Home & Design

Ago 1, 2017

VIDA MINIMALISTA

Com certeza, já teve a sensação de que, durante a sua vida acumulou coisas demais. Algumas até, que usou muito raramente (ou vez nenhuma) e que apenas se foram empilhando e gerando confusão.

<

Nos dias de hoje viver apenas com o que é necessário parece história de tempos longínquos, os inúmeros gadgets à nossa disposição ou os vários objetos que adquirimos para nosso conforto ou simples ornamentação, tornaram-se tão comuns como imprescindíveis. Mas será que o são realmente?

Se gosta de manter a sua casa com cada coisa no devido lugar talvez já tenha conhecido o método KonMari, desenvolvido por Marie Kondo, que ensina vários passos de organização, onde a regra principal é não guardar nada que não lhe traga alegria.

Marie é japonesa e desde cedo descobriu o seu gosto pela arrumação, deixando-se inspirar pela filosofia minimalista.

O modo de vida japonês responde às especificidades do país: um solo pouco fértil que não permitiu o desenvolvimento do sector pecuário, encontrou solução no mar, ao qual a população vai buscar grande parte da sua alimentação, tendo uma gastronomia quase na totalidade baseada em frutos do mar.

A frequência de atividade sísmica no país conduziu a uma arquitetura pensada na proteção de quem usa as estruturas – espaços grandes, mas vazios, facilitando a fuga em caso de terramoto, diminuindo, assim o risco de ferimentos graves.

A necessidade premente de evacuação e o risco de perda da habitação, são dois dos fatores que contribuíram para que o povo japonês concentre a maior percentagem de adeptos da filosofia minimalista, segundo o qual menos é mais.

Tudo nestas habitações se cinge ao necessário, a começar pela estrutura, que podem parecer simples cubos com janelas. Todo o sentido é manter a construção humilde e sem superficialidades, numa ode à vivência japonesa moderna, que exalta a simplicidade e moderação.

Os materiais e texturas são naturais, conforme o ideal estético japonês, compartimentos ventilados com possibilidade de alterar as separações entre divisões e, por vezes, pequenos pátios interiores com algumas plantas, que se tornam a ornamentação do espaço. A ornamentação está longe de ser a preocupação central destas casas, mas não quer dizer que se descure na beleza, razão para existirem estes pequenos jardins na arquitetura moderna, ou o uso de bonitas peças que são, principalmente, úteis no dia-a-dia. 

Uma outra condicionante importante nesta equação é a limpeza. O povo japonês é reconhecido pela importância em manter os espaços limpos, norma que transmitem às crianças perpetuando o hábito. E uma casa mais vazia é também uma casa mais fácil de limpar

Argumento para levar uma vida minimalista, os seus seguidores apontam a vantagem de este modo de vida lhes deixar mais tempo livre, como o que poupam em limpezas e arrumações, que usam para outras atividades mais prazerosas. O custo associado ao consumo de outros bens, aqui vistos como supérfluos, é mais um ponto a favor – apenas se adquire o estritamente necessário, seja para a casa, desde mobiliário a peças de louça, até aos objetos pessoais como roupas ou livros.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • CN-INSTITUCIONAL-05

    Helthcare & Wellness

    Set 12, 2018

    Cirurgia Estética

    Várias áreas da medicina indicam claramente a grande importância de nos sentirmos bem dentro da nossa pele. E, ao contrário do que acontecia até meados do século XX, não é invulgar, hoje, encontrar pessoas do sexo masculino...

  • 1

    Science & Nature

    Out 3, 2018

    SPROUT PENCIL

    O que acontece com um lápis de madeira depois de ser usado? Normalmente, é deitado ao lixo. Mas, e se fosse possível aumentar o seu tempo de vida, mesmo após já não restar nada que permita ser utilizado?

  • dynamiq-gtt-115-porsche-inspired-yacht-1

    Mecanica e Locomoção

    Jul 1, 2017

    ULTRA LUXUOSO

    Tem design da Porsche, mas não se destina às estradas. Tem o conhecimento dos holandeses, mas não serve para cultivar tulipas. Está a ser construído em Itália, mas é uma criação monegasca. Confuso? Em vez disso, deslumbre-se.

    ...


  • 1

    Science & Nature

    Out 4, 2018

    CITY TREE

    "A poluição urbana é um enorme problema em muitas cidades do mundo, e a fraca qualidade do ar pode significar um aumento em condições de doença crónica como a asma, ao mesmo tempo que dificulta as pessoas a andar, andar de...

  • Vector001

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    INTELIGÊNCIA (POUCO) ARTIFICIAL

    Oficialmente inaugurado em Toronto, Canadá, no passado dia 30 de Março, o Instituto Vector conta já com um investimento de 150 milhões de dólares por parte de empresas como o Facebook e o Google, multinacionais de tecnologia...

  • 2_10_17acapulco3

    Luxury & Fashion

    Abr 1, 2017

    ADIDAS ACAPULCO - WALK THIS WAY

    Quem se lembra de Run DMC? E de Stan Smith? E quem não conhece a Adidas? O que têm em comum a famosa marca das três faixas e os nomes acima mencionados? Os gloriosos anos 80.


  • Home & Design

    Mar 1, 2015

    Brilliant Ideas

    Since 1830, Christofle has mastered the art of working with silver, rendering that sublime and special material. Shiny without ostentation, intelligent without pretense, and versatile yet sincere. The silversmith's know-how concentrated...

  • 1

    Technology

    Jun 1, 2015

    Future tech

    Remotely operated control towers

    It's a fact that small airports don't have many flights, because they don't have a adequate control tower system, and they don't have a adequate tower because these facilities don't have many flights.

    Well,...

  • 1

    Science & Nature

    Jul 1, 2015

    In the heart of Medicine

    After producing the first electrocardiograph in Japan's history, Fukuda Denshi established itself as a medical equipment pioneer, not only in its original market, but expanding successfully throughout the world.