Lifestyle & Travel

Abr 1, 2016

Uma História Que Se Sente

Maurícias é um país que compreende a Ilha Maurícia, a Ilha Rodrigues, e as ilhas periféricas Agaléga, St. Brandon e dois territórios disputados. Focando a atenção na Ilha Maurícia, esta deixa qualquer um boquiaberto ao ver as suas praias, paisagens, diversidade cultural e alegria de vida. Pode-se visitar as aldeias locais, e caminhar pelas montanhas, fazer pesca submarina, praticar deportos aquáticos, aprender os costumes ou descobrir o Património Cultural.

Localizada no entroncamento de muitas rotas comerciais, ao longo da costa de Madagáscar, no Oceano Índico, a Ilha Maurícia acumulou uma enorme variedade de heranças culturais, sendo que a mais relevante está, talvez, relacionada com a escravatura. A UNESCO classificou dois locais como Património Mundial, a Paisagem Cultural Le Morne, um "local de resiliência à escravatura", onde se escondiam os escravos que fugiam, protegidos pelas encostas isoladas de densa vegetação, e quase inacessíveis, durante o Séc. XVIII e princípio do Séc. XIX; e o Aapravasi Ghat - "um local simbólico de servidão por dívida", onde jazem as ruínas remanescentes de um albergue de imigração, típico da segunda metade do Séc. XIX e a primeira das colónias britânicas, destinada a receber trabalhadores por dívida, entre 1834 e 1920. Estas classificações tornam a Ilha Maurícia singular, e o único país do Mundo com duas classificações dedicadas a este aspecto da história cultural.

Cultura

As Maurícias terão sido descobertas, primeiro pelos árabes, e mais tarde, pelos portugueses, mas nenhum destes povos se estabeleceu nas Ilhas, deixando-as inabitadas. A República da Holanda colonizou-as em 1638, e nomeou-as em honra do Príncipe Maurício de Nassau, mas acabou por abandonar a colónia em 1710. A Ilha passou para as mãos dos franceses em 1715, que a denominaram Isle de France, e a tornaram numa base importante das rotas comerciais da Europa para o Oriente. Nesta altura, havia uma longa luta pelo poder entre a França e a Inglaterra. Os franceses acabaram por se render, com a condição de os colonos manterem as suas terras e propriedades, o uso da língua francesa e a Lei de França em assuntos criminais e civis. Os Ingleses reverteram então o nome para Mauritius – Maurícias. Em 12 de Março de 1968, o país tornou-se um estado independente, após a implementação de uma nova Constituição, e em 1992, foi integrado na Commonwealth of Nations.

Como resultado de séculos de colonização, a Ilha Maurícia conta com uma enorme diversidade étnica, e a liberdade religiosa é um direito constitucional. Os habitantes têm origens na Índia, África, Europa e China, e segundo a "Statistics Mauritius", o Hinduísmo é a principal religião, seguida pelo Cristianismo, Islão e Budismo. As Maurícias são hoje um país onde as crenças religiosas estão unidas, o que é comprovado até pelo próprio hino nacional: "um povo… uma nação, em paz, justiça e liberdade".

Gastronomia

Esta diversidade reflecte-se não só na cultura, mas também na gastronomia do país. É possível saborear o mundo inteiro nos seus pratos, o povo maurício é aventureiro na cozinha, pelo que consomem comida crioula, chinesa, indiana e árabe. Numa combinação influenciada por diferentes culturas e tradições culinárias, a comida local é deliciosa, pode ir a uma casa de preços fixos, ou a um restaurante especializado. Como exemplos da gastronomia local, temos o "dholl purri", uma panqueca de trigo recheada com "dholl" (lentilhas) e servida com molho de tomate, também chamado molho rougaille; a "farata", uma espécie de panqueca servida com o típico caril de feijão branco em pequenas doses e molho rougaille; o "gâteaux piments", uma comida de rua muito típica, também conhecida como "dal fritters" ou bolinhos picantes; e as "samosas" ou chamuças.

Praias

A Ilha Maurícia é um sítio repelto de coisas maravilhosas e de uma incrível beleza natural. A lagoa morna de água do mar afaga a costa rápida e suavemente, e a areia branca convida qualquer um a relaxar e aproveitar o sol. Todo o Litoral conta histórias do passado e convida-nos para as praias de areia branca. Para o Norte vai quem gosta de desportos aquáticos como windsurf, vela, pesca submarina e parasailing. À noite, os bares, restaurantes e clubes de jazz da moda, rodeados por incomparáveis vistas com o pôr-do-Sol, vibram com a vida. A Oriente encontra-se a selva, a natureza. Abraçam-se as praias brancas em Palmer e Belle Mare, que se estendem ao longo da costa, orlada de um lado pelo verde escuro das casuarinas, e do outro pela lagoa de mar. O quadrante Sudoeste da Ilha caracteriza-se pelos seus penhascos enormes que oferecem oportunidades de fotografia belíssimas ao contornar  a ponta Sul da Ilha. Ali, o mar rebenta das rochas e vai livre e suavemente pela terra adentro, graças às quebras no recife. Na costa Oeste, o sol exibe os seus ocasos aos visitantes. Pode-se fazer pesca submarina neste local que é também adorado por surfistas, que vão para Tamarin, o centro de surf na Ilha Maurícia.

Mais artigos

DestaquesArtigos

  • Vector001

    Science & Nature

    Jul 1, 2017

    INTELIGÊNCIA (POUCO) ARTIFICIAL

    Oficialmente inaugurado em Toronto, Canadá, no passado dia 30 de Março, o Instituto Vector conta já com um investimento de 150 milhões de dólares por parte de empresas como o Facebook e o Google, multinacionais de tecnologia...

  • 01-Galop-DHermes.nocrop.w710.h2147483647.2x

    Luxury & Fashion

    Jul 1, 2017

    ESTRIBO ELEGANTE

    A nova garrafa de perfume de senhora do icónico Galop d'Hermès é inspirada na original, de 1930, da abertura da primeira loja da Hermès em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Voltemos quase um século atrás.

  • AdobeStock_54112868

    Home & Design

    Mar 1, 2017

    BIOMIMÉTICA - CIÊNCIA DA IMITAÇÃO

    Muitos exemplos podem servir para ilustrar a aplicação da Biomimética, não só em tecnologia de vanguarda, mas também em objectos quotidianos. Hoje em dia a Biomimética é parte do design, da física, química, engenharias várias...


  • AdobeStock_70053652

    Food & Beverage

    Abr 1, 2017

    PEQUENO ALMOÇO - COMEÇAR O DIA A COMER

    Os benefícios do pequeno-almoço para a saúde, não têm sido consensuais ao longo da história e, ainda hoje se discute que tipo de alimentos se devem ingerir de manhã e se estes devem ou não estar dependentes da actividade física...

  • nokia-3310-comparaison

    Technology

    Jun 1, 2017

    PARA OS NOSTÁLGICOS

    Se existe um telefone que desperta nostalgia, esse telefone é o Nokia 3301. É um dos telefones mais populares de sempre, relembrado por sua quase indestrutibilidade, bateria de longa duração e o lendário jogo Snake (bom, Snake...

  • Depositphotos_4906403_xl-2015

    Business & Industry

    Dez 1, 2017

    UM NOVO PASSO PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO

    Angola é o 3º país do mundo que maior apoio financeiro tem recebido da China. A reconstrução e desenvolvimento de Angola a partir de 2003 beneficiou desse apoio, especialmente para a construção de novas infraestruturas e novas...


  • Exquisite Luggage

    Luxury & Fashion

    Nov 30, 2015

    Bagagem Requintada

    A Maison de Martin foi fundada em 1792 por Pierre-François Martin, especializada em malas, baús e pacotes. A casa de Martin rapidamente tornou-se a favorita dentro da aristocracia francesa, e eventualmente, foi-lhe atribuído o título...

  • Technology

    Set 1, 2015

    One smart helmet

    Helmets have been protecting motorcyclists for decades, having bigger or smaller advances over the years. Smart helmets have been around since 2005, with the introduction of bluetooth connection to your phones, built-in microphones and...

  • Saffron stems

    Food & Beverage

    Set 1, 2015

    Golden Yellow

    Saffron was brought to India by the Persian rulers around 500 BC, and it is believed that the cultivation and various uses spread from Kashmir though the Indian subcontinent.