Mecanica e Locomoção

Dez 1, 2016

HYPERLOOP ONE - REALIDADE SURREAL

A ideia original de Elon Musk (apresentada pela primeira vez em 2013, pelo patrão da tecnológica americana, Tesla), que parecia uma visão futurista e inatingível, ganha forma nas áridas paisagens de Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, enquanto no deserto do Nevada, nos Estados Unidos da América (EUA), prosseguem os testes de propulsão. A ideia original é um misto de ficção e física aplicada.

<

O vídeo de apresentação mostra um homem-de-negócios que está em Abu Dhabi e que, dentro de uma hora, terá de percorrer 160 quilómetros até à cidade de Dubai, Emirados Árabes Unidos, para estar presente no aniversário da mãe: ele sai, demora imenso tempo num percurso curto de automóvel e, depois, já no Hyperloop, percorre os tais 160 quilómetros, em menos de 12 minutos!

Parece-lhe surreal? Pois acredite que está mais perto da realidade do que imagina.

Na verdade, já vimos isto em filmes de ficção científica. Fora da órbita terrestre, onde nada existe e que convencionámos chamar vácuo, uma pequena propulsão pode catapultar um astronauta a dezenas de milhares de quilómetros.

É isso mesmo que o patrão da Tesla e da Space X pretende com este projecto. Trata-se de um sistema de transporte em cápsulas, de passageiros e carga. Estas cápsulas movimentar-se-ão dentro de tubos metálicos estanques, com uma pressão controlada e particularmente baixa.

Uma parte deste conceito inovador baseia-se nos comboios de alta velocidade japoneses, em que a carruagem é suspensa para evitar o contacto com os carris, reduzindo assim os níveis de atrito e aumentando a velocidade. Com a diferença de que nestes comboios, as carruagens são suspensas por levitação magnética, utilizando depois a polarização do sistema magnético para a propulsão da carruagem; enquanto que neste projecto, as cápsulas vão flutuar através de um ™colchão de ar∫: um jacto constante e pressurizado que fará suspender a cápsula, enquanto os potentes motores eléctricos propulsionam a cápsula através dos tubos metálicos de baixa pressão.
Os testes, entretanto efectuados no deserto do Nevada, EUA, revelam números fabulosos. As cápsulas de transporte serão capazes de passar do zero aos 100 km/h em apenas 1.1 segundos, e poderão atingir a velocidade máxima de 1220 km/h, bem maior do que a da maioria dos aviões de transporte de passageiros.

O fundador da Hyperloop One, Shervin Pishevar, revelou recentemente que em 2020, este sistema de transporte vai ser uma realidade num ou mais locais em todo o mundo, e que os testes com protótipos à escala natural decorrerão durante o ano de 2017, na pista onde já decorrem os testes de propulsão, no deserto do Nevada.

A ideia inicial seria manter os tubos em estado de vácuo absoluto para eliminar a resistência ao ar e atingir maiores velocidades. Contudo, esta ideia foi colocada de lado, uma vez que isso traria imensas dificuldades na regulação do vácuo e qualquer invasão de ar poderia inutilizar todo o sistema.

Este transporte não requer maquinista ou condutor, uma vez que as cápsulas serão operadas pelo complexo sistema de controlo de pressão de ar, acelerando ou travando à medida que se aumenta ou diminui a pressão dentro dos tubos.

Este meio de transporte não pretende ser uma alternativa ao sistema de metropolitano subterrâneo, uma vez que os tubos de transporte se encontram à superfície e não na terra. E também porque o Hyperloop está mais vocacionado para cobrir grandes distâncias em curto espaço de tempo, e não tanto para fazer pequenas ligações dentro das cidades.

A alimentação da parte eléctrica do sistema faz-se através dos painéis solares instalados junto aos tubos metálicos.

Segundo as empresas que desenvolvem actualmente o Hyperloop, o custo médio de uma viagem neste sistema rondará os 20 e os 30 dólares (entre 20 e 30 euros) para o transporte de passageiros.

Bem menos agradável é a estimativa de custos para a instalação de todo o sistema. A primeira rota proposta para a construção de um percurso de Hyperloop pretende ligar Los Angeles e São Francisco, EUA, num total de 600 quilómetros, e terá um custo estimado de 7,5 mil milhões de dólares (sete mil milhões de euros), considerando a possibilidade de transportar também veículos. Este valor ficaria ™apenas∫ pelos 6 mil milhões de dólares (5,6 mil milhões de euros), caso seja considerada a alternativa de só transportar passageiros.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • 1

    Culture & Art

    Out 8, 2018

    MILESTII MICI

    "Imagine uma adega com centenas de quilómetros de corredores cheios de vinho, alguns milhões de garrafas, milhares de hectolitros em barris, centenas de safras, dezenas de variedades, um subterrâneo tão grande que apenas pode...

  • 310

    Technology

    Ago 1, 2017

    O REI DA SEGURANÇA DOMÉSTICA

    O mundo não é, de forma alguma, um lugar seguro. Quer viva num apartamento no 12º piso ou numa grande vivenda na zona rural, vai sentir-se muito mais seguro depois de instalar um destes.

  • enko-running-shoes-7

    Sport

    Ago 1, 2017

    EM FORMA SEM LESÕES

    Praticar vários desportos, com a intenção de estar em forma e saudável, é quase obrigatório, por estes dias. As pessoas parecem ter muitos cuidados e preocupam-se bastante com a sua qualidade diária de vida e também a do futuro.

    ...


  • 827cef85aa6c3c07b431ec817ae90cf8

    Science & Nature

    Ago 1, 2017

    TRIGO DOURADO

    A geóloga Tshiamo Legoale, cientista sul-africana com meros 27 anos de idade, afirma que as estatísticas indicam que a África do Sul possui cerca de 17,7 milhões de toneladas de refugo de minério de ouro, ou seja, embora o ouro...

  • Diane-Van-Furstenberg-10099DVFSVABB_A1

    Luxury & Fashion

    Abr 1, 2017

    O MUNDO EM COLLANTS

    Lisos, com laços, bolas ou em renda, rasgados, de rede, brilhantes, opacos ou transparentes, com ou sem ligas, de descanso, push up ou especiais para grávidas, os collants são hoje uma peça de vestuário indispensável, que...

  • parrilla

    Food & Beverage

    Mar 1, 2017

    GASTRONOMIA DO URUGUAI - UMA DELICIOSA SURPRESA

    Tido muitas vezes como um continente de desequilíbrios, a América do Sul guarda ainda muitas pequenas maravilhas quase inexploradas. É o caso do segundo menor país deste continente, o Uruguai. É um dos países mais desenvolvidos...


  • 1. Fashion-Perfecto-Story Of An Icon

    Luxury & Fashion

    Fev 1, 2018

    HISTÓRIA DE UM ÍCONE

    Foi criado para o emergente grupo social de motociclistas, em 1928, e surgiu suportada pela força das grandes marcas de motos. Harley, Norton, Triumph, Indian, e até as japonesas Honda, Yamaha e Suzuki se "colaram" a este casaco...

  • 2015_nyar_mainpage_ger

    Science & Nature

    Abr 1, 2016

    Com Uma Ajudinha dos Meus Cães

    Os cães são companheiros do Homem há milhares de anos. Várias descobertas arqueológicas mostram que esta relação existe há, pelo menos, 26.000 anos. Exemplo disso, são dois rastos de pegadas encontradas laldo a lado, correspondentes a...

  • Sweet Cuba

    Food & Beverage

    Jan 31, 2016

    Doce Cuba

    Em 2011, o Governo de Cuba criou uma empresa estatal para gerir todos os activos ligados à produção açucareira. Hoje, a AZCUBA produz, refina, embala e exporta o açúcar de alta qualidade da ilha caribenha.