Culture & Art

Jun 1, 2017

FAÇA CHUVA OU FAÇA SOL

São guardas chuvas, mas de papel. Parecem resultar de uma técnica avançada de origami, mas na verdade é uma técnica bem diferente, também proveniente do Japão. 

<

Cada wagasa é feito a partir de materiais renováveis, entre os quais se destacam o bamboo, madeira de ego, corda, cola e washi, papel tradicional japonês. Este papel é a grande evidência na distinção para com os chapéus de chuva ocidentais. Diferenciam-se também pela produção manual – que pode demorar vários meses – ou pela quantidade de varetas que suportam a cobertura; enquanto o chapéu ocidental tem cerca de oito, este chapéu tradicional japonês pode ter entre 30 a 40 varetas. 

Desengane-se se pensa que o wagasa é inútil em dias de chuva, além do papel próprio ao efeito, é ainda fortificado e transformado à prova de água com persimmon, óleo de linhaça e óleo de madeira.     

Embora se tenha tornado célebre na cultura japonesa, o wagasa é proveniente da China, chegando ao Japão pelo uso em cerimónias budistas, uma tradição que remonta ao século VI. À época usado apenas entre membros privilegiados da sociedade, acreditava-se que oferecia proteção, não só do sol e da chuva, como ainda de maus espíritos.    

Existem vários tipos das vulgarmente chamadas sombrinhas japonesas: bangasa, preparada para a chuva; janome, que se distingue pelo padrão a partir do olho de cobra; nodategasa, com maiores dimensões, semelhantes a um guarda sol; e maigasa, indicado para as danças japonesas, mas não para a chuva.  

Apesar do importante papel ocupado na cultura do Japão, a produção do wagasa tornou-se cada vez menor, tendo o seu lugar sido tomado pelo chapéu ocidental, mais resistente e barato e, por isso, mais conveniente.

Em Quioto, capital do Japão durante largos anos, existem vários locais onde é possível adquirir um wagasa, mas apenas um estabelecimento continua fiel ao kyo-wagasa, um modelo exclusivo desta cidade. A loja Hiyoshiya apresenta os modelos icónicos dos wagasa originais e, em simultâneo, responde à concorrência, aliando a beleza do papel washi à decoração e desenvolveu um sem número de candeeiros que remetem em boa medida ao chapéu tradicional.

Os próprios wagasa têm vindo a tomar um papel proeminentemente decorativo, o que levou já artistas a dedicarem-se à sua criação para fins decorativos, que passa pela elaboração de padrões irreverentes na cobertura do chapéu ou mesmo de suportes que, uma vez mais, aliam a iluminação à sombrinha e, através da cor e textura do papel, tornam a luz única.    

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Zinco03

    Business & Industry

    Ago 1, 2017

    Gronelândia: A Derradeira Jazida de Zinco

    A Ironbark está actualmente a desenvolver três projectos na Gronelândia, destacando-se de longe a prospecção da mina de zinco e chumbo em Citronen. A multinacional australiana começou a aprofundar o projecto para a exploração...

  • 2_10_17acapulco3

    Luxury & Fashion

    Abr 1, 2017

    ADIDAS ACAPULCO - WALK THIS WAY

    Quem se lembra de Run DMC? E de Stan Smith? E quem não conhece a Adidas? O que têm em comum a famosa marca das três faixas e os nomes acima mencionados? Os gloriosos anos 80.

  • MokshJewellery002.jpg__1536x0_q75_crop-scale_subsampling-2_upscale-false

    Luxury & Fashion

    Abr 1, 2017

    MOKSH AND KAMYEN - MAIS BRILHANTE QUE O SOL

    Existe alguma outra nação que goste tanto de adornar as suas mulheres como os povos da Índia? Desde a cabeça, narizes, braços, cintura, até aos dedos dos pés, o arsenal feminino indiano tem peças sofisticadas de joalharia...


  • 6120ee_380c3a7c8b5b4d3db31ca50125ff7f7b~mv2_d_4657_3264_s_4_2.jpg_srz_1081_758_85_22_0.50_1.20_0.00_jpg_srz

    Sport

    Mar 1, 2017

    RUGBY EM CADEIRA-DE-RODAS - NUNCA DESISTIR

    Poderíamos imaginar que o rugby é um jogo demasiado físico, para ser praticado por pessoas com deficiência. Bem, com crianças seria o mesmo, mas elas adoram. As pessoas com deficiência não são flores e, com a postura correcta...

  • Chipre1

    Lifestyle & Travel

    Abr 30, 2018

    SONHAR COM O VERÃO

    E se, em 2018, viajasse pelos cinco cantos do mundo? É difícil eleger os locais mais bonitos, mas preparámos uma lista com cinco destinos ricos em história, cultura e paisagens únicas que não vai querer perder!

  • ApisCor_febr_03

    Technology

    Mai 1, 2017

    Como se fosse magia

    Pare uma expressão figurativa: "casas crescem como cogumelos", mas em breve será literal. EM Fevereiro de 2017, na Rússia, surgiu a primeira casa com 38 m2 de área. A casa cresceu em 24 horas na cidade de Stupino, na região de...


  • The Rituals That Never Change

    Lifestyle & Travel

    Dez 31, 2015

    Rituais Imutáveis

    Quer seja a esposa de um sultão ou um comum mortal, o seu corpo adora ser tratado com cudiado e carinho. Tal como há 500 anos atrás, as pessoas sentem a mesma necessidade. Existem boas notícias: no século XXI pode viver as mesmas...

  • 1. Field-and-Flower-The-Butcher-At-Your-Door

    Food & Beverage

    Nov 1, 2017

    UM TALHO À SUA PORTA

    Com o advento dos hipermercados e das grandes cadeias de supermercados, os bairros citadinos funcionam cada vez mais como meros dormitórios e os talhos de rua são uma espécie quase em extinção.

  • Business Jet Innovators

    Business & Industry

    Jan 31, 2016

    Inovação nos Jactos Privados

    A Honda Aircraft Company recriou completamente o jacto particular com um novo design. Ao instalar os motores sobre a asa, desenhando o que designam de Natural Laminar Flow para asa e fuselagem e aplicando outras inovações, o HondaJet...