Food & Beverage

Set 1, 2016

CAFÉ DE BERÇO PRIVILEGIADO

Poucas pessoas conseguem imaginar a vida sem café. Ao pequeno almoço, ou depois do almoço, seja um expresso ou um café duplo – sem açúcar –, o café ganhou um lugar de destaque no dia a dia de grande parte da população mundial. É produzido por todo o Mundo, mas hoje, vamos falar-lhe um pouco da produção e história do café na Índia.

<

A existência do café está envolta num enorme mistério, do qual poucos registos há. A planta é nativa de toda a África, pensando-se que poderá também ser autóctone da Arábia, pelo que não é possível atribuir um só local e época à sua utilização, anterior a meados do século XV. Os registos que sobreviveram sobre a sua utilização ou existência datam deste período, nos mosteiros Sufis – uma corrente do Islão - do Iémen, no sul da Arábia. O café era exportado em grãos da Etiópia para Arabia Felix, o actual Iémen, onde foi cultivado e comercializado, e daqui expandiu-se para outros países. No séc. XVI, já teria chegado a todo Médio Oriente, Pérsia, Turquia e Norte de África, de onde chegaria à Europa, e assim ao resto do Mundo.

O café da Índia também é proveniente do Iémen, mas não por meio de importação. A lenda de como ali chegaram conta que, no século XVII, os mercadores eram muito protectores do seu café, pelo que o vendiam já tostado e moído, ou mesmo em infusão. Um sufi Indiano chamado Baba Budam estava em peregrinação e aquando da sua passagem por Moca, Iémen, cidade mercadora de café, descobriu a bebida, de nome qahwa, e decidiu trazer os grãos que lhe davam origem para a sua terra. Amarrou secretamente sete grãos de café ao peito, e semeou-os nas colinas em Chikmagalur, Karnataka, no Sudoeste da Índia. Estas colinas são hoje chamadas Baba Budangiri - Colinas Baba Budan.

Foi aqui que nasceu o cultivo do café na Índia. Ao longo dos 400 anos seguintes, a indústria do café desenvolveu-se de forma mais ou menos estável. As plantações de café foram-se multiplicando, de tal forma que chegaram a criar um ecossistema vibrante. No século XX, a indústria sofreu alguns sobressaltos, com as Guerras Mundiais e os cortes de importações, mas conseguiu recuperar, e é hoje a origem de 16 variedades únicas de café, provenientes de zonas distintas de produção. Destas variedades, três são cafés de especialidade: o Monsooned Malabar, o Mysore Nuggets e o Robusta Kaapi Royale.

Começando pelo Monsooned Malabar, este é um café humidificado que teve origem num imprevisto: há vários séculos, quando o café estava a ser transportado em navios para a Europa, os ventos das monções causaram o inchaço dos grãos, fizeram com que mudassem de cor, e atribuiram-lhes um sabor "intensamente suave". Hoje em dia, reproduz-se esse efeito em curadorias criadas especialmente para este propósito, na Costa Oeste do Sul da Índia. Nestas curadorias, o vento das monções circula livremente pelos sacos abertos, infiltrando-se, permitindo que os grãos absorvam a humidade.

O Mysore Nuggets, é um café exótico, preparado com arábicas lavadas, cultivadas nas regiões de Chikmagalur, Coorg, Biligiris, Bababudangiris e Shevaroys. Estes grãos de café são muito grandes, de cor verde-azulado, de aparência polida e limpa. A infusão tem um aroma rico, corpo médio a bom, boa acidez e sabor delicado, com um toque de especiaria. Este é um café raro e premium, que verdadeiramente representa o café de qualidade da Índia.

Por fim, o Robusta Kaapi Royale, preparado com grãos de Robusta Parchment das regiões de Coorg, Wayanad, Chikmagalur e Travancore. Os grãos são grossos, redondos com as pontas bicudas, e de tom cinzento-azulado. A infusão traz um corpo cheio e um sabor suave, macio e rico.

Ainda antes de ser colhido, o café indiano conta com uma origem única e privilegiada. Aqui, as plantações crescem sob uma densa sombra natural, como um dossel de árvores, que têm as funções de prevenir a erosão do solo nos terrenos acidentados, enriquecer o solo ao reciclar nutrientes das camadas mais profundas, para além de proteger os cafezeiros de flutuações de temperatura sazonais, e albergar flora e fauna diversificadas. Contam-se perto de 50 tipos diferentes de árvores de sombra nestas zonas.

Há ainda diversas especiarias, já que uma grande variedade de especiarias e árvores de fruto, tais como pimenta, cardamomo, baunilha, laranja, e banana, crescem ao redor dos cafeeiros.

A Índia exporta quase 80% da produção de café para mais de 45 países, entre eles, a Alemanha, Rússia, Espanha, Bélgica, Eslovénia, Estados Unidos da América, Japão, Grécia, Holanda, França e Itália.

Apesar de ser maioritariamente exportado, tem-se verificado um crescimento nas vendas domésticas. O consumo de café na índia mais que duplicou, (estima-se que passou de 50.000 milhões de toneladas em 1998 para 115.000 milhões em 2011), fazendo com que uma série de cadeias de café nacionais e internacionais tivesse estabelecido negócios no país.

Há cerca de 280.241 produtores de café na Índia, 99% dos quais são pequenos produtores, e apenas 1% são médios a grandes produtores. Em 2015-16, as plantações de café indianas empregavam cerca de 632.993 pessoas diariamente.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Cogumelos01

    Food & Beverage

    Mai 1, 2017

    Do Mosto ao Gourmet

    Alex Villeneuve, com apenas 21 anos e prestes a tornar-se mestre cervejeiro pela Olds College, ao aperceber-se da quantidade de mosto (o que sobra dos cereais após a fermentação da cerveja) cujo único destino era o lixo, achou...

  • #Formato_Certo_para_Site_YVP_Imagens

    Home & Design

    Out 17, 2018

    LEGO PLANTS FROM PLANTS

    "No passado mês de Março, a Lego anunciou que irá produzir as peças da marca, usando plástico à base de plantas num movimento para usar materiais sustentáveis, ​​na maioria dos produtos e embalagens até 2030."

    ...

  • 4897642457_ef0740e0eb_b

    Home & Design

    Mai 1, 2017

    NATURALMENTE INDUSTRIAL

    A vida não é fácil para os arquitectos e designers de interiores que gostam de usar materiais naturais na cobertura de grandes superfícies. Muitas vezes, a escolha certa, é o pior pesadelo quando procuram um fornecedor fiável...


  • 01

    Culture & Art

    Jun 1, 2017

    FAÇA CHUVA OU FAÇA SOL

    São guardas chuvas, mas de papel. Parecem resultar de uma técnica avançada de origami, mas na verdade é uma técnica bem diferente, também proveniente do Japão. 

  • Chipre1

    Lifestyle & Travel

    Abr 30, 2018

    SONHAR COM O VERÃO

    E se, em 2018, viajasse pelos cinco cantos do mundo? É difícil eleger os locais mais bonitos, mas preparámos uma lista com cinco destinos ricos em história, cultura e paisagens únicas que não vai querer perder!

  • NovaBateria01

    Technology

    Mai 1, 2017

    Chegaram as baterias do futuro

    Com 94 anos de idade seria de esperar que John Goodenough abrandasse o ritmo, contudo o inventor das baterias de lítio que têm permitido aumentar a longevidade da utilização dos telemóveis e o desenvolvimento de veículos eléctricos...


  • Best Business Aviation Operator

    Business & Industry

    Nov 30, 2015

    Melhor Operador de Aviação de Negócios

    A Qatar Executive foi galardoada com o prémio "Best Business Aviation Operator of the Year 2015" atribuído por uma prestigiada publicação especializada do Médio Oriente, a Aviation Business.

  • Manufacturing

    Luxury & Fashion

    Jan 1, 2015

    Portuguese do it better

    Despite the doom and gloom, there is one Portuguese industry that's making great strides: Shoemaking, one of the most traditional and oldest industries in the country, mapping out a new future by exporting its way out of the crisis.

    ...

  • A Love for Gowns

    Luxury & Fashion

    Jan 31, 2016

    Amor por Vestidos

    A 24 de Março de 2002, Elie Saab acordou, literalmente, famoso. A sua noite importante foi de entrega de Oscars em Los Angeles. Para aparecer na passadeira vermelha, a actriz Halle Berry escolheu o vestido de um designer libanês desconhecido....