Business & Industry

Nov 30, 2015

O segundo maior diamante alguma vez encontrado

Uma companhia canadiana de mineração, a Lucara Diamond Corporation, extraiu o maior diamante encontrado em mais de um século, e é o segundo maior de sempre.

Este diamante foi extraído de uma mina no Botswana, que é o segundo maior produtor mundial depois da Rússia. A companhia descreve a gema do Botswana como qualidade tipo Iia e contém uns incríveis 1.111 carates. O maior diamante alguma vez encontrado naquele país africano é de carbono claro e quase puro, sem nenhum do azoto que confere tez amarela a algumas pedras.

O diamante mede 6,5cm x 5,6cm x 4cm e é o segundo em tamanho, atrás do Culinan de 3.186 carates que foi extraído perto de Pretoria, África do Sul, em 1905. O diamante Culinan foi eventualmente cortado em nove pedras maiores e 96 de pequena dimensão, sendo que algumas encontraram o seu caminho até à coroa britânica. Muito provavelmente, o mesmo tipo de divisão será feito ao diamante agora encontrado no Botswana:

 "O significado histórico do diamante do Botswana como o segundo maior do mundo torna difícil a sua avaliação financeira. O valor do diamante também depende de factores como possíveis fissuras ou pontos negros, que necessitam de ser asseveradas. Como é demasiado grande para ser usado como está, é provável que a pedra seja cortada para fazer uma gema central de 200 carates e outras pedras mais pequenas. Essa decisão será tomada entre o comprador, o polidor e o designer", afirmou Christopher Gemerchak, da Antwerp Diamond Jewellers Association.

A Lucara já foi inundada por questões de potenciais comrpadores, mas afirmou que nesta fase é impossível atribuir um preço a este diamante. A pedra, a segunda alguma vez extraída, é demasiado grande para ser avaliada no scanner da companhia, e por isso foi transportado para Antuérpia, para uma melhor inspecção.

A companhia ainda desconhece a forma como irá vender esta pedra, mas é provável que seja leiloada logo que esteja preparada para venda. Colocar um preço no diamante da Lucara é difícil devido a vários factores. Embora o valor dos diamantes suba consideravelmente com o tamanho, o número de potenciais compradores desce. Por isso, o valor deste enorme diamante do Botswana permanece uma incógnita.

O diamante, ligeiramente mais pequeno que uma bola de ténis, foi extraído por máquinas na mina Karowe, na região central do Botswana. A Lucara tem usado um processo de processamento baseado em raios-X para reduzir os danos ao procurar por pedras de maiores dimensões. Se a mina de Karowe usasse equipamento mais antigo, esta pedra teria sido, provavelmente, destruída juntamente com o cascalho. "Teria seguido para o triturador de cascalho e seria destruída. O nosso foco, minerar a zona sul, foi perfeitamente temporizado com o início de operação das modificações efectuadas na mina, o que possibilita a procura de diamantes maiores e de excepcional qualidade", disse William Lamb, CEO da companhia.

Sem surpresas, o preço das acções da companhia subiu 32% após o anúncio da descoberta, aumentando o valor de mercado da empresa em 150 milhões de dólares.l Dois dias mais tarde a Lucara anunciou a extracção, mas mesma mina, de mais duas gemas de grandes dimensões, estimadas em 813 e 374 carates. Lamb disse que esta foi uma semana incrível para a companhia mas adiantou que "colocar as três pedras no mercado ao mesmo tempo não será a melhor estratégia".

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Easy-Quorn-Stir-Fry-4-with-text

    Food & Beverage

    Mai 1, 2017

    CARNE SEM CARNE

    Alguma vez questionou como vai o mundo fazer face ao expectável crescimento da população, o qual levará à escassez de alimentos e à fome generalizada? Bom, e alguma vez se questionou como é que os vegetarianos obtêm a sua...

  • blank-sofa-by-hyung-suk-cho-o

    Home & Design

    Mai 1, 2017

    CASAS MODERNAS COM INSPIRAÇÃO TRADICIONAL

    Embora minimalista, consegue transmitir uma diversidade de sentimentos, dependendo de onde e como é usado. Assim é o mobiliário do jovem designer sul-coreano, Hyung Suk Cho que, inspirado pela pintura Sul-Coreana, combina o clássico...

  • Depositphotos_7554000_xl-2015

    Research & Education

    Abr 25, 2018

    CIENTISTAS PORTUGUESES NA VANGUARDA

    São portugueses, estudam o cancro e tentam encontrar a cura para este 'bicho'. Trazem novas teorias e formas de olhar a ciência, contribuindo de forma significativa para o mundo


  • 355260_1_800

    Mecanica e Locomoção

    Ago 1, 2017

    CONSTRUÇÕES ORIGAMI

    Como num truque de magia, desembrulha-se o pacote e... UAU! É a estrutura que você precisa para as suas férias, festival de música, pavilhão de exibição, o seu... o que você precisar temporariamente.

  • 310

    Technology

    Ago 1, 2017

    O REI DA SEGURANÇA DOMÉSTICA

    O mundo não é, de forma alguma, um lugar seguro. Quer viva num apartamento no 12º piso ou numa grande vivenda na zona rural, vai sentir-se muito mais seguro depois de instalar um destes.

  • Depositphotos_87744168_xl-2015

    Business & Industry

    Mai 26, 2018

    SOCIEDADE "CASHLESS"

    Embora sob formas e suportes diferentes, o dinheiro está na história do ser humano há mais de 3000 anos. Uma realidade incontornável para uma sociedade de consumo que vemos 'acelerar' a cada dia que passa


  • Emirates

    Lifestyle & Travel

    Dez 1, 2014

    Air Mobile

    Emirates offers the world's first inflight mobile phone service onboard an A380 aircraft, setting yet another record for inflight communications.

  • 1

    Business & Industry

    Out 31, 2015

    Elegância no Papel

    A Galgo Fine Papers é o fornecedor de papéis de luxo pioneiro por toda a Índia, especializando-se em providenciar os melhores papéis de todo o mundo para cumprir com os mais diversos e criativos requerimentos.

  • 1

    Food & Beverage

    Dez 31, 2015

    Ao Longo das Vinhas

    E assim chegamos ao Chile. O longo e estreito Chile, mas sempre maravilhoso. Este país, que mede uns espantosos 4300 km "de ponta a ponta", mas apenas 175 km de largura, tem o deserto mais seco da Terra a Norte, e campos glaciares gelados...