 1, 2016

    TECIDOS QUE FAZEM

    Imagine um tecido que lhe diz se está doente, regula a temperatura corporal ou que ajuda a sua pele. Uma verdadeira revolução que já começou e que abre caminho a que design, imaginação e tecnologia trabalhem de mãos dadas...

  • Luxury & Fashion

    Out 1, 2015

    O suave toque da Seda

    Originalmente fundado como Shakshambana Silks em 1984, a companhia foi renomeada Mulberry Silks Ltd em 2002. Começou como uma operação de três pessoas, mas hoje, a Mulberry emprega cerca de 400 pessoas, e tem negócios em mais de...