Research & Education

Mar 1, 2017

LIVROS ESCOLARES EM TABLETS - MENOS PESO, MENOS CONHECIMENTO?

Um pouco por todo o mundo, os pais estão preocupados com o peso que as mochilas escolares dos seus filhos têm de comportar todos os dias. Isto prende-se com o volume e número de manuais escolares que os alunos carregam, muitas vezes crianças ainda em formação física, que supera largamente todas a recomendações internacionais de relação entre peso da criança e peso da mala.

<

Não vale a pena rodear o assunto, é um problema, é grave, tem a ver com a saúde futura das crianças e atingiu um pouco, todos os países do mundo. Há exemplos bons e maus de solução e, como sempre, há vozes concordantes e dissonantes.

O problema

A Organização Mundial de Saúde recomenda que o peso de uma mochila escolar não deve exceder 10% do peso total da criança que a transporta. A média, um pouco em todo o mundo é que esta relação é excedida em, pelo menos, três vezes.

Se pensarmos bem, cada pai e mãe carrega todos os dias na mochila do seu filho, os livros para cada disciplina do dia, cadernos individuais para cada disciplina, material pedagógico de apoio e suporte para várias disciplinas, um ou mais estojos de canetas, lápis, borrachas, afias, marcadores, réguas; mais uma sacola com um lanche adicional.

Basta fazer uma pequena conta para perceber que isto representa, no mínimo, 10 kg. O que é manifestamente demasiado para uma criança de oito anos, e 36 kg. É consensual que esta relação pode desenvolver problemas ósseos e musculares e, por consequência, crescimento e até desenvolvimento intelectual.

As propostas

As mais recentes tendências mundiais para resolver este assunto apontam para a colocação das matérias leccionadas em cada disciplina, em suportes digitais para consulta e estudo de forma mais confortável e, sobretudo, reduzindo dessa forma a excessiva carga a transportar nas mochilas diariamente.

Alguns países do norte da Europa optaram e têm vindo a aplicar esta solução desde 2013, nomeadamente, a Suécia, a Noruega e a Finlândia e, adicionalmente, também algumas escolas do Reino Unido têm adoptado esta opção como projecto de estudo.

As vantagens são inegáveis: um simples tablet de 300 gramas poderá comportar todos os manuais de todas as disciplinas do currículo escolar e até os cadernos de trabalho podem ser substituídos por aplicações onde o estudante pode exercitar os seus conhecimentos, abdicando do papel e do lápis.

Tatyana Belyavskaya, antiga professora em S. Petersburgo, engenheira de software, web designer, blogger e software developer, recorda várias coisas que devemos saber sobre este tema.

A blogger recorda-nos que: os tablets estão a revolucionar a forma de aprender e ensinar; vão funcionar como catalisadores para um novo tipo de educação; estão cá para ficar; proporcionam uma nova era de ferramentas criativas e interactivas; têm um custo reduzido e acessível; são pequenos e portáteis; são fáceis de manusear por crianças em disciplinas mais difíceis; e estimulam a partilha de dúvidas e soluções, proporcionando melhores índices de aprendizagem.

Polémicas

Como habitualmente, sempre que uma nova tecnologia é aplicada a assuntos tidos como tradicionais, existem os adeptos e os adversários mais furiosos. Quanto aos adeptos e às razões para ser a favor, estamos conversados.

Mas, Olle Johansson, Professor de Neurociência no Instituto de Karolinska, em Estocolmo, Suécia, refere vários aspectos negativos à utilização desta tecnologia nos sistemas de ensino.

Segundo este professor, os resultados mais recentes sobre a aprendizagem das crianças em disciplinas como a Matemática ou Ciências estão em queda livre. Estes novos processos têm permitido aos governos, atribuir mais responsabilidades administrativas e educativas às unidades escolares, desresponsabilizando os governantes e sobrecarregando as pequenas estruturas educativas.

Estas, por sua vez, sentem-se muito aliviadas por terem tamanho apoio, para o qual não têm necessidade de contribuir ao nível dos conteúdos, libertando-as para as novas tarefas burocráticas.

Contudo, estas inovações pedagógicas, apesar do alívio no peso das mochilas, colocam as crianças sob uma maior exposição a radiações produzidas por estes aparelhos (apesar de serem mínimas, as crianças ficam expostas muito mais cedo e por muito mais tempo) e são também um motivo de distracção permanente, uma vez que, ao mesmo tempo que servem como manuais escolares, também são portas de comunicação com o mundo da internet (emails, sms, redes sociais, etc.).

E, finalmente, ainda nos chama a atenção para a síntese dos programas e das obras a incluir nos manuais. Imaginem todas as obras de Shakespeare, analisadas, comentadas e resumidas a seis páginas de um e-book...

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • #Formato_Certo_para_Site_YVP_Imagens

    Home & Design

    Out 17, 2018

    LEGO PLANTS FROM PLANTS

    "No passado mês de Março, a Lego anunciou que irá produzir as peças da marca, usando plástico à base de plantas num movimento para usar materiais sustentáveis, ​​na maioria dos produtos e embalagens até 2030."

    ...

  • Allan-Baudoin_Josh_Fray_Photography-10

    Luxury & Fashion

    Ago 1, 2017

    ESTILO AOS SEUS PÉS

    Sempre que falamos de estilo referente a calçado, sabemos que certamente iremos falar sobre Ingleses. A tradição inglesa na sapataria feita à mão é bastante conhecida e o país alberga alguns dos melhores fabricantes de sapatos.

    ...

  • sonos-playbar11

    Home & Design

    Jun 1, 2017

    UMA NOVA DIMENSÃO

    Quando pensamos que ter uma sound base na sala pode ser a resposta para os nossos sonhos, normalmente apercebemo-nos que isso pode ser antes um problema – a maioria das televisões de hoje, simplesmente não o permitem.


  • #1

    Technology

    Out 22, 2018

    MOTO ZEN STONE

    "Os 'Smartphones' são poderosas peças de tecnologia, que poderão revelar viciantes tendências entre os utilizadores. O 'Moto Zen', nomeadamente o modelo 'Stone', foi criado como uma resposta a esse efeito colateral."

  • Zinco03

    Business & Industry

    Ago 1, 2017

    Gronelândia: A Derradeira Jazida de Zinco

    A Ironbark está actualmente a desenvolver três projectos na Gronelândia, destacando-se de longe a prospecção da mina de zinco e chumbo em Citronen. A multinacional australiana começou a aprofundar o projecto para a exploração...

  • blank-sofa-by-hyung-suk-cho-o

    Home & Design

    Mai 1, 2017

    CASAS MODERNAS COM INSPIRAÇÃO TRADICIONAL

    Embora minimalista, consegue transmitir uma diversidade de sentimentos, dependendo de onde e como é usado. Assim é o mobiliário do jovem designer sul-coreano, Hyung Suk Cho que, inspirado pela pintura Sul-Coreana, combina o clássico...


  • 1

    Business & Industry

    Jun 1, 2015

    Where the best office paper is made

    The Portucel Soporcel group is focused on its own brands. This means its sales strategy is to offer a portfolio of brands with distinctive value propositions, reaching out to different consumer segments. 

    Pride of place goes...

  • Business & Industry

    Set 1, 2015

    Funding your business

    Lone Star Funds is a leading private equity firm that invests globally in real estate, equity, credit and other financial assets.  Since the establishment of its first fund in 1995, Lone Star has organized fifteen private equity...

  • Business & Industry

    Out 31, 2015

    Brincar é Crescer

    Na GameTime, as vidas das crianças e comunidades são enriquecidas através da brincadeira. Porque, como engenheiros, pais, fabricantes e membros das comunidades da empresa, acreditam na brincadeira.