Business & Industry

Mar 1, 2017

ÁGUA-DE-COLÓNIA - TODOS OS CHEIROS DO MUNDO

O mundo não é só pensado, falado, lido ou visto. É sentido, cheirado e ouvido. A nossa relação com as cidades é exemplo disso. Estas possuem identidades que vão sendo construídas tanto no imaginário de quem nunca as viveu como nessas relações sensoriais de quem nelas habita. 

<

A cidade de Colónia é um desses casos. Conhecida no mundo inteiro pela famosa água-de-colónia, e pela sua catedral gótica, actualmente património mundial, cuja construção se iniciou em 1248 e apenas terminou em 1880. E onde se pode encontrar o relicário dos três reis. 

Esta é uma cidade cheia de vida e animação e, por isso, um dos maiores destinos turísticos na Alemanha. Votada várias vezes como mais popular atracção turística alemã. Para isso contribuem os vários mercados de rua (de velharias e segunda mão). Praticamente todos os distritos têm um que se realiza uma vez por mês, o que na realidade quer dizer que todas as semanas há um. Entre os mais famosos estão o Trödel an der Galopprennbahn, o Kölner Stadtflohmarkt e, claro, o das margens do Reno, que é o mais belo. Nestes mercados as pessoas não só procuram antiguidades, como passeiam em família e convivem. 

No entanto, não são só os mercados de rua que fazem vibrar a cidade. Colonia é também local da sétima maior feira internacional do mundo, em número de eventos, importância e área ocupada. A Koelnmesse, com cerca de 80 feiras anuais e mais de 2000 conferências, faz convergir para a cidade representações de empresas e fabricantes de todo o mundo. Fundada em 1922 alberga, entre outras, a Anuga – mais importante feira mundial de comidas e bebidas; a Dmexco – exposição e conferência da indústria digital; a Gamescon – mais importante feira de jogos e entretimento da Europa; ou a Intermot – feira internacional de motas, scooters e bicicletas.

Situada no estado federal da Renânia do Norte-Westfalia, Colónia (Köln em Alemão) é a quarta maior cidade alemã. Desenvolveu-se, como muitas outras cidades europeias, com relação ao rio que a atravessa, o Reno.

O seu nome deve-se a Júlia Augusta Agripina, imperatriz romana casada com o imperador Claudius e que, tendo nascido na localidade onde hoje se encontra a cidade, pediu para que está fosse promovida a Colónia, isto é, cidade sob lei Romana, passando então a designar-se por Colónia Agripina. Estávamos em 50 DC. Desde então muitas histórias se passaram. Entre elas está a história de Johann Maria Farina, cujo nome original era Giovanni por ser de origem italiana, e de quem a avó Caterina, que pertencia a uma família de aromatizadores venezianos, dizia: "ele divide as pessoas entre as que cheiram bem e as que cheiram mal, a vida não lhe vai ser fácil, mas o seu nariz é tão rápido como a sua mente".

Viajou um pouco por toda a Europa "coleccionando" os cheiros dos sítios e diz-se que sabia a profissão das pessoas e a sua origem pelo seu cheiro. Em 1708 Giovanni escreve ao irmão dizendo-lhe: "descobri um aroma que me faz lembrar uma manhã de primavera em Itália, de narcisos da montanha e de rebentos de laranjeira depois da chuva. Refresca-me, fortalece os meus sentidos e imaginação".

E em 1709 estabeleceu-se em Colónia onde criou a mais antiga fabrica de perfume do mundo ainda a laborar, e que fez 300 anos, em 2009, e que ainda vende a água-de-colónia original, muito usada entre a nobreza europeia. Voltaire dizia sobre ela: "uma fragrância que inspira o espírito" e diz-se que Napoleão usava um frasco por dia. Com um custo calculado, ao preço actual, de mais de 1000 euros o seu acesso era apenas para os mais ricos. 

A história de Giovanni é a história da criação que mais fama deu a cidade: a água-de-colónia. E Colónia é hoje em dia sinónimo de um tipo de fragrância mais suave que a água de toilette e que o perfume. Com base de álcool e água onde se misturam numa concentração de 2 a 5 por cento (inferior aos perfumes) óleos essenciais de citrinos (limão, laranja, tangerina, clementina, bérgamo, lima e toranja). Para além destes contém ainda flor de laranjeira, lavanda, alecrim, orégãos, tomilho, jasmim e tabaco. Conferindo-lhe desta forma um cheiro suave, primaveril e fresco.

Curiosamente, a água de colonia mais famosa e com maior sucesso comercial não é a original de Farina, mas sim a 4711, de Wilhelm Mülhens, que em 1803 foi a Itália procurar outra pessoa com nome Farina, para usar a designação e licença de produção de água de colonia. Em 1881 após várias acções legais, Ferdinand Mülhens, neto de Wilhem, acabou por adoptar o nome de 4711, o número do prédio onde era produzida e comercializada. Após ser vendida a Procter & Gamble, foi recentemente adquirida pela Mäurer & Wirtz e ainda hoje é vendida.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • MokshJewellery002.jpg__1536x0_q75_crop-scale_subsampling-2_upscale-false

    Luxury & Fashion

    Abr 1, 2017

    MOKSH AND KAMYEN - MAIS BRILHANTE QUE O SOL

    Existe alguma outra nação que goste tanto de adornar as suas mulheres como os povos da Índia? Desde a cabeça, narizes, braços, cintura, até aos dedos dos pés, o arsenal feminino indiano tem peças sofisticadas de joalharia...

  • MAJOITUS_Lasi-iglut_1

    Lifestyle & Travel

    Mar 1, 2017

    KAKSLAUTTANEN - UMAS FÉRIAS ROMÂNTICAS NUMA CASA DE GELO

    Se o convidássemos a passar umas férias num resort, o que imaginaria? Praia? Palmeiras? Sol? Não. Metros e metros de neve estaladiça, o misterioso crepúsculo azul e violeta da noite polar, gelo extremo, a visão da aurora lançando...

  • 2013_Tokyo_Motor_Show_Toyota_iRoad_002

    Mecanica e Locomoção

    Ago 1, 2017

    ADN DIVERTIDO

    O que acontece quando um Prius se apaixona por uma Yamaha? Resulta num Toyota i-Road. Pode parecer uma piada, mas a sensação que este veículo provoca não é piada nenhuma.


  • #1

    Luxury & Fashion

    Out 19, 2018

    HORNSKOV KØBENHAVN

    "Todos conhecemos a importância que uma aparência impecável tem no mundo dos negócios. Cada vez mais, vemos espantosos cortes de cabelo e barba, combinados com belas gravatas e fatos e camisas e sapatos."

  • AdobeStock_89316902_Preview

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    SOBRE OS OMBROS DE GIGANTES

    O mundo vive hoje tempos conturbados e a história da humanidade tem mostrado que as crises económicas reflectem crises civilizacionais mais profundas, de valores. Processos e conhecimentos que já tínhamos dado por adquiridos são...

  • hq720

    Technology

    Abr 1, 2017

    A CURIOSIDADE CRIOU O ROBOT

    Até à data só exploramos cinco por cento dos oceanos da Terra. Tal significa, só para termos uma ideia, que actualmente sabemos muito mais acerca da geografia da Lua do que acerca dos oceanos do nosso próprio planeta. 

    ...


  • Business & Industry

    Abr 1, 2015

    A Leap in urban transit

    Natural gas-fueled buses from private transport company Leap started making their way through San Francisco along the company's first route, dubbed the Lombard Express.

  • Saffron stems

    Food & Beverage

    Set 1, 2015

    Golden Yellow

    Saffron was brought to India by the Persian rulers around 500 BC, and it is believed that the cultivation and various uses spread from Kashmir though the Indian subcontinent.

  • 1

    Business & Industry

    Ago 1, 2015

    Perfect stitches

    The Industrial sewing machines have been in active use for manufacturing not only apparel such as clothing and underwear but also bags, shoes, car seats and sofa, among other items we use every day.