Science & Nature

Nov 1, 2016

CIDADES FLUTUANTES: UM MUNDO NOVO

O Instituto de Seasteading (The Seasteading Institute – TSI, em inglês), criado em 2008 pelo engenheiro de software da Google, Patri Friedman (neto do economista Milton Friedman), e Wayne Gramlich, presidente da Homebrew Robotics Club de Silicon Valley, com o apoio de Peter Thiel, bilionário capitalista de risco e co-fundador da PayPal, estão a desenvolver uma cidade flutuante que poderá ser um povoado permanente e politicamente autónomo.

<

Seasteading é um conceito de habitações permanentes no mar, chamadas seasteads, fora dos territórios reivindicados pelos governos, e que podem ser paquetes modificados, plataformas antiaéreas desativadas ou ilhas flutuantes personalizadas. O objectivo é facilitar o estabelecimento de comunidades móveis autónomas, maximizando a liberdade de empreendedorismo, e criando assim as primeiras nações que, para além de não atacarem outras comunidades, recebem todos os povos num espaço que pode designar-se como o "Próximo Novo Mundo" – uma espécie de primeiro estado autónomo no qual se pode testar a construção de novos tipos de sociedade.

O desenvolvimento deste projecto é ainda sensível do ponto de vista governamental, na medida em que mexe com a eventual perda do monopólio dos tradicionais governos dos países, cujos sistemas são, por vezes, referidos como obsoletos, e não têm capacidade para responder aos desafios, criatividade e inovação do século XXI.

A filosofia do grupo pode ser descrita em poucas frases: "Enriquecer os pobres. Curar os doentes. Alimentar os Famintos. Limpar a Atmosfera. Restaurar os oceanos. Viver em equilíbrio com a Natureza. Usar energia sustentável. Acabar com as guerras". Para Randolph Hencken, director executivo do TSI, «Todas as terras têm dono, o oceano é o nosso último lugar na Terra».

A equipa composta por biólogos marinhos, engenheiros náuticos, agricultores aquáticos, advogados marítimos, investidores, ambientalistas e representantes de outras profissões, planeia construir seasteads para albergar quintas de aquacultura, centros de saúde flutuantes, ilhas de investigação médica e centrais eléctricas sustentáveis. As principais áreas de investigação são: engenharia, negócio, jurídica & política.

São já mais de mil, as pessoas que enviaram donativos para o Instituto, e centenas voluntariaram-se para a fazer parte da experiência. Para além do apoio financeiro de Thiel, que investiu perto de 1,7 milhões de dólares no projecto, o Instituto espera angariar dinheiro de alguns investidores, futuros residentes e grupos interessados na indústria marítima. O custo inicial da construção é de aproximadamente 30 milhões de dólares, e cada plataforma adicional custará cerca de 15 milhões de dólares. Em 2013, a organização angariou mais de 27 000 dólares através de uma campanha de crowdfunding, apoiada por 291 pessoas, e este dinheiro reverteu imediatamente para o "Projecto da Cidade Flutuante", da empresa de design norueguesa DeltaSync.

No entanto, o projecto foi considerado utópico, e fortemente criticado em Silicon Valley, onde estas ambições foram consideradas demasiado loucas, elitistas e extravagantes a nível financeiro para gerarem resultados reais, fora a complexidade das questões legais e de impostos. No meio empresarial de Silicon Valley, seria muito mais fácil comprar uma porção de terra ou mesmo uma ilha do que concretizar o projecto.

A equipa tem, contudo, uma nova inspiração – trata-se de uma cadeia de 130 ilhas, situado na Polinésia Francesa, com ligação aérea a Los Angeles, em apenas oito horas.

Segundo as pesquisas efectuadas pelos especialistas envolvidos no projecto, a Polinésia tem um cabo de fibra óptica subaquático com capacidade para albergar uma nova comunidade de residentes e trabalhadores.

Para além disso, a subida do nível das águas ameaça a própria existência da Polinésia, o que torna a proposta muito apelativa para o governo local. Nesse sentido, estes visionários planeiam associar-se a uma "nação hospedeira", estimando que seriam precisos 225 milhões de dólares para a construção das ilhas, e oito milhões anuais para as manter em funcionamento. Se tudo correr como planeado, este projecto avança já em 2017, e tem data prevista de conclusão em 2020.

A planta desta nova cidade consiste em duas ou três plataformas, com uma área aproximada à de meio campo de futebol, e com capacidade para 30 pessoas. Se o programa piloto for bem-sucedido, serão acopladas mais plataformas. A ideia é de que as ilhas providenciem também espaço e recursos para construção, enquanto se desenvolve um memorando de compreensão para cimentar a intenção do governo de trabalhar com o Instituto de Seasteading, e dar início a legislação que autorize o desenvolvimento do seastead.

Contacts – Contactos:

http://www.seasteading.org/

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • epo15_Jonkers-0322_9F0C9396E8DC4F75A713C3D05913F5AB

    Science & Nature

    Jun 1, 2017

    Um salto tecnológico

    Edifícios e estruturas que podem, por magia, regenerar por completo as rachas causadas pela pressão, mudanças de temperatura ou humidade? O que era um cenário de ficção científica apenas há alguns anos é já uma realidade...

  • 348262_1_800

    Lifestyle & Travel

    Jul 1, 2017

    ACAMPAR (REALMENTE) JUNTOS

    Acontece a todos os amantes de campismo. Quando finalmente acabam de montar a mesma tenda que têm há mais de dez anos, acham-na demasiado pequena para arrumar todas as inutilidades que se lembraram de levar.

  • null-stern-hotel-switzerland-alps_dezeen_1568_4

    Lifestyle & Travel

    Jun 1, 2017

    DORMIR COM AS ESTRELAS

    Sem paredes nem telhados, os quartos de hotel, que lhe mostramos na presente edição da Your VIP Partner, têm uma vista privilegiada para o céu, mais propriamente o céu dos Alpes suíços – chama-se Null Stern e é mais do que...


  • BauhausType

    Culture & Art

    Mar 1, 2017

    A HISTÓRIA DA BAUHAUS - UTOPIA, TEORIA, DESIGN

    Nascida das cinzas da Primeira Guerra Mundial, ainda hoje não se pode contornar a importância que os seus 14 anos de existência trouxeram ao mundo, sob um conceito radical para a época: re-imaginar todos os materiais do mundo...

  • 2_10_17acapulco3

    Luxury & Fashion

    Abr 1, 2017

    ADIDAS ACAPULCO - WALK THIS WAY

    Quem se lembra de Run DMC? E de Stan Smith? E quem não conhece a Adidas? O que têm em comum a famosa marca das três faixas e os nomes acima mencionados? Os gloriosos anos 80.

  • PrimarySchool5

    Culture & Art

    Jul 1, 2017

    ARQUITECTURA SUSTENTÁVEL

    Diz-se frequentemente que, depois de ir a África, nunca mais se é o mesmo. É o continente mais genuíno do mundo. É por isso que a sustentabilidade é tão importante.


  • Carnival

    Lifestyle & Travel

    Fev 1, 2015

    The Best Parties in the World

    Carnival is a worldwide phenomenon, an outburst of tradition and joy that engulfs locals while providing photogenic entertainment for travelers lucky enough to crash the party.

  • Confael1

    Food & Beverage

    Nov 1, 2016

    A "DOLCE VITA" RUSSA DA CONFAEL

    Não é por falta de opções que hoje em dia é tão difícil escolher um presente. Pelo contrário, com a abundância de coisas giras acessíveis a todos nas lojas, tornou-se muito difícil surpreender alguém com um presente.

    ...

  • Business & Industry

    Set 1, 2015

    The best hotels demand the best equipment

    Miko Hotel Services provides the best hospitality equipment in Russia and has provided the best hotels in the country with its top products.