Mecanica e Locomoção

Dez 1, 2016

HYPERLOOP ONE - REALIDADE SURREAL

A ideia original de Elon Musk (apresentada pela primeira vez em 2013, pelo patrão da tecnológica americana, Tesla), que parecia uma visão futurista e inatingível, ganha forma nas áridas paisagens de Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, enquanto no deserto do Nevada, nos Estados Unidos da América (EUA), prosseguem os testes de propulsão. A ideia original é um misto de ficção e física aplicada.

O vídeo de apresentação mostra um homem-de-negócios que está em Abu Dhabi e que, dentro de uma hora, terá de percorrer 160 quilómetros até à cidade de Dubai, Emirados Árabes Unidos, para estar presente no aniversário da mãe: ele sai, demora imenso tempo num percurso curto de automóvel e, depois, já no Hyperloop, percorre os tais 160 quilómetros, em menos de 12 minutos!

Parece-lhe surreal? Pois acredite que está mais perto da realidade do que imagina.

Na verdade, já vimos isto em filmes de ficção científica. Fora da órbita terrestre, onde nada existe e que convencionámos chamar vácuo, uma pequena propulsão pode catapultar um astronauta a dezenas de milhares de quilómetros.

É isso mesmo que o patrão da Tesla e da Space X pretende com este projecto. Trata-se de um sistema de transporte em cápsulas, de passageiros e carga. Estas cápsulas movimentar-se-ão dentro de tubos metálicos estanques, com uma pressão controlada e particularmente baixa.

Uma parte deste conceito inovador baseia-se nos comboios de alta velocidade japoneses, em que a carruagem é suspensa para evitar o contacto com os carris, reduzindo assim os níveis de atrito e aumentando a velocidade. Com a diferença de que nestes comboios, as carruagens são suspensas por levitação magnética, utilizando depois a polarização do sistema magnético para a propulsão da carruagem; enquanto que neste projecto, as cápsulas vão flutuar através de um ™colchão de ar∫: um jacto constante e pressurizado que fará suspender a cápsula, enquanto os potentes motores eléctricos propulsionam a cápsula através dos tubos metálicos de baixa pressão.
Os testes, entretanto efectuados no deserto do Nevada, EUA, revelam números fabulosos. As cápsulas de transporte serão capazes de passar do zero aos 100 km/h em apenas 1.1 segundos, e poderão atingir a velocidade máxima de 1220 km/h, bem maior do que a da maioria dos aviões de transporte de passageiros.

O fundador da Hyperloop One, Shervin Pishevar, revelou recentemente que em 2020, este sistema de transporte vai ser uma realidade num ou mais locais em todo o mundo, e que os testes com protótipos à escala natural decorrerão durante o ano de 2017, na pista onde já decorrem os testes de propulsão, no deserto do Nevada.

A ideia inicial seria manter os tubos em estado de vácuo absoluto para eliminar a resistência ao ar e atingir maiores velocidades. Contudo, esta ideia foi colocada de lado, uma vez que isso traria imensas dificuldades na regulação do vácuo e qualquer invasão de ar poderia inutilizar todo o sistema.

Este transporte não requer maquinista ou condutor, uma vez que as cápsulas serão operadas pelo complexo sistema de controlo de pressão de ar, acelerando ou travando à medida que se aumenta ou diminui a pressão dentro dos tubos.

Este meio de transporte não pretende ser uma alternativa ao sistema de metropolitano subterrâneo, uma vez que os tubos de transporte se encontram à superfície e não na terra. E também porque o Hyperloop está mais vocacionado para cobrir grandes distâncias em curto espaço de tempo, e não tanto para fazer pequenas ligações dentro das cidades.

A alimentação da parte eléctrica do sistema faz-se através dos painéis solares instalados junto aos tubos metálicos.

Segundo as empresas que desenvolvem actualmente o Hyperloop, o custo médio de uma viagem neste sistema rondará os 20 e os 30 dólares (entre 20 e 30 euros) para o transporte de passageiros.

Bem menos agradável é a estimativa de custos para a instalação de todo o sistema. A primeira rota proposta para a construção de um percurso de Hyperloop pretende ligar Los Angeles e São Francisco, EUA, num total de 600 quilómetros, e terá um custo estimado de 7,5 mil milhões de dólares (sete mil milhões de euros), considerando a possibilidade de transportar também veículos. Este valor ficaria ™apenas∫ pelos 6 mil milhões de dólares (5,6 mil milhões de euros), caso seja considerada a alternativa de só transportar passageiros.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • p8mgz2l0eqoepthv3pkl

    Technology

    Mai 1, 2016

    UM NOVO TIPO DE PROJECTOR

    Criado pela startup chinesa XGIMI, o "Z4 Aurora" poderá ser o centro de entretenimento do futuro. Carregado de tecnologia e capaz de debitar vídeo de alta qualidade com som Harman/Kardon, este dispositivo pequeno, leve e muito impressionante,...

  • income-996554

    Luxury & Fashion

    Jun 1, 2016

    A INDÚSTRIA DA ALTA COSTURA HI-TECH

    Seis pessoas, 600 horas, 30 baterias em miniatura e outras tantas luzes LED, foi a logística necessária para criar o vestido de alta costura que a actriz Claire Danes usou na "Met Gala", no passado dia 3 de Maio, em Nova Iorque,...

  • Technology

    Out 1, 2015

    Tecnologias de Futuro - Ouça tudo

    Usar auriculares é uma excelente forma de ouvir a sua música ou livro áudio sem ser incomodado. O utilizador é o único que consegue ouvir o som, mas isso pode colocá-lo à parte de tudo o resto que acontece à sua volta. Mas, e...


  • 02

    Lifestyle & Travel

    Fev 1, 2017

    O AMOR EM TEMPOS DE TINDER

    No mês em se celebra o "Dia de S. Valentim" ou "Dia dos Namorados", como também é conhecido o dia 14 de Fevereiro, reflectimos sobre a forma como hoje as pessoas se relacionam e conhecem. Longe vai o tempo do namoro à janela,...

  • Award-of-Excellence,-6th-International-Fiber-Art-Biennale,-2010,-China

    Home & Design

    Jun 1, 2016

    THE LIVING TREASURE OF PERU

    Legends, rituals, stories, myths, symbols, totem animals, iconography of ancestral cultures, absorbed and represented in the form of contemporary visual arts. Tapestries, replenished by generous vivid colour palettes and mysterious plots...

  • solar1

    Business & Industry

    Dez 1, 2016

    PINGOS DE CHUVA GERAM ENERGIA

    A energia solar é uma das soluções e apostas globais para a produção de eletricidade com baixo impacto ambiental. No entanto, este método depara-se ainda com alguns entraves, como a baixa produção em dias nublados ou chuvosos....


  • 348262_1_800

    Lifestyle & Travel

    Jul 1, 2017

    ACAMPAR (REALMENTE) JUNTOS

    Acontece a todos os amantes de campismo. Quando finalmente acabam de montar a mesma tenda que têm há mais de dez anos, acham-na demasiado pequena para arrumar todas as inutilidades que se lembraram de levar.

  • 11c91a486542ec03_565A4641.xxxlarge_2x

    Home & Design

    Ago 1, 2017

    VIDA MINIMALISTA

    Com certeza, já teve a sensação de que, durante a sua vida acumulou coisas demais. Algumas até, que usou muito raramente (ou vez nenhuma) e que apenas se foram empilhando e gerando confusão.

  • 14279036_127247534397015_777594915_n

    Helthcare & Wellness

    Abr 1, 2017

    UMA LUVA QUE DEVOLVE A FORÇA À MÃO

    Depois de ter chegado à final do "Microsoft Imagine Cup", com o protótipo de uma luva que devolve a força à mão e que permite levantar objectos até 40 quilos, a NUADA, é uma das startups do momento.