Culture & Art

Ago 1, 2016

UMA HISTÓRIA TECIDA POR MULHERES

A tecelagem sobreviveu a milhares de anos, mantendo-se a base da sua manufactura intacta: a trama e a teia, e o contar de linhas para criar motivos. Em Timor Leste, há uma variação de tecelagem que está muito enraizada e é parte da cultura do país: chama-se "Tais".

"Tais" é uma técnica usada em Timor Leste que está relacionada com outra técnica mais abrangente chamada "Ikat". Do malaio "ikat", que significa "atar" ou "prender", é uma técnica de tingimento de reserva por atadura, semelhante ao "tie-dye". A diferença entre estas duas técnicas – o "Ikat" e o "tie-dye" – é que no segundo, o tingimento por reserva só é feito depois da fase de tecelagem, ou seja, no pano já tecido, enquanto que no "Ikat", a fase do tingimento vem primeiro, fazendo com que toda a trama fique com padrões, que são visíveis em ambas as faces.

Em Timor Leste, o "Tais" é uma tradição que une gerações, através da passagem de conhecimento sobre a tecelagem. Jovens moças aprendem, desde muito novas, a tecer "Tais", uma vez que este é um dos papéis das mulheres na cultura e na vida social da comunidade local. As raparigas são ensinadas pelas mulheres da família – mães, avós, tias, irmãs – e muitas vezes, várias gerações de mulheres tecem ao mesmo tempo, reforçando os laços familiares. Para poderem casar, as noivas têm que tecer os seus próprios "Tais", e para tal, têm que o saber fazer muito bem. Cada clã tem o seu próprio padrão que as mulheres aplicam ao "Tais", devem sabê-lo de cor, pois é o padrão que irão usar em cerimónias culturais.

Os "Tais" são uma parte importante dos rituais timorenses, seja para celebrar o nascimento ou a morte, mas têm uma presença especialmente fundamental no ritual tradicional de casamento. Nos casamentos, é necessário haver uma troca de prendas entre a família dos noivos, prendas estas que devem ter um valor equiparado para ambas as partes, e é negociado pelas duas famílias. Da parte do homem, dão-se animais, vacas ou cavalos, enquanto do lado da mulher, a noiva tece "Tais".  Quanto maior o valor dos presentes do homem, mais e melhores terão de ser os "Tais". De referir ainda que há diferentes tipos de "Tais" para homens e mulheres: "Tais Feto" é o feminino e o "Tais Mane", é masculino.

O processo de tecer o "Tais" tradicional consiste em atar molhos de fios em locais específicos, isolando-os da tinta, fazendo com que os padrões fiquem na própria trama, em vez de serem criados com a composição da trama e da teia, como nas técnicas de tecelagem mais comuns. As cores podem ser identificadas a partir das ataduras, que podem ter mais ou menos nós, correspondendo a diferentes cores, e servem assim de orientação para a fase seguinte - o tingimento.

As tinturas e as cores são feitas a partir de diversos materiais orgânicos, por exemplo raízes, casca de manga, flores de cacto e turmérico, requerendo grande compreensão e proximidade da Natureza. Claro que os ingredientes dependem da flora local, o que significa que as cores também são características de áreas específicas da Ilha. Para além disso, as tecedeiras têm as suas próprias receitas secretas para as cores do seu clã e da sua família, pelo que existem muitos padrões e cores, diferentes e únicos, de família para família, e de comunidade para comunidade.

Depois de tingidos, os fios são secos ao ar livre e os nós retirados, resultando em fios com cores diferentes ao longo do comprimento da peça. Para atribuir diferentes cores aos padrões, o processo pode ser repetido várias vezes, com diferentes cores no mesmo molho, sendo que as cores mais fortes são aplicadas primeiro, e as mais claras por último. Em determinadas partes do país, o "Tais" tradicional é inteiramente feito à mão, desde o cultivo do algodão, passando pelo fiar, até ao tingimento, embora a dificuldade de cultivar algodão nalgumas partes tenha levado a que o algodão orgânico seja reservado para peças sagradas e rituais.

Após a fase de tingimento, a trama é então tecida. Os padrões no "Tais" apresentam um "desfoque" característico, uma vez que alinhar os fios da trama para que os desenhos fiquem correctos, é um trabalho difícil e minucioso.

Embora esta técnica requeira um conhecimento incrivelmente especializado, não existem registos escritos, é, e sempre foi, passada de mulheres para meninas, mães que aprenderam a arte com as avós, e que se lembram dela, quase como memória muscular. Este ensinamento irá dar-lhes o que precisam para se tornarem mulheres de família. É o papel delas na comunidade, prover as gerações futuras com herança cultural, mantendo viva a tradição secular desta complexa técnica de tecelagem, e os rituais da cultura timorense.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Depositphotos_100938160_xl-2015

    Culture & Art

    Jun 23, 2018

    PRAZER CARIBENHO E DIVERTIDO

    Em todo o mundo existem duas formas de expressão que são transversais a todas as camadas da sociedade: música e dança popular. Curiosamente (ou não), ambas ambas resultam de um cruzamento de culturas. Não admira, por isso, encontrar...

  • _slc114_33093997

    Food & Beverage

    Abr 1, 2017

    PREPPER - REFEIÇÕES PARA O FIM DO MUNDO

    Graças ao popular programa do National Geographic Channel, "Preparados Para o Fim do Mundo", o fenómeno dos sobrevivencialistas passou de um mercado de nicho norte-americano centrado quase exclusivamente nos Estados Unidos da América...

  • 14279036_127247534397015_777594915_n

    Helthcare & Wellness

    Abr 1, 2017

    UMA LUVA QUE DEVOLVE A FORÇA À MÃO

    Depois de ter chegado à final do "Microsoft Imagine Cup", com o protótipo de uma luva que devolve a força à mão e que permite levantar objectos até 40 quilos, a NUADA, é uma das startups do momento.


  • scribit1

    Home & Design

    Set 28, 2018

    SCRIBIT

    O seu espaço ao seu gosto

    Há um par de anos atrás, o estúdio de arquitetura e design Carlo Ratti Associati (CRA) apresentou um sistema no qual um robô pulverizador de pintura era usado para desenhar imagens em superfícies...

  • epo15_Jonkers-0322_9F0C9396E8DC4F75A713C3D05913F5AB

    Science & Nature

    Jun 1, 2017

    Um salto tecnológico

    Edifícios e estruturas que podem, por magia, regenerar por completo as rachas causadas pela pressão, mudanças de temperatura ou humidade? O que era um cenário de ficção científica apenas há alguns anos é já uma realidade...

  • 19620901_739735632865157_1070968012579382532_o

    Home & Design

    Ago 1, 2017

    ESTILO OCIDENTAL, SABEDORIA JAPONESA

    Não precisa ver o filme Kill Bill-Volume 2, ser uma grande chef ou um mestre de espada para saber que as melhores lâminas do mundo são japonesas. A sua tradição no fabrico de lâminas vem desde o século XIII.


  • 1

    Technology

    Mai 1, 2015

    Power In a box

    Wherever your journey may take you, VARTA batteries provide all the power to take you there. Whether you are driving your very first car, you own a vehicle with Start-Stop functionality, or you drive a highly equipped vehicle with high...

  • 2

    Business & Industry

    Jul 1, 2015

    Diamonds for a better world

    Canadian diamonds have gained notoriety over the last two decades, and this is probably due to its late discovery. The mines in Canada were not discovered (at least in large scale) up until 1991, when evidence of diamond mines turned...

  • Singapura1

    Lifestyle & Travel

    Dez 1, 2016

    GLAMOUR ASIÁTICO

    Se estava a pensar que Singapura é idêntico aos países circundantes, esqueça. Em vez do caos, da pobreza e da desorganização dos países vizinhos, Singapura é um exemplo de cosmopolitismo e de "primeiro mundo". Sendo uma das...