Luxury & Fashion

Jan 31, 2016

Conduza o Luxo

Todos os anos, o mercado automóvel de luxo recebe novos modelos. Alguns dos maiores nomes da indústria têm sido o motor dos mercados, ao introduzir modelos que se tornaram icónicos e respeitados em todo o mundo. Mas aproxima-se nova concorrência.

<

É um facto que Audi, BMW e Mercedes – as marcas europeias campeãs de vendas de carros de luxo – criaram os padrões de indústria quando falamos deste tipo de veículos. Sabê-lo-á ao adquirir um deles. São um valor seguro, com garantias de durabilidade e um mínimo de problemas, que o conduzem a si e à sua família a qualquer destino alcançável por estrada. Mesmo os modelos mais recentes mantêm o seu charme ao tornarem-se mais desportivos e performativos. Quando os japoneses decidiram entrar no mercado, há algumas décadas, os primeiros modelos foram inspirados pelos homólogos europeus. Era o Velho Continente a ditar as modas. Após a criação do automóvel de luxo, pelas marcas britânicas Rolls-Royce e Bentley, foram os alemães que fixaram os padrões. No entanto, os japoneses refinaram o carro de luxo ao longo dos anos e os americanos estão a tentar apanhar a concorrência. Embora 2016 não seja um ano de inovações para os fabricantes europeus – as marcas tradicionais não anunciam grandes alterações à gama – está na altura de o mundo se espantar com a Lexus, engolir em seco com a Cadillac e ficar atónito com o novo e belíssimo Alfa Romeo.

Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio

Começando pelo Giulia, do fabricante italiano Alfa Romeo, o nosso primeiro olhar para o veículo é atraído para a fabulosa e curvilínea carroçaria. É como se os designers do "Centro Stile Alfa" – o quartel-general dos criativos da marca – tivessem olhado para uma mulher sumptuosamente bela no seu estúdio e diligentemente tivessem recriado todas as suas formas num carro de beleza extrema, que comporta toda a agressividade desportiva do "cuore sportivo" da Alfa. Após os modelos 8C e 4C, esta é, definitivamente, mais uma peça de arte.

Os motores combinam com o pedigree desportivo que o Giulia expõe. Desde o menos potente motor 2.0 litros com seis cilindros em linha capaz de debitar 276 cavalos, até ao 2.9 litros V6 de 505 cavalos derivado do Ferrari 488GTB, é fantástico observar o novo modelo. Mas, e quanto a conduzi-lo?

A Alfa alega que o topo de gama, o Quadrifoglio, consegue chegar dos 0km aos 100km/hora em 3,8 segundos, uma velocidade máxima de 307km/hora, e uma volta a Nordschleife em 7:39 minutos – o que o torna mais rápido em Nurburgring que o vizinho 430 Scuderia da marca de Maranello. Impressionante? Sim, é. Até para um Alfa Romeo, o que o coloca na concorrência directa com um BMW M3.

O tejadilho, capot, eixo de transmissão, e as ajudas aerodinâmicas à frente e atrás são construídas em fibra de carbono. Por baixo da carroçaria, todos os componentes trabalham em conjunto evitando acumulação de massa. No Quadrifoglio, até os pára-choques, pinças de disco monobloco Brembo e outros elementos da suspensão são feitos em fibra de carbono.

Cadillac CT6

A Cadillac decidiu fazer um regresso a sério ao mercado dos sedans de luxo, após vários anos concentrados em SUV e carros familiares. A marca decidiu voltar às suas origens e conceber um sedan de luxo a partir do zero, destinado a combater a BMW e a Mercedes no seu próprio território. Finalmente um Cadillac dirigido à Europa – livre dos constrangimentos dos patrões americanos sobre como deve ser um carro de luxo.

O design do CT6 está em linha com outros modelos da marca. Formas angulares, design limpo, janelas de grande dimensão e partes cromadas que lembram a proveniência da marca.

Um carro grande, com imenso espaço interior, pode ser preenchido com todo o tipo de engenhocas e electrónica para espantar qualquer viajante. De facto o esforço colocado na criação do CT6 inclui uma nova plataforma – a Omega, que será usada noutros veículos futuros da GM –, Active Chassis System com direcção traseira e amortecedores magnéticos. Tudo isto destinado a tornar a viagem mais confortável e fácil que a concorrência. Quanto a aparelhos electrónicos, o novo modelo tem um sistema de redução de perigo para peões, visão nocturna, câmara traseira no espelho retrovisor, carregamento sem-fios de telemóveis, ecrã táctil e touchpad e sistema de entretenimento para os bancos traseiros, além de um sistema de ar-condicionado de quatro zonas.

Para a marca, o Cadillac CT6 introduz mudanças em todos os aspectos do design e engenharia, até nos motores. Pela primeira vez um sedan de luxo de uma marca da GM não será equipado com um motor V8. De facto, serão disponibilizados três motores: um 2.0 litros com quatro cilindros e 265 cavalos; V6 3.0 litros bi-turbo a debitar 400 cavalos e um V6 de injecção direta aspirado naturalmente, capaz de desenvolver 336 cavalos. Os modelos com motores V6 serão equipados de base com um novo sistema activo de tracção integral que reencaminha 40% da potência para as rodas da frente em condições normais, tem um modo de Inverno com potência dividida 50/50 e um modo desportivo que aloca 70% da potência para as rodas traseiras.

Lexus LC 500

Do Japão chega um dos automóveis mais bonitos já anunciados para 2016. O novo Lexus CT é um coupé de luxo como nenhum outro na indústria. É o luxo redefinido num carro de elevadas prestações. Um tributo aos grandes modelos GT que originaram na Toyota – empresa-mãe da Lexus – ao longo dos anos, e o corolário de toda a tecnologia introduzida no altamente exclusivo Lexus LFA.

O LC 500 é o primeiro Lexus a usar a nova plataforma de luxo para veículos com tracção traseira, algo que não partilha com nenhum modelo actualmente, mas que o fabricante quer tornar padrão nos seus novos carros do segmento superior. Esta plataforma tornar-se-á a base de desenvolvimento para futuros veículos com motor dianteiro e tracção traseira. Num esforço para aperfeiçoar o comportamento do carro, os engenheiros do LC 500 concentraram-se nos fundamentos da plataforma ao colocarem a maior parte do peso, incluindo o motor e os ocupantes, numa zona central e rebaixada no chassis para melhorar o centro de gravidade.

A potência entregue às rodas traseiras do LC 500 é controlada por um conjunto novo e bem equilibrado de componentes que aumentam a força passada às rodas. O coração do novo modelo deriva do já provado motor 5.0 litros V8 de altas rotações, que se pode encontrar nos modelos RC F e GS F. Este V8 sem turbo foi escolhido pela sua resposta de aceleração suave e linear, bem como pelo seu som emocionante. O motor em alumínio, com 32 válvulas, debita 467 cavalos e um torque de 527Nm. O novo motor é construído para ser durável e leve, com bielas endurecidas e válvulas de titânio que permitem ao motor brilhar em alta rotação.

Este coupé topo de gama estreará o novo pacote multimédia da Lexus, que integra um software actualizado e mais flexível, e permitirá melhoramentos futuros e uma interface gráfica. Os ocupantes terão ainda uma impressionante experiência sonora dentro da carroçaria: além do sistema para audiófilos da Mark Levinson, um novo sistema premium da Pioneer será integrado como equipamento de série. Os engenheiros da Pioneer trabalharam em conjunto com os designers e engenheiros do LC 500 para aumentar as prestações de som dentro do veículo, estudando o ambiente acústico e introduzindo mudanças estruturais para aumentar a performance sonora.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • IMG_4878_1950x

    Helthcare & Wellness

    Abr 21, 2018

    MÁS VIBES, BOAS VIBES

    Claro! Andar de bicicleta em vez do carro e até mesmo um transporte público, é uma boa atitude para a sua saúde pessoal e comum. Certifique-se apenas que o faz da forma certa

  • 1. Technology-Remarkable-Your Paper, Digital

    Technology

    Fev 1, 2018

    O SEU PAPEL, DIGITAL

    Todos nós nos habituamos, desde os tempos da escola e da faculdade, a tomar notas em papel. Seja em conferências, reuniões de trabalho ou workshops, era quase omnipresente a utilização de blocos de notas em vários formatos e...

  • 4

    Technology

    Out 31, 2018

    ECRÃS FLEXÍVEIS ROYOLE

    "Muitas vezes é o caso de avanços tecnológicos, que são de alguma forma interessantes, mas depois passam muito tempo na fase de protótipo. Os detalhes costumam ser complicados, mas a Royole mostrou algumas telas flexíveis...


  • 1

    Culture & Art

    Out 12, 2018

    OS MARRETAS

    Não importa a idade ou a geração, o que é facto é que todos nós conhecemos as marionetas de peluche que ganharam vida e encheram o imaginário de muitos fãs. Divertidos, diferentes e até um pouco inconvenientes, estes bonecos...

  • Depositphotos_28058841_xl-2015

    Business & Industry

    Mai 1, 2017

    O CAMINHO DO SUCESSO

    Em pleno século XXI e com todos os avanços científicos e tecnológicos a ocorrer quase a ritmo diário, torna-se imperiosa uma actualização regular de conhecimentos, procedimentos e técnicas envolvidas na função essencial...

  • quinoa

    Helthcare & Wellness

    Abr 1, 2017

    QUINOA - O OURO DOS INCAS

    O Império Inca foi o mais amplo e mais longo da América do Sul da era pré-hispânica, estendendo-se pela costa do Oceano Pacífico desde o sudoeste da Colômbia, Equador, Perú, Bolívia, Chile e Argentina, entre o ano 1438 e até...


  • 1. Kendo-Buddhist-Spirit

    Sport

    Nov 1, 2017

    ESPÍRITO BUDISTA

    A arte marcial japonesa criada no século XIV é hoje um desporto de alta competição e uma arte puramente exibicional. Mas tempos houve em que, conhecer e manejar bem uma espada, podia estabelecer a linha entre a vida e a morte.

    ...

  • 1

    Luxury & Fashion

    Jul 1, 2015

    Golden Sea of Amber

    Amber, the Gold of the North. It is the fossilized resin of pre-historic trees. These segregated the resin, the resin hardened, becoming more resistant, and when the Baltic Sea formed, it took them for a ride. Today they still wash up...

  • bernard-Gagnon

    Luxury & Fashion

    Jul 1, 2015

    Salt of beauty

    The wonderful properties of the Dead Sea products are known to world for thousands of years. Using Dead Sea products becomes more and more popular because of the new developments and the new researches which show the benefits of Dead...