Sport

Nov 1, 2017

ESPÍRITO BUDISTA

A arte marcial japonesa criada no século XIV é hoje um desporto de alta competição e uma arte puramente exibicional. Mas tempos houve em que, conhecer e manejar bem uma espada, podia estabelecer a linha entre a vida e a morte.

<

Por PIOTR PETROVICH

Esta arte é desenvolvida a partir das técnicas tradicionais de combate com espadas dos samurais, vinda dos tempos do Japão feudal.

A espada era tida como uma das mais nobres armas, por implicar um combate de proximidade onde os guerreiros colocavam à prova perante o inimigo a sua honra e a sua bravura. Por esta razão, eram também oferecidas aos templos budistas como tesouros divinos ou como símbolo da nomeação de um cargo importante.

É uma das inúmeras armas utilizadas naquela época nas batalhas e são inúmeras as histórias, os mitos e as lendas tradicionais japonesas sobre esta verdadeira arte.

Conta-nos a história que desde meados do século XV e durante cem anos o Japão passou por um período de guerras civis entre clãs. Durante este período, a técnica de luta com espada foi apurada pelos guerreiros e nasceram muitas correntes de prática de combate com espada.

Este apuramento ficou a dever-se ao facto de os treinos não serem praticados com recurso a espadas de bambu, nem protectores para o corpo. Cada escola tinha os seus próprios métodos, técnicas e movimentos que eram repetidas vezes sem conta até que os movimentos de ataque e defesa fossem absorvidos pelo praticante (kenshi ou kendoca).

É a partir do início do século XVII que se instala o sistema feudal e um sistema de classes na sociedade japonesa. É a partir daqui que, com as influências do confucionismo e do budismo, se apuram as técnicas de combate e os métodos de aprendizagem adquirem os valores morais e espirituais que hoje se reconhecem a grande parte das artes marciais de origem japonesa.

São estes apuramentos de carácter que levam a que a prática de várias artes se enraizasse na cultura japonesa sob a liderança dos chefes dos clãs, mas por forma a abranger toda a sociedade, generalizando assim a cultura pelos valores morais e sociais.

É só em meados do século XVIII que são propostas a utilização de protectores primitivos e espadas de bambu, o que trouxe a prática do Kendo para próximo do que conhecemos actualmente.

A arte foi evoluindo e integrando cada vez mais as componentes espiritual e moral sempre com o objectivo da formação e educação do ser humano.

Em 1866, devido à contínua paz, o recurso a armas de fogo foi abolido e o desenvolvimento destes artefactos foi interrompido por ordem do imperador. Por outro lado, o uso de espada perdurou ao longo dos séculos, assente na premissa muito japonesa "o caminho deve ser percorrido dentro da lei da pena e da espada".

A classe dos guerreiros samurai foi extinta em 1876, novamente por ordem do imperador, sob uma visão de modernidade que o Japão pretendia abraçar. Por esta razão, a prática de Kendo foi extinta das actividades curriculares das escolas até 1890, ano em que voltou a fazer parte do sistema educativo, embora como actividade extracurricular.

A disciplina foi alvo de uma política de difusão e desenvolvimento a partir de 1895, graças à criação da Associação Dai Nippon Butokukai que agregou todas as escolas e técnicas da prática de Kendo.

De acordo com a filosofia da prática da modalidade, esta deve servir para moldar o corpo e a mente, cultivar um espírito vigoroso através de treino rígido e rigoroso, manter um espírito de cortesia, educação e honra e manter-se sempre no caminho do autoaperfeiçoamento. Importante também referir que durante a prática da modalidade o kenshi (ou kendoca: praticante de Kendo) não deve tentar aplicar golpes em pontos incorrectos, nem desperdiçar golpes, antes atacar o adversário na tentativa de lhe quebrar a postura através de golpes aplicados sem pensar na morte.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Bradley001

    Business & Industry

    Jul 1, 2017

    FUME-O VOCÊ MESMO

    É um facto incontornável que em pleno século XXI os chefs de gastronomia se tornaram nas novas estrelas rock, não há canal que não tenha os seus próprios programas de culinária e/ou promova concursos de culinário aos quais...

  • food_salad_pexels

    Food & Beverage

    Abr 27, 2018

    PARADIGMA ALIMENTAR INOVADOR

    A nova tendência de alimentação chegou para ficar. As taças coloridas, as flores comestíveis e plantas saudáveis são a escolha para este ano! 

  • Vinhas02

    Business & Industry

    Mar 31, 2018

    NÉCTARES DA "ILHA DAS MAÇÃS"

    O Estado australiano da Tasmânia tornou-se conhecido graças às suas maçãs, tanto que acabou por ser alcunhado de "ilha das maçãs" dada a predominância dos seus pomares


  • prototipo-de-drone-ambulancia_488971

    Technology

    Ago 1, 2017

    É um pássaro?... É um avião?... É um drone!

    Capazes de captar imagens dos locais e ângulos mais inacessíveis e inesperados, os drones estão cada vez mais acessíveis aos adeptos de novas tecnologias com gosto por vídeo e fotografia. 

  • LG-rollable-OLED-display-flexible-rollable

    Technology

    Jun 1, 2017

    O SUPERMATERIAL

    Pode parecer incrível e surreal, mas os primeiros estudos deste novo material datam de 1947. O termo para definir o material é descrito pela primeira vez em 1962. A teoria de que esta substância poderia ser um condutor eléctrico...

  • C8b--OIXgAA2KZb

    Luxury & Fashion

    Jun 1, 2017

    T-shirts de Plástico Reciclado

    A produção destas t-shirts, que podem elas próprias também ser recicladas, foi planeada de modo a eliminar ao máximo a poluição causada pela utilização de combustíveis fósseis e pelo próprio plástico que, após a sua...


  • 1

    Business & Industry

    Jun 1, 2015

    Kings of Stone

    Marble in Iran has been extracted and used for hundreds of years, and this is not by accident. Here, in the mountainous country, we find over 150 quarries, driving Iran to become one of the biggest marble stone producers.

  • Photos: feelwimbledon.co.uk

    Technology

    Mai 1, 2016

    AVANÇOS BIOMÉTRICOS PODEM SALVAR VIDAS

    Obter a contagem correcta de uma multidão é agora mais simples. Foram desenvolvidos softwares capazes de efectuar as primeiras contagens automatizadas de multidões, através da análise de fotografias aéreas de alta definição...

  • 04

    Business & Industry

    Set 1, 2016

    15 ANOS DE BANCA PARA DESENVOLVER ANGOLA

    Após 15 de existência, o Banco SOL atingiu uma dimensão que o torna uma referência entre os 27 bancos que operam em Angola. Porém, não é ser o maior que o motiva, mas estar entre os melhores que lhe abre caminho para a expansão...