Research & Education

Mar 1, 2017

MENOS PESO, MENOS CONHECIMENTO?

Um pouco por todo o mundo, os pais estão preocupados com o peso que as mochilas escolares dos seus filhos têm de comportar todos os dias. Isto prende-se com o volume e número de manuais escolares que os alunos carregam, muitas vezes crianças ainda em formação física, que supera largamente todas a recomendações internacionais de relação entre peso da criança e peso da mala.

Não vale a pena rodear o assunto, é um problema, é grave, tem a ver com a saúde futura das crianças e atingiu um pouco, todos os países do mundo. Há exemplos bons e maus de solução e, como sempre, há vozes concordantes e dissonantes.

O problema

A Organização Mundial de Saúde recomenda que o peso de uma mochila escolar não deve exceder 10% do peso total da criança que a transporta. A média, um pouco em todo o mundo é que esta relação é excedida em, pelo menos, três vezes.

Se pensarmos bem, cada pai e mãe carrega todos os dias na mochila do seu filho, os livros para cada disciplina do dia, cadernos individuais para cada disciplina, material pedagógico de apoio e suporte para várias disciplinas, um ou mais estojos de canetas, lápis, borrachas, afias, marcadores, réguas; mais uma sacola com um lanche adicional.

Basta fazer uma pequena conta para perceber que isto representa, no mínimo, 10 kg. O que é manifestamente demasiado para uma criança de oito anos, e 36 kg. É consensual que esta relação pode desenvolver problemas ósseos e musculares e, por consequência, crescimento e até desenvolvimento intelectual.

As propostas

As mais recentes tendências mundiais para resolver este assunto apontam para a colocação das matérias leccionadas em cada disciplina, em suportes digitais para consulta e estudo de forma mais confortável e, sobretudo, reduzindo dessa forma a excessiva carga a transportar nas mochilas diariamente.

Alguns países do norte da Europa optaram e têm vindo a aplicar esta solução desde 2013, nomeadamente, a Suécia, a Noruega e a Finlândia e, adicionalmente, também algumas escolas do Reino Unido têm adoptado esta opção como projecto de estudo.

As vantagens são inegáveis: um simples tablet de 300 gramas poderá comportar todos os manuais de todas as disciplinas do currículo escolar e até os cadernos de trabalho podem ser substituídos por aplicações onde o estudante pode exercitar os seus conhecimentos, abdicando do papel e do lápis.

Tatyana Belyavskaya, antiga professora em S. Petersburgo, engenheira de software, web designer, blogger e software developer, recorda várias coisas que devemos saber sobre este tema.

A blogger recorda-nos que: os tablets estão a revolucionar a forma de aprender e ensinar; vão funcionar como catalisadores para um novo tipo de educação; estão cá para ficar; proporcionam uma nova era de ferramentas criativas e interactivas; têm um custo reduzido e acessível; são pequenos e portáteis; são fáceis de manusear por crianças em disciplinas mais difíceis; e estimulam a partilha de dúvidas e soluções, proporcionando melhores índices de aprendizagem.

Polémicas

Como habitualmente, sempre que uma nova tecnologia é aplicada a assuntos tidos como tradicionais, existem os adeptos e os adversários mais furiosos. Quanto aos adeptos e às razões para ser a favor, estamos conversados.

Mas, Olle Johansson, Professor de Neurociência no Instituto de Karolinska, em Estocolmo, Suécia, refere vários aspectos negativos à utilização desta tecnologia nos sistemas de ensino.

Segundo este professor, os resultados mais recentes sobre a aprendizagem das crianças em disciplinas como a Matemática ou Ciências estão em queda livre. Estes novos processos têm permitido aos governos, atribuir mais responsabilidades administrativas e educativas às unidades escolares, desresponsabilizando os governantes e sobrecarregando as pequenas estruturas educativas.

Estas, por sua vez, sentem-se muito aliviadas por terem tamanho apoio, para o qual não têm necessidade de contribuir ao nível dos conteúdos, libertando-as para as novas tarefas burocráticas.

Contudo, estas inovações pedagógicas, apesar do alívio no peso das mochilas, colocam as crianças sob uma maior exposição a radiações produzidas por estes aparelhos (apesar de serem mínimas, as crianças ficam expostas muito mais cedo e por muito mais tempo) e são também um motivo de distracção permanente, uma vez que, ao mesmo tempo que servem como manuais escolares, também são portas de comunicação com o mundo da internet (emails, sms, redes sociais, etc.).

E, finalmente, ainda nos chama a atenção para a síntese dos programas e das obras a incluir nos manuais. Imaginem todas as obras de Shakespeare, analisadas, comentadas e resumidas a seis páginas de um e-book...

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • ~1474296846~12973438_1066159806777023_1064623569076422198_o

    Science & Nature

    Ago 1, 2016

    PLANTAS QUE FLUTUAM

    Valorizar a Terra através da arte é o objectivo da Hoshinchu Air Bonsai Garden, uma empresa japonesa que desenvolveu um kit que permite plantar e ver um bonsai flutuar.

  • Oil Dependence

    Business & Industry

    Nov 1, 2016

    REDUZIR A DEPENDÊNCIA DO PETRÓLEO

    A forte e repentina quebra do preço do petróleo no final de 2014, e prolongada em 2015 e 2016, colocou inúmeros países em situação económica e social difícil. Em todo o mundo, cerca de 100 países produzem petróleo, a maioria...

  • AllPhotosAlbinoVieira e Filhos (1)

    Culture & Art

    Jul 1, 2016

    O ALAMBIQUE E A ARTE SECULAR DO COBRE

    Foi em 1910 que Albino Vieira dos Santos começou a trabalhar o cobre na construção de equipamentos para adegas e destilarias. Ao longo de três gerações, a família tem vindo a servir o mercado de produção agrícola e de vinho...


  • 01 Glass

    Business & Industry

    Set 1, 2016

    PARA ALÉM DO VIDRO

    Actualmente, existe mais na indústria do vidro do que os olhos conseguem ver. Altamente versátil, o vidro pode ser utilizado em inúmeras necessidades diárias, combinando estética, limpeza fácil, conservação de energia ou soluções...

  • facas2

    Business & Industry

    Ago 1, 2016

    Portuguese Cutting Edge

    The pleasure we gain while in the process of cooking depends not only on the quality of products, but on the knives used for cutting, too. Everyone fond of cooking is sure to have a set of good kitchen knives in his/her kitchen.

    ...

  • Award-of-Excellence,-6th-International-Fiber-Art-Biennale,-2010,-China

    Home & Design

    Jun 1, 2016

    THE LIVING TREASURE OF PERU

    Legends, rituals, stories, myths, symbols, totem animals, iconography of ancestral cultures, absorbed and represented in the form of contemporary visual arts. Tapestries, replenished by generous vivid colour palettes and mysterious plots...


  • 1

    Technology

    Mai 1, 2015

    Power In a box

    Wherever your journey may take you, VARTA batteries provide all the power to take you there. Whether you are driving your very first car, you own a vehicle with Start-Stop functionality, or you drive a highly equipped vehicle with high...

  • Luxury & Fashion

    Set 1, 2015

    Nature at Tiffany's

    Tiffany. Who doesn't know the renowned brand of jewelry? Tiffany, ever since its founding, has been at the forefront of the world's greatest design movements. By the turn of the twentieth century, Louis Comfort Tiffany emerged as an...

  • Depositphotos_96954074_xl-2015

    Lifestyle & Travel

    Mar 1, 2017

    PARA LÁ DE MOZART

    Salzburgo, cujo nome significa literalmente "fortaleza de sal", foi refundada no século VIII por São Ruperto de Salzburgo, é a actual capital do Estado de Salzburgo e a quarta maior cidade da Áustria.