Mecanica e Locomoção

Nov 1, 2016

FICÇÃO NUM FUTURO PRÓXIMO - CONDUÇÃO AUTÓNOMA

Este é um tema que entrou em definitivo na ordem do dia e que não deixa ninguém indiferente. Quer se goste ou não, quer se queira ou não, a condução de viaturas de transporte vai mesmo deixar de incluir o factor humano, com o intuito de reduzir (quem sabe até, eliminar) a sinistralidade rodoviária em todo o mundo.

Imagine que vai para o trabalho e apanha o autocarro habitual, mas não está ninguém no lugar do condutor. Aterrorizante, não é?! Prepara-se porque esse dia está mais perto do que julga. A condução autónoma de veículos entrou definitivamente na ordem do dia. Este é um tema que ainda desperta paixões e razões, a favor e contra, mas ninguém fica indiferente.

Do continente americano, ao europeu e à Ásia, são já vários os construtores de automóveis que se dedicam à pesquisa, desenvolvimento e aperfeiçoamento de sistemas capazes de pilotar uma viatura sem o auxílio do elemento humano. Este sistema compreende a utilização de várias micro-câmaras e sensores que detectam qualquer obstáculo na via e que são comandados por um computador central de altíssima capacidade de processamento e reacção, prevenindo assim acidentes ou outros embates em objectos estranhos na via.

Naturalmente que o primeiro nome que salta à memória como exemplo de uma destas viaturas é a famosa marca norte-americana Tesla. Contudo, quando dizemos memória, é importante referir que esta nem sempre é a melhor, dado que já aconteceram vários acidentes com viaturas deste construtor de tecnologias avançadas e limpas, e alguns com bastante gravidade ou fatais (referimos a título de exemplo o que sucedeu na Florida, Estados Unidos da América, em Maio de 2016) para o seu ocupante.

Apesar destes "contratempos", também alguns construtores europeus têm dedicado parte dos seus esforços ao desenvolvimento de vários sistemas com o mesmo objectivo, dos quais destacamos a Audi, BMW, Mercedes, Alfa-Romeo e Jaguar.

O que não tem sido fácil, contudo, são os testes que estes construtores pretendem fazer antes de comercializar este tipo de viaturas, dadas as restrições legais em termos de segurança rodoviária. Como nota destas restrições, os testes com o modelo A8 da Audi estão limitados à velocidade máxima de 60 km/h sem interferência do condutor e 130km/h com supervisão.

Também neste caso, recentemente, o Ministro dos Transportes alemão, Alexander Dobrint, veio defender a instalação de caixas negras – como as utilizadas na aviação – para que se possa determinar eventuais responsabilidades em caso de acidente.

Contributo asiático

Contrariamente ao que seria de esperar, os construtores japoneses ainda não se mostram muito entusiasmados com estes sistemas, continuando a preferir apostar no desenvolvimento da alternativa eléctrica, mas não isso não quer dizer que este tema lhes esteja a passar ao lado.

Em Agosto último, a marca Nissan iniciou a comercialização da minivan Serena no mercado asiático, a qual já incorpora esta opção de condução. Para o mercado europeu, está prevista a mesma opção aplicada ao modelo Qashqai, a comercializar a partir de 2017. Ambos incorporam o sistema ProPilot desenvolvido pela marca, baseado em leitura GPS, e que está limitado a rodar entre os 30 e os 100 km/h e sempre na mesma faixa de rodagem. O fabricante anunciou também para 2018 a funcionalidade de mudança de faixa, e a comercialização de dez modelos distintos com esta opção, por todo o mundo até 2020.

Já a Mitsubishi optou por aplicar os seus conhecimentos na produção de mísseis ar-ar para o exército japonês. A marca dos três diamantes pretende integrar componentes como radares de precisão, que utilizam sensores e câmaras para a detecção de obstáculos, evitando assim colisões inesperadas e indesejadas. Segundo os responsáveis da empresa nipónica, o seu projecto vai integrar a maior variedade de soluções e capacidades até agora reunidas numa viatura deste tipo.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Depositphotos_7554000_xl-2015

    Research & Education

    Abr 25, 2018

    CIENTISTAS PORTUGUESES NA VANGUARDA

    São portugueses, estudam o cancro e tentam encontrar a cura para este 'bicho'. Trazem novas teorias e formas de olhar a ciência, contribuindo de forma significativa para o mundo

  • parrilla

    Food & Beverage

    Mar 1, 2017

    GASTRONOMIA DO URUGUAI - UMA DELICIOSA SURPRESA

    Tido muitas vezes como um continente de desequilíbrios, a América do Sul guarda ainda muitas pequenas maravilhas quase inexploradas. É o caso do segundo menor país deste continente, o Uruguai. É um dos países mais desenvolvidos...

  • #1

    Technology

    Out 22, 2018

    MOTO ZEN STONE

    "Os 'Smartphones' são poderosas peças de tecnologia, que poderão revelar viciantes tendências entre os utilizadores. O 'Moto Zen', nomeadamente o modelo 'Stone', foi criado como uma resposta a esse efeito colateral."


  • Yara Birkeland 2

    Technology

    Jul 1, 2017

    AUTOMATIZAR, AUTONOMIZAR

    Está planeado que inicie actividade no final de 2018. A ideia é cumprir pequenos trajectos, ligando três portos, por entre os fiordes a Sul de Oslo, na Noruega.

  • #Formato_Certo_para_Site_YVP_Imagens

    Lifestyle & Travel

    Out 15, 2018

    ANDORRA

    O Principado de Andorra é um dos países mais pequenos da Europa. É um território com apenas 468m2 revestidos por vales, montanhas, bosques, lagos e muita vida quer nos meses de verão quer nos de inverno, adaptando as ofertas...

  • 827cef85aa6c3c07b431ec817ae90cf8

    Science & Nature

    Ago 1, 2017

    TRIGO DOURADO

    A geóloga Tshiamo Legoale, cientista sul-africana com meros 27 anos de idade, afirma que as estatísticas indicam que a África do Sul possui cerca de 17,7 milhões de toneladas de refugo de minério de ouro, ou seja, embora o ouro...


  • Food & Beverage

    Abr 1, 2015

    Dairy with an Atlantic taste

    The Azores is not only a well preserved and beautiful archipelago in the middle of the Atlantic, but also the home of LactAçores, a cooperatives union set to increase and expand the islands' biggest agricultural asset: dairy products.

    ...

  • Raymond-Loewy

    Culture & Art

    Dez 1, 2017

    O HOMEM DOS MIL PROJECTOS

    Hoje em dia, temos uma certa tendência para ver algumas coisas como se sempre tivessem existido, sem pensar que alguém teve de as desenvolver para que se tornassem realidade.

  • 2

    Business & Industry

    Jul 1, 2015

    Diamonds for a better world

    Canadian diamonds have gained notoriety over the last two decades, and this is probably due to its late discovery. The mines in Canada were not discovered (at least in large scale) up until 1991, when evidence of diamond mines turned...