Culture & Art

Jan 1, 2018

QUEIMAR PARA PROTEGER

A infinita paciência e sabedoria, bem como o profundo respeito pelos elementos, são características que o mundo reconhece ao povo japonês. Isso aplica-se também ao culto da sua história e à preservação de métodos e costumes mais tradicionais.

<

Por LUÍS RAMALHO

O termo referido em inglês para a técnica que lhe apresentamos é "Shou Sugi Ban" e, traduzido literalmente, significa "placa de cedro queimado". E a verdade é que esta definição serve na perfeição ao resultado final.

De acordo com a literatura consultada, os registos mais antigos da utilização desta técnica remontam ao ano 1700, mas é bastante provável que se trate de uma técnica bastante mais antiga. Acredita-se que esta técnica tenha sido desenvolvida a pensar especificamente nas casas dos pescadores da ilha Naoshima, no Japão, uma vez que estão muito expostas à agressividade do sal marinho.

A aplicação desta técnica de tratamento de madeiras ficou esquecida durante muito tempo, devido ao aparecimento e desenvolvimento de materiais alternativos mais modernos e mais sofisticados. Isto deveu-se também ao facto de as madeiras no Japão terem escasseado durante um longo período de tempo, já que os japoneses devastavam florestas inteiras para obter os materiais para as suas construções, mas também porque esta era essencialmente utilizada como lenha para aquecimento das casas tradicionais japonesas.

Por isso, a madeira que restava, sendo importada, tinha um custo bastante elevado tornando incomportável e desinteressante para a aplicação generalizada desta técnica e, assim, a técnica foi caindo em desuso ao longo dos tempos até que quase desapareceu.

A viragem do milénio e a nova consciência ecológica, contudo, vieram reverter esta tendência de esquecimento e as novas correntes arquitectónicas redescobriram esta arte secular de tratamento de madeiras para aplicação em revestimentos exteriores.

O relançamento desta técnica deu-se através dos trabalhos do arquitecto japonês Terunobu Fujimori e, actualmente, este é considerado um material vanguardista.

O facto de se tratar de um método ecológico, que não recorre à utilização de produtos químicos, preserva as madeiras actuais por um longo período de tempo e que evita novos cortes de árvores, despertou o interesse entre arquitectos, designers e decoradores ocidentais e, hoje, ela pode ser apreciada em peças de design e mobiliário, utensílios domésticos e em alguns dos mais emblemáticos edifícios, um pouco por todo o mundo.

A técnica consiste em queimar a superfície da madeira a tratar, com um maçarico. De seguida, a madeira é lavada ou escovada para retirar o excesso da superfície queimada, para que não liberte resíduos de carvão.

Posteriormente, a madeira é coberta (de preferência, a pincel para que a aplicação cubra toda a superfície) com um óleo espesso de cedro.

E finalmente (caso prefira um acabamento ainda mais escuro e uma maior penetração do óleo nos poros da madeira) pode-se voltar a queimar (ou apenas a aquecer) muito suave e superficialmente, toda a área tratada.

Ainda de acordo com a literatura local, a madeira tratada com esta técnica pode durar entre 80 a 100 anos, sem manutenção adicional, mas pode durar mais tempo se for feita uma manutenção a cada 10 ou 15 anos com uma renovação do revestimento de óleo. Também se torna resistente aos ataques de pragas de animais, não apodrece e resiste à incidência de raios solares e ao fogo.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • 4

    Research & Education

    Nov 2, 2018

    SISTEMA EDUCATIVO FINLANDÊS

    "Aqui vão as más notícias: caso não tenha reparado, não existe um emprego com a designação "matemático". Portanto, não incomode os seus filhos com uma formação superior como matemático – ele, provavelmente não vai gostar...

  • 1

    Lifestyle & Travel

    Dez 4, 2018

    Sardenha

    "Situada no meio do Mar Mediterrâneo, a Sardenha é uma região predominantemente montanhosa, marcada pela ausência de altos picos, inserida num ambiente natural vasto e charmoso, porém agridoce. De facto, a presença do homem...

  • GallerySlide1

    Technology

    Jul 1, 2017

    NÃO É GRANDE, É ENORME

    Imagine um avião que parecem dois aviões colados entre si pela asa. Depois adicione seis reactores Pratt & Whitney, tal como os utilizados no Boeing 747. O resultado são 580 toneladas de peso a levantar voo.


  • CN-INSTITUCIONAL-05

    Helthcare & Wellness

    Set 12, 2018

    Cirurgia Estética

    Várias áreas da medicina indicam claramente a grande importância de nos sentirmos bem dentro da nossa pele. E, ao contrário do que acontecia até meados do século XX, não é invulgar, hoje, encontrar pessoas do sexo masculino...

  • dubrovnik_croatia-1_inpixbay

    Lifestyle & Travel

    Jun 28, 2018

    UM TESOURO BEM ESCONDIDO

    A Croácia é um país secular com uma rica história arquitetónica preservada até aos dias de hoje. Com paisagens de cortar a respiração, encanta pelo verde da natureza e o azul marinho que contrastam com os velhos monumentos. Vamos...

  • 1

    Science & Nature

    Out 4, 2018

    CITY TREE

    "A poluição urbana é um enorme problema em muitas cidades do mundo, e a fraca qualidade do ar pode significar um aumento em condições de doença crónica como a asma, ao mesmo tempo que dificulta as pessoas a andar, andar de...


  • Venice - The art and tradition

    Lifestyle & Travel

    Jan 31, 2016

    Veneza – A arte e a tradição

    Ícone do Carnaval de Veneza, a máscara veneziana explora o glamour da festa que é um dos principais símbolos e atracção turística de Itália. Com uma história secular, o Carnaval de Veneza atrai, anualmente, milhares de turistas...

  • 02

    Food & Beverage

    Jan 1, 2017

    PEDAÇOS DE PRAZER

    Não é possível determinar data nem origem desta iguaria da culinária turca. Existem, contudo, relatos oriundos do médio oriente e Índia que registam a existência de doces gelatinosos, preparados a partir de mel e essências...

  • sunset-114557

    Lifestyle & Travel

    Jun 1, 2016

    WILD CROATIA

    Dominated by postcard-like landscapes, incredible colours and scents, intertwined with the sounds of the pristine Balkan forests and falling water, Plitvice Lakes Natural Park is Croatia's brightest gem, and one of Europe's top destinations...