Research & Education

Abr 1, 2017

MOONTOPIA - CABEÇA NA LUA

Quase cinquenta anos após o sucesso da Apollo 11, a primeira vez que o homem andou na Lua, a Corrida Espacial ainda apenas começou. O século XXI, tem trazido novos horizontes para a conquista do espaço, como o Homem sempre sonhou.

E ainda mais conceitos são acrescentados diariamente. Recentemente, a NASA (National Aeronautics and Space Administration), apresentou novas descobertas sobre sete novos exoplanetas em órbita de uma estrela, muito idêntico ao nosso Sol. Os cientistas acreditam que todos têm condições ideias para se encontrar água e, assim, suportar vida como a conhecemos.

Mas, para já, toda a atenção está focada na Lua. O pequeno satélite da Terra foi exaustivamente explorado entre os anos 1969 e 1972. Desde 1972, contudo, mais nenhum homem aterrou ou andou em solo lunar de novo.

No ano passado o Buckminster Fuller Institute, em Brooklyn, Nova Iorque, Estados Unidos, promoveu um concurso aberto a arquitectos, designers e académicos, no sentido de procurar ideias inovadoras para criar uma comunidade auto-suficiente de humanos na Lua.

De acordo com o brief: "desta vez, contudo, estamos cansados de apenas andar... o que queremos é habitar".

Deste concurso resultaram cinco visões interessantes sobre arquitectura lunar.

TestLab

A ideia central do projecto vencedor, de Monika Lipinska, Laura Nadine Olivier e Inci Lize Ogun, é colonizar o satélite gradualmente, através de processos de impressão em 3D e auto-montagem. As estruturas de fibra de carbono são baseadas no Origami, e seriam montadas por astronautas nas fases inicias, abrindo possibilidades para o turismo espacial enquanto a colónia estabiliza. Incluiria várias camadas de protecção com a finalidade de criar condições sustentáveis. Parece um pouco compacto, no entanto, portanto não seria de esperar muito da vista a partir do interior.

Momentum Virium

Em segundo lugar, ficou o projecto de Sergio Bianchi, Jonghak Kim, Simone Fracasso e Alejandro Jorge Velazco Ramirez. Parece-se muito com um satélite e a ideia que o sustenta seria a exploração dos recursos da Lua sem os danificar. Por isso, em vez de construir uma estrutura directamente em solo lunar, este habitat ficaria preso a ela com um cabo. O projecto submetido a concurso, também avança ideias para o desenvolvimento futuro da "estação".

Modulpia

Este projecto foi votado como favorito do público, através de uma votação online. Desenhado por Alessandro Giorgi, Cai Feng e Siyuan PanEsteban Analuiza, apresenta uma estrutura modular, baseada no modelo em poliedro Weair-Phelan. Foi desenhado para ser um grupo de módulos com base de betão. Estes módulos seriam feitos de betão sulfuroso, utilizando os próprios recursos lunares, localizados sob a superfície, aproveitando as crateras lunares como camadas protectoras para temperaturas extremas ou detritos espaciais.

Platinum City

Muito parecido com algo saído do cenário de "Metropolis", de Fritz Lang, o projecto de Sean Thomas Allen propõe conceder habitação para 3.000 cidadãos lunares. É a primeira de seis menções honrosas do concurso. Seria uma colónia para uma comunidade de mineração de asteroides, e proporcionaria também possibilidades para turismo espacial.

Upside Down

A segunda menção honrosa foi para o projecto desenhado por Ryan Tung Wai Yin, Ho Wing Tsit Teresina e Joshua Ho. E porque é este projecto da maior importância? Porque ele fornece um conceito para exploração interplanetária e subsequente colonização. Seria uma etapa de passagem e teste para os habitantes ganharem experiência antes de se deslocarem para as colónias em Marte.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Cerveja006

    Science & Nature

    Abr 1, 2017

    CERVEJEIRA DB - DA AREIA AO VIDRO À AREIA

    As cervejeiras DB da Nova Zelândia, que em 2015 já se tinham tornado conhecidas graças ao reaproveitamento que faziam das leveduras que sobravam após a fermentação da cerveja para criar biodiesel, voltam à carga com uma inovação ecológica...

  • dot-watch-8-1

    Technology

    Abr 1, 2017

    DOT WATCH - SENTIR AS HORAS

    Para quem está a ler, neste momento, esta revista, este é um exercício normal que, aparentemente, não exige nenhum esforço especial, para além de manter os olhos abertos e descodificar graficamente letras agregando-as em palavras.

    ...

  • Tim-Bengel-Schlossplatz-Stuttgart-2015

    Culture & Art

    Ago 1, 2017

    AREIAS DOURADAS

    Quando se atinge uma certa idade, começamos a pensar que já vimos de tudo na vida. Podemos até pensar que não existe mais nada para criar ou para realizar de forma diferente. E depois há estas súbitas surpresas. Belas surpresas.

    ...


  • 4wr3BQJ

    Home & Design

    Abr 1, 2017

    YOSEGI-ZAIKU - A ARTE YOSEGI

    Descobrimos a arte Yosegi, linda e curiosa, esta técnica japonesa de "parquet" consiste em dispor a madeira no chão, formando padrões. Para o conseguir, colam-se pedaços de madeira de diferentes cores num bloco compacto, que é depois...

  • Chipre1

    Lifestyle & Travel

    Abr 30, 2018

    SONHAR COM O VERÃO

    E se, em 2018, viajasse pelos cinco cantos do mundo? É difícil eleger os locais mais bonitos, mas preparámos uma lista com cinco destinos ricos em história, cultura e paisagens únicas que não vai querer perder!

  • c0b3fe9d8db2be5ec1c3b228963b0131_original

    Mecanica e Locomoção

    Ago 1, 2017

    LIVRE PARA ANDAR

    O Verão está de volta ao hemisfério norte e isso significa menos roupas, mais tempo de lazer ao ar livre em praias e campo, libertar-se do sufocante vestuário de Inverno e do calçado pesado.


  • 1worldsteel---Seong-Joon-Cho

    Business & Industry

    Mai 1, 2016

    MALAIAS PREFEREM FORNECEDORES INTERNOS DE AÇO

    A Malásia é, actualmente, o quarto maior importador de aço de todo o sudeste asiático, tendo a República Popular da China como principal fornecedor. A China é igualmente, seguida pelo Japão e pelos Estados Unidos da América...

  • African Cement

    Business & Industry

    Dez 31, 2015

    Cimento Africano

    A AfriSam é o fornecedor líder de materiais de construção e soluções técnicas de alta qualidade. Os seus cimentos, betão pronto e argamassas têm vindo a fazer contribuições significativas ao desenvolvimento infraestrutural...

  • 1

    Luxury & Fashion

    Mai 1, 2015

    These shoes were made for comfort.

    In  1774, Germany, Johann Adam Birkenstock began the long line of shoemakers that would introduce comfortable walking to the world. 2To this day, the brand continues to base it's innovation in his ideal, offering many diferent styles...