Culture & Art

Ago 1, 2016

UMA HISTÓRIA TECIDA POR MULHERES

A tecelagem sobreviveu a milhares de anos, mantendo-se a base da sua manufactura intacta: a trama e a teia, e o contar de linhas para criar motivos. Em Timor Leste, há uma variação de tecelagem que está muito enraizada e é parte da cultura do país: chama-se "Tais".

"Tais" é uma técnica usada em Timor Leste que está relacionada com outra técnica mais abrangente chamada "Ikat". Do malaio "ikat", que significa "atar" ou "prender", é uma técnica de tingimento de reserva por atadura, semelhante ao "tie-dye". A diferença entre estas duas técnicas – o "Ikat" e o "tie-dye" – é que no segundo, o tingimento por reserva só é feito depois da fase de tecelagem, ou seja, no pano já tecido, enquanto que no "Ikat", a fase do tingimento vem primeiro, fazendo com que toda a trama fique com padrões, que são visíveis em ambas as faces.

Em Timor Leste, o "Tais" é uma tradição que une gerações, através da passagem de conhecimento sobre a tecelagem. Jovens moças aprendem, desde muito novas, a tecer "Tais", uma vez que este é um dos papéis das mulheres na cultura e na vida social da comunidade local. As raparigas são ensinadas pelas mulheres da família – mães, avós, tias, irmãs – e muitas vezes, várias gerações de mulheres tecem ao mesmo tempo, reforçando os laços familiares. Para poderem casar, as noivas têm que tecer os seus próprios "Tais", e para tal, têm que o saber fazer muito bem. Cada clã tem o seu próprio padrão que as mulheres aplicam ao "Tais", devem sabê-lo de cor, pois é o padrão que irão usar em cerimónias culturais.

Os "Tais" são uma parte importante dos rituais timorenses, seja para celebrar o nascimento ou a morte, mas têm uma presença especialmente fundamental no ritual tradicional de casamento. Nos casamentos, é necessário haver uma troca de prendas entre a família dos noivos, prendas estas que devem ter um valor equiparado para ambas as partes, e é negociado pelas duas famílias. Da parte do homem, dão-se animais, vacas ou cavalos, enquanto do lado da mulher, a noiva tece "Tais".  Quanto maior o valor dos presentes do homem, mais e melhores terão de ser os "Tais". De referir ainda que há diferentes tipos de "Tais" para homens e mulheres: "Tais Feto" é o feminino e o "Tais Mane", é masculino.

O processo de tecer o "Tais" tradicional consiste em atar molhos de fios em locais específicos, isolando-os da tinta, fazendo com que os padrões fiquem na própria trama, em vez de serem criados com a composição da trama e da teia, como nas técnicas de tecelagem mais comuns. As cores podem ser identificadas a partir das ataduras, que podem ter mais ou menos nós, correspondendo a diferentes cores, e servem assim de orientação para a fase seguinte - o tingimento.

As tinturas e as cores são feitas a partir de diversos materiais orgânicos, por exemplo raízes, casca de manga, flores de cacto e turmérico, requerendo grande compreensão e proximidade da Natureza. Claro que os ingredientes dependem da flora local, o que significa que as cores também são características de áreas específicas da Ilha. Para além disso, as tecedeiras têm as suas próprias receitas secretas para as cores do seu clã e da sua família, pelo que existem muitos padrões e cores, diferentes e únicos, de família para família, e de comunidade para comunidade.

Depois de tingidos, os fios são secos ao ar livre e os nós retirados, resultando em fios com cores diferentes ao longo do comprimento da peça. Para atribuir diferentes cores aos padrões, o processo pode ser repetido várias vezes, com diferentes cores no mesmo molho, sendo que as cores mais fortes são aplicadas primeiro, e as mais claras por último. Em determinadas partes do país, o "Tais" tradicional é inteiramente feito à mão, desde o cultivo do algodão, passando pelo fiar, até ao tingimento, embora a dificuldade de cultivar algodão nalgumas partes tenha levado a que o algodão orgânico seja reservado para peças sagradas e rituais.

Após a fase de tingimento, a trama é então tecida. Os padrões no "Tais" apresentam um "desfoque" característico, uma vez que alinhar os fios da trama para que os desenhos fiquem correctos, é um trabalho difícil e minucioso.

Embora esta técnica requeira um conhecimento incrivelmente especializado, não existem registos escritos, é, e sempre foi, passada de mulheres para meninas, mães que aprenderam a arte com as avós, e que se lembram dela, quase como memória muscular. Este ensinamento irá dar-lhes o que precisam para se tornarem mulheres de família. É o papel delas na comunidade, prover as gerações futuras com herança cultural, mantendo viva a tradição secular desta complexa técnica de tecelagem, e os rituais da cultura timorense.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Booster-Fuels-09

    Business & Industry

    Ago 1, 2016

    COMBUSTÍVEL ONDE QUISER

    Abastecer um veículo nem sempre é célere, e na maioria das vezes é aborrecido. Para além do desvio que é necessário efectuar com a viatura até ao posto de venda, há que enfrentar filas na bomba e na caixa de pagamento. A...

  • palais-avenue-upholstered-bed-b_2

    Home & Design

    Ago 1, 2016

    QUARTOS LUXUOSOS E OUSADOS AO ESTILO FRANCÊS

    De uma necessidade pessoal, nasceu uma marca que se dedica a criar mobiliário chique, ousado e que transmite, simultaneamente, tranquilidade. A cama é o elemento principal de um quarto marcado pelo boudoir francês.

    ...

  • AllPhotosMargaridaCunha (1)

    Lifestyle & Travel

    Jul 1, 2016

    RECARREGAR ENERGIAS NA TERCEIRA MELHOR ILHA DO MUNDO

    Temperaturas ideais, montanhas verdejantes, praias de sonho, cultura, ritmos autênticos, experiências inesquecíveis e a vitalidade das suas gentes, assim é a Jamaica. Exótica e sedutora, foi eleita a melhor Ilha das Caraíbas...


  • Award-of-Excellence,-6th-International-Fiber-Art-Biennale,-2010,-China

    Home & Design

    Jun 1, 2016

    THE LIVING TREASURE OF PERU

    Legends, rituals, stories, myths, symbols, totem animals, iconography of ancestral cultures, absorbed and represented in the form of contemporary visual arts. Tapestries, replenished by generous vivid colour palettes and mysterious plots...

  • AllPhotosAlbinoVieira e Filhos (1)

    Culture & Art

    Jul 1, 2016

    O ALAMBIQUE E A ARTE SECULAR DO COBRE

    Foi em 1910 que Albino Vieira dos Santos começou a trabalhar o cobre na construção de equipamentos para adegas e destilarias. Ao longo de três gerações, a família tem vindo a servir o mercado de produção agrícola e de vinho...

  • CyberSport1

    Culture & Art

    Nov 1, 2016

    JOGOS ONLINE COM A CYBER SPORTS LEAGUE

    Independentemente do sítio em que se reside, jogadores de várias nacionalidades podem encontrar-se na plataforma da Cyber Sports League e disputar, por exemplo, um jogo de futebol.


  • Exquisite Luggage

    Luxury & Fashion

    Nov 30, 2015

    Bagagem Requintada

    A Maison de Martin foi fundada em 1792 por Pierre-François Martin, especializada em malas, baús e pacotes. A casa de Martin rapidamente tornou-se a favorita dentro da aristocracia francesa, e eventualmente, foi-lhe atribuído o título...

  • Still from the movie "Aiyyaa" (2012) by Shachin Kundalkar

    Culture & Art

    Jan 31, 2016

    A Maior Indústria Cinematográfica

    Existe aqui uma aura de mistério para o mundo ocidental. Um misto de emoção e estranheza para o espectador menos treinado que assiste a um filme de Bollywood pela primeira vez. A maior indústria cinematográfica do mundo tem origem...

  • parrilla

    Food & Beverage

    Mar 1, 2017

    UMA DELICIOSA SURPRESA

    Tido muitas vezes como um continente de desequilíbrios, a América do Sul guarda ainda muitas pequenas maravilhas quase inexploradas. É o caso do segundo menor país deste continente, o Uruguai. É um dos países mais desenvolvidos...