Business & Industry

Mar 1, 2017

ÁGUA-DE-COLÓNIA - TODOS OS CHEIROS DO MUNDO

O mundo não é só pensado, falado, lido ou visto. É sentido, cheirado e ouvido. A nossa relação com as cidades é exemplo disso. Estas possuem identidades que vão sendo construídas tanto no imaginário de quem nunca as viveu como nessas relações sensoriais de quem nelas habita. 

A cidade de Colónia é um desses casos. Conhecida no mundo inteiro pela famosa água-de-colónia, e pela sua catedral gótica, actualmente património mundial, cuja construção se iniciou em 1248 e apenas terminou em 1880. E onde se pode encontrar o relicário dos três reis. 

Esta é uma cidade cheia de vida e animação e, por isso, um dos maiores destinos turísticos na Alemanha. Votada várias vezes como mais popular atracção turística alemã. Para isso contribuem os vários mercados de rua (de velharias e segunda mão). Praticamente todos os distritos têm um que se realiza uma vez por mês, o que na realidade quer dizer que todas as semanas há um. Entre os mais famosos estão o Trödel an der Galopprennbahn, o Kölner Stadtflohmarkt e, claro, o das margens do Reno, que é o mais belo. Nestes mercados as pessoas não só procuram antiguidades, como passeiam em família e convivem. 

No entanto, não são só os mercados de rua que fazem vibrar a cidade. Colonia é também local da sétima maior feira internacional do mundo, em número de eventos, importância e área ocupada. A Koelnmesse, com cerca de 80 feiras anuais e mais de 2000 conferências, faz convergir para a cidade representações de empresas e fabricantes de todo o mundo. Fundada em 1922 alberga, entre outras, a Anuga – mais importante feira mundial de comidas e bebidas; a Dmexco – exposição e conferência da indústria digital; a Gamescon – mais importante feira de jogos e entretimento da Europa; ou a Intermot – feira internacional de motas, scooters e bicicletas.

Situada no estado federal da Renânia do Norte-Westfalia, Colónia (Köln em Alemão) é a quarta maior cidade alemã. Desenvolveu-se, como muitas outras cidades europeias, com relação ao rio que a atravessa, o Reno.

O seu nome deve-se a Júlia Augusta Agripina, imperatriz romana casada com o imperador Claudius e que, tendo nascido na localidade onde hoje se encontra a cidade, pediu para que está fosse promovida a Colónia, isto é, cidade sob lei Romana, passando então a designar-se por Colónia Agripina. Estávamos em 50 DC. Desde então muitas histórias se passaram. Entre elas está a história de Johann Maria Farina, cujo nome original era Giovanni por ser de origem italiana, e de quem a avó Caterina, que pertencia a uma família de aromatizadores venezianos, dizia: "ele divide as pessoas entre as que cheiram bem e as que cheiram mal, a vida não lhe vai ser fácil, mas o seu nariz é tão rápido como a sua mente".

Viajou um pouco por toda a Europa "coleccionando" os cheiros dos sítios e diz-se que sabia a profissão das pessoas e a sua origem pelo seu cheiro. Em 1708 Giovanni escreve ao irmão dizendo-lhe: "descobri um aroma que me faz lembrar uma manhã de primavera em Itália, de narcisos da montanha e de rebentos de laranjeira depois da chuva. Refresca-me, fortalece os meus sentidos e imaginação".

E em 1709 estabeleceu-se em Colónia onde criou a mais antiga fabrica de perfume do mundo ainda a laborar, e que fez 300 anos, em 2009, e que ainda vende a água-de-colónia original, muito usada entre a nobreza europeia. Voltaire dizia sobre ela: "uma fragrância que inspira o espírito" e diz-se que Napoleão usava um frasco por dia. Com um custo calculado, ao preço actual, de mais de 1000 euros o seu acesso era apenas para os mais ricos. 

A história de Giovanni é a história da criação que mais fama deu a cidade: a água-de-colónia. E Colónia é hoje em dia sinónimo de um tipo de fragrância mais suave que a água de toilette e que o perfume. Com base de álcool e água onde se misturam numa concentração de 2 a 5 por cento (inferior aos perfumes) óleos essenciais de citrinos (limão, laranja, tangerina, clementina, bérgamo, lima e toranja). Para além destes contém ainda flor de laranjeira, lavanda, alecrim, orégãos, tomilho, jasmim e tabaco. Conferindo-lhe desta forma um cheiro suave, primaveril e fresco.

Curiosamente, a água de colonia mais famosa e com maior sucesso comercial não é a original de Farina, mas sim a 4711, de Wilhelm Mülhens, que em 1803 foi a Itália procurar outra pessoa com nome Farina, para usar a designação e licença de produção de água de colonia. Em 1881 após várias acções legais, Ferdinand Mülhens, neto de Wilhem, acabou por adoptar o nome de 4711, o número do prédio onde era produzida e comercializada. Após ser vendida a Procter & Gamble, foi recentemente adquirida pela Mäurer & Wirtz e ainda hoje é vendida.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • 1902 mannequin

    Luxury & Fashion

    Set 1, 2015

    Chantelle

    French lingerie – one of life's finest pleasures – is a definitive symbol of the feminine mystique. The idea that something so small could have such timeless appeal speaks volumes about French sensibility, and an allure that defies...

  • Food & Beverage

    Abr 1, 2015

    Dairy with an Atlantic taste

    The Azores is not only a well preserved and beautiful archipelago in the middle of the Atlantic, but also the home of LactAçores, a cooperatives union set to increase and expand the islands' biggest agricultural asset: dairy products.

    ...

  • 1

    Business & Industry

    Jun 1, 2015

    Algeria's rebirth

    Algeria is the sixth largest gas exporter in the world thanks to its gas and oil reserves. With a gross domestic product (GDP) of about US$200 billion, the country's gas exports are rising among the fall of oil prices, specially to its...


  • Metal solutions

    Business & Industry

    Dez 31, 2015

    Soluções de metal

    Jansa Metal foi fundada em 1982 por Don Josep Juanola Malirach, produzindo vigas, vigas soldadas, estruturas para construção e vigas personalizadas com formas especiais, bem com o outras estruturas de aço destinados a edifícios que...

  • Lifestyle & Travel

    Set 1, 2015

    Whistler is unique

    British Columbia has ten mountain ranges that push west from The Rockies in a crowded parade until they fall into the Pacific. Thousand year old trees that deftly divide the light falling on an impossibly green forest floor. Glacier-fed...

  • 01

    Home & Design

    Fev 1, 2017

    A MELHOR CAMA DO MUNDO

    Diz-se que, pelo menos, um terço das nossas vidas é passado a dormir. O sono é um dos momentos mais importantes da vida porque é durante este que nos libertamos das hormonas que provocam stress e que se dá a regeneração...


  • 2

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    O FUTURO INTELIGENTE

    A era das coisas "smart" ameaça transformar muitas coisas em "smart"-qualquer-coisa. E, um dos aspectos importantes destas transformações, é que o tamanho das "smart"-coisas já não é uma limitação. 

  • Zinco03

    Business & Industry

    Ago 1, 2017

    Gronelândia: A Derradeira Jazida de Zinco

    A Ironbark está actualmente a desenvolver três projectos na Gronelândia, destacando-se de longe a prospecção da mina de zinco e chumbo em Citronen. A multinacional australiana começou a aprofundar o projecto para a exploração...

  • null-stern-hotel-switzerland-alps_dezeen_1568_4

    Lifestyle & Travel

    Jun 1, 2017

    DORMIR COM AS ESTRELAS

    Sem paredes nem telhados, os quartos de hotel, que lhe mostramos na presente edição da Your VIP Partner, têm uma vista privilegiada para o céu, mais propriamente o céu dos Alpes suíços – chama-se Null Stern e é mais do que...