Luxury & Fashion

Mar 1, 2017

CRIPTOMÉRIA - MALEÁVEL, LEVE E AROMÁTICA

Do primeiro-ministro das Bermudas ao presidente da IBM Portugal, foram algumas das personalidades que encomendaram uma mala de senhora no mínimo inovadora e invulgar, para oferecer à esposa e ou a amigos. Trata-se de uma mala feita de madeira de criptoméria. A ideia foi de tal forma apreciada que já existem encomendas de outras personalidades mundiais.

<

Não, não se trata de uma nova civilização, mas de uma madeira com couro de fibra de ananás, a partir da qual, a arquitecta e empreendedora do arquipélago dos Açores, Portugal, Sónia Pereira, resolveu criar um acessório feminino original para ser usado num evento social – ora nada melhor do que uma mala de senhora –, "maleável", leve, e que incorpora o aroma da madeira.

Segundo a criadora, a criptoméria «é um produto totalmente natural, amigo do ambiente e com matérias-primas locais, que mostram a riqueza e beleza da Ilha».

Após um estudo, a arquitecta concluiu que o arquipélago dos Açores é muito rico nesta matéria prima, pois a área de floresta açoreana tem 12.698 hectares de matas de (Criptoméria japónica D. Don) e cerca de 4.500 hectares estão sob a gestão do Governo Regional. Destes, 2.119 hectares encontram-se na ilha de São Miguel, a capital.

A Criptoméria é também muito plantada no Japão, China, Reino Unido, nas zonas costeiras da Europa, na costa ocidental da América do Norte, no Nepal e na Índia.

Conhecida como sugi, em japonês, é a árvore nacional do Japão, sendo comum plantá-la em torno de templos e de santuários. A título de curiosidade, há registo de que um senhor feudal do antigo Japão, pouco abastado, não podendo oferecer uma lanterna de pedra para o funeral do shogun Tokugawa Ieyasu (1543–1616), em Nikkō Tōshō-gū, Japão, sugeriu a plantação de uma alameda de sugi com o objectivo de proteger os futuros visitantes do calor e do sol. A alameda, com mais de 65 km de comprimento, ainda existe.

«Consegui perceber que há um grande potencial nesta matéria-prima», explicou Sónia Pereira, acrescentando que «a ideia das malas de senhora surgiu da necessidade de criar algo pessoal e inovador, e com classe, para usar num evento social restrito».

Cabe à arquitecta o processo criativo e de corte da matéria-prima, bem como o revestimento final do produto elaborado manualmente na ilha dos Açores. Já a base da mala é confeccionada na região norte de Portugal Continental. Para conseguir chegar ao produto final são utilizadas máquinas laser e 3D, de última geração, e é aproveitada uma parte da criptoméria que é pouco valorizada, ou seja, as primeiras camadas do exterior das árvores.

Após reunir todas as condições para a produção das malas, nomeadamente financeiras, tendo para isso recorrido a fundos comunitários para adquirir equipamento, e de se ter instalado no parque de tecnologia da ilha de São Miguel, na cidade da Lagoa, Sónia começou a dar vida a protótipos de malas.

Neste momento, a empresária está a ultimar a primeira colecção, que será apresentada ao público este ano. «Nesta primeira colecção estamos a trabalhar com o tema "Raízes", que resultou do livro escrito pelo Dr. Augusto Athayde, que conta a história da chegada da criptoméria aos Açores, que foi trazida por José do Canto», referiu Sónia, para quem as malas são muito mais do que um produto, dado que têm associada um pouco da história da ilha.

Filha de um carpinteiro, Sónia Pereira cedo se habituou a apreciar a madeira, mas foi após a licenciatura no curso de arquitectura, em Lisboa, Portugal, e de ter vencido o concurso regional de empreendedorismo, com o projecto "Casa de bonecas", que decidiu enveredar pela área da moda. Ideias para futuros projectos de moda não lhe faltam, mas por agora prefere concentrar-se em produzir malas de senhora em criptoméria. Embora o preço ainda não esteja definido, e dado que já foram efectuadas muitas encomendas, a empresária pretende "dar asas ao negócio" durante o ano de 2017, através de venda online.

De acordo com Sónia Pereira, que se considera empreendedora, este é «um desafio encantador e simultaneamente assustador».

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • AR-170519548

    Business & Industry

    Jul 1, 2017

    CRESCER DE NOVO

    E outra vez, e de novo para dentro to mar. O Dubai não para de espantar o mundo com os seus hotéis e estilo de vida luxuosos. Mas também com os investimentos milionários para fazer o país crescer.

  • Depositphotos_59323415_xl-2015

    Research & Education

    Mar 1, 2017

    LIVROS ESCOLARES EM TABLETS - MENOS PESO, MENOS CONHECIMENTO?

    Um pouco por todo o mundo, os pais estão preocupados com o peso que as mochilas escolares dos seus filhos têm de comportar todos os dias. Isto prende-se com o volume e número de manuais escolares que os alunos carregam, muitas...

  • IMG_3345

    Culture & Art

    Mai 1, 2017

    PERSONALIZANDO A TECNOLOGIA COM ARTE

    Roldanas, rodas dentadas, Zepelins, lentes e latão dourado. O SteamPunk propõe uma história alternativa onde a tecnologia se mistura com arte para ser mais humana. O movimento Arts and Crafts acabou finalmente por se fundir com...


  • Depositphotos_28058841_xl-2015

    Business & Industry

    Mai 1, 2017

    O CAMINHO DO SUCESSO

    Em pleno século XXI e com todos os avanços científicos e tecnológicos a ocorrer quase a ritmo diário, torna-se imperiosa uma actualização regular de conhecimentos, procedimentos e técnicas envolvidas na função essencial...

  • 14279036_127247534397015_777594915_n

    Helthcare & Wellness

    Abr 1, 2017

    UMA LUVA QUE DEVOLVE A FORÇA À MÃO

    Depois de ter chegado à final do "Microsoft Imagine Cup", com o protótipo de uma luva que devolve a força à mão e que permite levantar objectos até 40 quilos, a NUADA, é uma das startups do momento.

  • 11c91a486542ec03_565A4641.xxxlarge_2x

    Home & Design

    Ago 1, 2017

    VIDA MINIMALISTA

    Com certeza, já teve a sensação de que, durante a sua vida acumulou coisas demais. Algumas até, que usou muito raramente (ou vez nenhuma) e que apenas se foram empilhando e gerando confusão.


  • 01

    Technology

    Jan 1, 2017

    SUAVIDADE RIMA COM DUREZA

    É conhecida a dificuldade em executar certas tarefas enquanto se utilizam umas luvas pesadas e grossas. Destreza, sensibilidade e maneabilidade, são conceitos que estas luvas não conhecem. Mas a Ansell está a mudar este cenário.

    ...

  • Singapura1

    Lifestyle & Travel

    Dez 1, 2016

    GLAMOUR ASIÁTICO

    Se estava a pensar que Singapura é idêntico aos países circundantes, esqueça. Em vez do caos, da pobreza e da desorganização dos países vizinhos, Singapura é um exemplo de cosmopolitismo e de "primeiro mundo". Sendo uma das...

  • Luxury & Fashion

    Out 1, 2015

    Moda 360º

    Desde a pequena agência de modelos até à empresa de gestão de moda e eventos passaram 14 anos. Hoje, a Fashion Studio tem uma gama de serviços única e a capacidade para lidar com todo o tipo de eventos.