Helthcare & Wellness

Mai 1, 2017

PARA ALÉM DO OLHO

Há alguns anos, uma ida regular ao dentista, era ainda um pesadelo. Os processos "quase" medievais, costumavam levar-nos o sono durante dias. E, o mesmo costumava acontecer quando precisávamos de fazer exames oftálmicos rigorosos. Esta realidade mudou com a passagem dos anos.

<

Todos nós já passámos pelo processo de fotografar midriáticamente o fundo do olho. É o processo pelo qual os oftalmologistas podem fotografar a retina do olho, com a finalidade de avaliar as condições oftálmicas e não-oftálmicas do globo ocular. Isto é igualmente útil para utilizar em diagnósticos de glaucoma, cataratas ou até sintomas de diabetes.

Actualmente, este exame é feito com a ajuda de gotas de dilatação de pupila, que podem causar muito desconforto. Não só fazem arder, como levam uns vinte minutos a actuar. Mais ainda, posteriormente, o paciente fica com a visão turva e sensível à luz durante várias horas.

Para além disso, os optometristas não estão familiarizados com a utilização destas gotas farmacológicas. E também não é aconselhável a sua utilização em pacientes com doenças neurológicas agudas.

Estas gotas de dilatação de pupila são essenciais para manter a pupila aberta e permitir ao oftalmologista ver através do globo ocular até à retina. Sem elas, o músculo da íris fechar-se-ia reflexivamente assim que fosse exposta a uma fonte forte de luz, que é necessária para ver a retina.

Existem já câmeras que usam abordagens de infravermelhos e luz branca. Estas câmeras, contudo, são bastante grandes e custam milhares de dólares. São aparelhos volumosos e não são fáceis de transportar.

Uma nova proposta

Recentemente, os Dr.s Bailey Shen e Shizuo Mukai, da Universidade de Illinois e da Harvard Medical School, ambas nos Estados Unidos, desenvolveram uma câmera compacta que irá permitir que as gotas de dilatação de pupila fiquem no passado.

A fotografia não midriática do fundo do olho permite o acesso a oftalmologistas e não oftalmologistas de imagens da retina e do nervo óptico sem a utilização dos fármacos de dilatação.

Apesar de haver diferentes formas de o fazer, o método mais comum é a utilização de infravermelhos, contra os quais a pupila não se contrai, para focagem do fundo do olho e, depois, o rápido clarão de luz branca para captar em fotografia a cores, o fundo antes de a pupila se contrair.

Uma vez que o olho não percebe a luz infravermelha utilizada na focagem da câmera, a fotografia não midriática é mais confortável para o paciente, mesmo com o clarão de luz branca, quando comparada aos exames físicos e à utilização das gotas de dilatação de pupila.

Os cientistas utilizaram uma câmera normal e da tecnologia LED (díodo emissor de luz) para criar um protótipo acessível, suficientemente pequeno para poder ser transportado no bolso de uma bata hospitalar.

Esta câmera fotográfica não midriática é baseadas no modelo Raspberry Pi 2, uma placa computorizada do tamanho de um cartão de crédito, desenhado para interagir facilmente com o ambiente, e a placa fotográfica NoIR (também da Fundação Raspberry, Caldecote, Cambridgeshire, Reino Unido).

A placa de câmera NoIR é uma câmera de 5-megapixel, semelhante à de um smartphone, exceptuando que é sensível à luz de infravermelhos e tem focagem fixa. Os cientistas alteraram o foco da NoIR de infinito para 8 cm desapertando a lente no sentido contrário aos ponteiros do relógio.

Ambos os aparelhos são depois ligados a uma bateria de lítio de 10400 mAh (miliamperes). A iluminação da retina é fornecida por um protótipo dual LED que pode emitir luz infravermelha ou luz branca.

"O aparelho é ainda e apenas um protótipo, mas mostra que é possível construir uma câmera barata capaz de realizar fotografias da retina com qualidade sem as gotaas de dilatação do olho. Seria muito bom que, um dia, este aparelho, ou algo semelhante, possa ser transportado nos bolsos das batas de todos os oftalmologistas residentes e utilizada por médicos não oftalmologistas, também", comentou o Dr. Bailey Shen. 

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • 1

    Helthcare & Wellness

    Nov 5, 2018

    PRÓTESES BIÓNICAS

    "Tal como as dos filmes de "Star Wars", as próteses biónicas têm um aspeto robótico que, com capas de silicone idênticas à realidade, passam quase despercebidas. Através dos sensores de leitura dos movimentos, estas próteses...

  • Borrego14

    Business & Industry

    Abr 1, 2017

    BORREGO DA NOVA ZELÂNDIA - 135 ANOS A EXPORTAR BORREGO

    O borrego não só é a carne de eleição dos neo-zelandeses quando recebem visitas ou jantam fora. De acordo com uma sondagem efectuada anualmente pela Beef + Lamb New Zealand, é também o produto mais exportado. 

  • RedClay003

    Culture & Art

    Mar 1, 2017

    RED CLAY - REINVENTAR O BARRO

    Em 2010 nascia a marca que, pouco a pouco, se tem tornado cada vez mais procurada por alguns dos melhores percussionistas a nível mundial e que tem a particularidade de ser produzida num produto considerado ultrapassado pelos tempos...


  • sonos-playbar11

    Home & Design

    Jun 1, 2017

    UMA NOVA DIMENSÃO

    Quando pensamos que ter uma sound base na sala pode ser a resposta para os nossos sonhos, normalmente apercebemo-nos que isso pode ser antes um problema – a maioria das televisões de hoje, simplesmente não o permitem.

  • A3JUNIOR-BE05-A

    Mecanica e Locomoção

    Abr 1, 2017

    INVACARE ACTION 3 JUNIOR - A CADEIRA DE RODAS QUE CRESCE COM AS CRIANÇAS

    Quando pensamos em crianças e jovens, surge-nos imediatamente uma imagem de liberdade, diversão e energia. Retirar isso a uma criança é triste, sobretudo, quando razões diversas a levam a usar cadeira de rodas. A pensar nisso,...

  • 15026-americaandrsquos-cup-2017-the-journey-to-bermuda-begins-in-portsmouth

    Sport

    Jun 1, 2017

    OS IATES MAIS RÁPIDOS DE SEMPRE

    Passados 35 anos da primeira competição em 1851, em solo inglês, as Bermudas são palco da edição de 2017 da Taça América. Desde então, esta prova não mais deixou de conquistar prestígio e interesse mundiais. Destino obrigatório...


  • 1

    Culture & Art

    Ago 1, 2015

    Top education

    As Asian powers rise, the University of Tokyo is trying to strengthen its reputation as a globally relevant institute of higher learning. Internationalization is nothing new for the University of Tokyo (UTokyo), although it remains a...

  • 3

    Food & Beverage

    Ago 1, 2016

    SABORES ÚNICOS

    Gelados artesanais, com texturas deliciosas e irresistíveis, são produzidos no Maine, Estados Unidos da América (EUA), e têm conquistado muitos adeptos, com ingredientes incomuns como o azeite ou a pimenta caiena.

    ...

  • 01

    Business & Industry

    Fev 1, 2017

    REVOLUÇÃO SOCIAL

    Os amigos de longa data, os amigos recentes, as notícias falsas, as notícias verdadeiras, as boas e as más notícias, as televisões, os jornais, as preferências das pessoas, a publicidade de produtos úteis e inúteis... Tudo...