Luxury & Fashion

Jul 1, 2016

A INSPIRAR FEMINILIDADE

Desde há muito tempo que, em muitas culturas, mulheres roliças eram sinónimo de saúde. Actualmente, embora os dois aspectos não estejam necessariamente relacionados, a tendência é valorizar a beleza natural e mulheres com formas mais roliças.

<

O apoio público a raparigas roliças, nomeadamente, centenas de milhar de seguidores em redes sociais, começam a impelir muitas casas de moda a reverem a sua política relativamente à criação, produção e venda de tamanhos de roupa grandes. Anna Scholtz é um dos nomes da indústria da moda que torna a silhueta das "mulheres gordinhas" ainda mais atractivas.

Paradoxalmente, apesar de a maioria das mulheres não ser demasiado magra, a indústria da moda continua orientada para mulheres "muito magrinhas", esquecendo-se que, e a título de exemplo, segundo dados divulgados pela revista "Marie Claire", as clientes "mais pesadas" gastam 1.5 mais de dinheiro em roupa do que as "menos pesadas", comprando mais coisas numa só ida às compras. Só nos EUA, o mercado de roupas de tamanhos grandes é de 17 mil milhões de dólares por ano. Para além disso, as "gordinhas" estão três vezes mais dispostas a falar das compras nas redes sociais, onde milhões de visualizações e milhares de gostos vão para campanhas publicitárias, cujas protagonistas são mulheres de silhueta "normal", e não as da silhueta "modelo".

Hoje, os novos, ou melhor, os esquecidos e velhos padrões de beleza são ditados por modelos de "tamanho 44-52". Contrariamente à moda do passado, a nova tendência é ensinar a amar e a cuidar do corpo tal como ele é.

Annas Scholz, criadora da marca "Anna Scholz" para senhoras roliças, conhece muito bem as dificuldades de uma mulher para encontrar roupas de tamanhos grandes, bonitas e confortáveis, sendo que o seu próprio tamanho é um "50 europeu". Volumosa desde criança, cedo se deparou com a dificuldade de escolher um guarda-roupa. Anna encontrou uma forma original de resolver o problema: começou a costurar a própria roupa.

A designer nasceu em Hamburgo, Alemanha, mas estudou Design de Moda na St. Martins School of Art and Design, em Londres, Reino Unido, onde também estudaram designers como Stella McCartney e Alexander McQueen.

Decidida a ajudar as suas "companheiras no infortúnio", criou a sua própria linha de roupa, que se tornou popular não só no seu país natal, Alemanha, como noutros países da Europa e Ásia, e nos Estados Unidos.

Anna Sholz trata o negócio com fervor, e trabalha entusiasticamente na criação de colecções femininas. Actualmente, Anna vive em Notting Hill, Londres. Sente-se atraída pela cidade devido à diversidade cultural dos habitantes, que se destaca nas roupas que usam, e cuja diversidade serve de inspiração à criadora para elaborar, por exemplo, peças com elementos étnicos.

Os modelos da designer encorajam as senhoras a não se envergonharem da sua feminilidade, enaltecendo as silhuetas com a ajuda de decotes, blusas opacas, camisas transparentes, capas de chiffon ou renda. As peças centrais das colecções são túnicas de bainha assimétrica, camisas claras, saias longas e rectas, jaquetas justas e luxuosos blazers. As únicas peças proibidas são tops de barriga subida, minissaias e leggings. No que toca à paleta de cores, há de tudo, desde preto, passando por branco, vermelho até ao verde vivo.

Anna considera errónea a opinião de que as mulheres curvas devem usar chumaços nos ombros, para ela, na verdade, «tornam a figura quadrada». As formas naturais são melhores do que a elevação dos ombros e ancas. Também não há que ter medo de listas – na opinião da designer, "não irão estragar o conjunto". Na sua criatividade, Anna mantém-se fiel a um lema: «não há "sacas" para uma senhora roliça. Não há que esconder com vergonha as formas luxuriosas».

Os modelos da marca são muito bem pensados, e têm em conta a especificidade das proporções de uma figura feminina roliça. Todos os inconvenientes podem ser visualmente corrigidos com a ajuda de ajustes, cortes e acessórios cuidadosamente escolhidos. Assim, a silhueta fica harmoniosa e elegante, dando a quem veste os modelos auto-confiança, e torna-se igualmente atractiva ao olhar, devido aos atributos habilidosamente enfatizados. Se o aspecto geral for harmonioso, os "inconvenientes" dificilmente chamam a atenção.

A maioria dos clientes de Anna Scholz são mulheres de meia idade ou mais. No entanto, periodicamente, a designer lança colecções, não menos elegantes e femininas, para jovens.

Ao analisar a colecção da marca, conseguimos facilmente definir a filosofia que segue. Tal como a própria Anna Scholz afirmou em entrevista a um canal de moda italiano: «Amem-se como são. O ideal de beleza não existe, cada silhueta é bela à sua maneira. E nós, designers, faremos o nosso melhor para começar a amar as vossas silhuetas também».

Contactos – Contacts:

annascholz Ltd
Unit 3.2 - The Chandelier Building
8 Scrubs Lane
London 
NW10 6RB

Telephone : + 44 (0)20 3384 0305 - Fax : + 44 (0)20 3598 2393
info@annascholz.com

http://www.annascholz.com/

http://www.moda-dlya-polnyh.ru/brendy/anna-sholz.html

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • IMG_4878_1950x

    Helthcare & Wellness

    Abr 21, 2018

    MÁS VIBES, BOAS VIBES

    Claro! Andar de bicicleta em vez do carro e até mesmo um transporte público, é uma boa atitude para a sua saúde pessoal e comum. Certifique-se apenas que o faz da forma certa

  • 14279036_127247534397015_777594915_n

    Helthcare & Wellness

    Abr 1, 2017

    UMA LUVA QUE DEVOLVE A FORÇA À MÃO

    Depois de ter chegado à final do "Microsoft Imagine Cup", com o protótipo de uma luva que devolve a força à mão e que permite levantar objectos até 40 quilos, a NUADA, é uma das startups do momento.

  • gal_01

    Lifestyle & Travel

    Jul 1, 2017

    VISTA PACÍFICA

    San José del Cabo, na ponta sul da Baja California, no México, é a anfitrião do mais recente trabalho do arquitecto mexicano Miguel Angel Aragonés. A região fica separada do continente pelo Mar de Cortez, uma faixa de mar que...


  • 01-Galop-DHermes.nocrop.w710.h2147483647.2x

    Luxury & Fashion

    Jul 1, 2017

    ESTRIBO ELEGANTE

    A nova garrafa de perfume de senhora do icónico Galop d'Hermès é inspirada na original, de 1930, da abertura da primeira loja da Hermès em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Voltemos quase um século atrás.

  • Muji-humidifier-kazushige-miyake-1

    Helthcare & Wellness

    Jul 1, 2017

    MELHORAR A QUALIDADE DO AR

    Em 1876, Willis Haviland Carrier, foi contratado por uma indústria gráfica para resolver os problemas de mudança de temperatura da fábrica. O engenheiro e inventor americano desenvolveu um projecto que viria a dar origem ao primeiro...

  • 1st-Sydney-TonerPave-Street-Sept14-3(1)

    Business & Industry

    Abr 28, 2018

    RECICLAR, REUTILIZAR, REPAVIMENTAR

    O e-lixo é um problema crónico e global de poluição. Relatórios da United Nations University demonstram que apenas 20 por cento do e-lixo gerado, é depois colocado em programas oficiais de reciclagem


  • 1

    Business & Industry

    Ago 1, 2015

    Selling to Brazil?

    If your company is selling products and services to Brazil and wants to accept electronic payments, it's likely that you might need a payment gateway service. PagBrasil is a local system that lets you collect your payments in Brazilian...

  • cars1

    Mecanica e Locomoção

    Nov 1, 2016

    FICÇÃO NUM FUTURO PRÓXIMO - CONDUÇÃO AUTÓNOMA

    Este é um tema que entrou em definitivo na ordem do dia e que não deixa ninguém indiferente. Quer se goste ou não, quer se queira ou não, a condução de viaturas de transporte vai mesmo deixar de incluir o factor humano, com...

  • 1

    Food & Beverage

    Jun 1, 2015

    Organic Matters

    Grocery industry was one of the first to adhere to organic product trend, around 20 years ago, making it possible for Denmark's organic production growth until today, to become proporcionally one of the countries with the highest rate...