Technology

Dez 31, 2015

Estradas Que Produzem Energia

Estradas que produzem energia? Porque não? O conceito está provada, e os próximos anos irão testemunhar um aumento neste tipo de projectos urbanos. A Holanda construiu um protótipo de uma ciclovia de 70 metros, e os resultados, até agora, prometem.

<

No seu primeiro ano em funcionamento, a ciclovia instalada em Krommenie, uma cidade a Norte de Amsterdão, já produziu 3000kW/h, suficiente para alimentar uma casa durante um ano inteiro. Os painéis solares nesta via de teste nos Países Baixos provaram que o conceito funciona, e as estradas podem vir a tornar-se produtoras de energia, embora vários especialistas defendam que o facto de os painéis não poderem ser direccionados directamente para o sol leva a uma redução de 30% a nível de produção.

Os cientistas ainda estudam os números por trás desta primeira experiência, mas estão optimistas no que toca ao futuro das vias solares.

A tecnologia é acessível, mas os custos ainda são uma questão. A ciclovia holandesa de 70 metros veio com um custo de 3,7 m€. Quantas mais estradas houverem, mais o preço reduzirá, tornando-as menos dispendiosas. Depois de traduzidos os dados de produção de energia até agora, cada metro quadrado de via iria gerar 70kW/h, anualmente.

Melhor do que esperado

A via solar holandesa está a ser aclamada como um sucesso, isto porque está a produzir muito mais energia do que inicialmente se esperava, ainda que os painéis não estejam direccionados ao sol, e há sombras, lançadas pelos carros e pessoas que passam por cima da via.

O sistema usado na cidade de Krommenie isa tecnologia desenvolvida pela SolaRoad, uma companhia holandesa local, e os seus criadores tencionam construir uma estrada mais, mas melhor testarem o conceito.

Os páineis solares usados nesta ciclovia estão acamados entre vidros, borracha de silicone e betão, e são suficientemente fortes para suportarem camiões de 12 toneladas sem sofrer danos. Cada painel individual liga a medidores inteligentes, que optimizam o rendimento e levam a energia directamente para o sistema de iluminação urbana.

Até agora, o único problema encontrado na ciclovia SolaRoad foi o acabamento, que dá atrito à superfície. Alguns troços perderam esta cobertura. É uma questão que os engenheiros têm que resolver antes da empresa entrar em produção total para o próximo projecto.

Conceito

O projecto da SolaRoad é o primeiro de muitos projectos, mas muitas empresas procuram a fórmula perfeita pera o deafio.

A ideia por trás da SolaRoad é simples: a luz solar que cai na superfície da via é absorvida pelas células solares e convertida em energia – a superfície da via actua como um grande painel solar. A electricidade gerada desta forma irá ter aplicações práticas na iluminação de rua.

A SolaRoad está a ser fabricada como lajes préfabricadas. Consistem de módulos de betão, de 2,5 por 3,5 metros, com uma camada superior translucida de vidro temperado, de cerca de 1 cm de espessura. Por baixo deste vidro, estão as células solares de silicone cristalizado. Esta camada superior revela imediatamente uma importante diferenca da superfície da estrada tradicional. Tem que ser translúcido para a luz solar, e repelir a terra o mais possível. Ao mesmo tempo, a camada superior tem ainda que ser resistente à derrapagem, e forte o suficiente para a sua superfície ser segura para circulação. Este é um dos desafios técnicos encontrados no projecto.

A ciclovia em Krommenie é o piloto para o sistema. A estrada é construída às peças, com o sistema pré-construido, montadas no local, facilitando o processo e acelerando a construção. Ainda é necessário desenvolver a tecnologia que permita a circulação nesta via de veículos de peso superior a 12 toneladas. As superfícies podem ainda ser usadas para cobrir espaço abertos, como parques de estacionamento, permitindo às grandes áreas comerciais usarem estes espaços para gerar energia, reduzindo a conta da luz.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • 170228111024-iran-abbasi-hotel-header-1400-1-2-super-169

    Lifestyle & Travel

    Mai 1, 2017

    O CONTO DE FADAS DA PÉRSIA

    A forma mais romântica de passar uns maravilhosos dias de primavera é visitando a florescente Pérsia. Os melhores meses de primavera no Irão são Abril e Maio. É a época mais agradável, quando as árvores estão cobertas de...

  • 74578418-4108-11e8-ab09-36e8e67fb996_1320x770_081421

    Research & Education

    Mai 31, 2018

    A MULHER POR TRÁS DO HOMEM

    Mulher e mãe de dois presidentes dos Estados Unidos, Barbara Bush teve um papel fundamental na sua família, na América e no mundo

  • Yara Birkeland 2

    Technology

    Jul 1, 2017

    AUTOMATIZAR, AUTONOMIZAR

    Está planeado que inicie actividade no final de 2018. A ideia é cumprir pequenos trajectos, ligando três portos, por entre os fiordes a Sul de Oslo, na Noruega.


  • Cerveja006

    Science & Nature

    Abr 1, 2017

    CERVEJEIRA DB - DA AREIA AO VIDRO À AREIA

    As cervejeiras DB da Nova Zelândia, que em 2015 já se tinham tornado conhecidas graças ao reaproveitamento que faziam das leveduras que sobravam após a fermentação da cerveja para criar biodiesel, voltam à carga com uma inovação ecológica...

  • Doha-Skyline-3

    Business & Industry

    Abr 13, 2018

    UMA NOVA ETAPA PARA O MÉDIO ORIENTE

    Infelizmente, falar de Médio Oriente traz muitas vezes associada a ideia de guerra e conflitos, pois esta região charneira entre o Ocidente e o Oriente ainda não encontrou uma situação completamente estável desde o fim do Império...

  • Prokudin-Gorskii-02

    Culture & Art

    Mar 1, 2017

    SERGEI MIKHAILOVICH PROKUDIN-GORSKY - UM HOMEM ESPECIAL

    A entrada de um novo século traz sempre motivações adicionais para experimentar e explorar novos mundos e novas técnicas. Algumas acabam por se mostrar vãs e até fúteis. Outras, contudo, provocam verdadeiras revoluções na...


  • seasteading1

    Science & Nature

    Nov 1, 2016

    CIDADES FLUTUANTES: UM MUNDO NOVO

    O Instituto de Seasteading (The Seasteading Institute – TSI, em inglês), criado em 2008 pelo engenheiro de software da Google, Patri Friedman (neto do economista Milton Friedman), e Wayne Gramlich, presidente da Homebrew Robotics Club...

  • Technology

    Mar 1, 2015

    The Seeds of Life

    Farmers feed the planet. The seeds they plant today will be the food we eat tomorrow. See how they face whatever comes their way. New Holland Tractors help them in that same challenge, in countries very far and different from each other. 

    ...

  • _MG_0221

    Food & Beverage

    Mai 1, 2016

    Ligando Lisboa ao Mundo

    A funcionar há um ano, a Lisbon Business Connections – LBC é uma plataforma de promoção empresarial da cidade de Lisboa, que tem na figura dos Conectores os principais embaixadores. A importância destes funde-se com a da LBC,...